Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/04/2019

“Queridos filhos, como MÃE que conhece os SEUS filhos, sei vocês desejam o MEU FILHO. EU sei que vocês desejam a VERDADE, a PAZ, aquilo que é puro e não é falso.

Por isto EU, como MÃE, através do AMOR DE DEUS, me dirijo a vocês e os convido, a fim de que, rezando com o coração puro e aberto, conheçam por vocês mesmos o MEU FILHO, o SEU AMOR, o SEU CORAÇÃO MISERICORDIOSO.

O MEU FILHO via a beleza em todas as coisas.

ELE procura o BEM, até mesmo naquilo que é pequeno e escondido, em todas as almas, para perdoar o mal.

Por isto, filhos MEUS, apóstolos do MEU AMOR, os convido a adorá-LO, a agradecê-LO continuamente e a serem dignos para ELE. Porque ELE disse para vocês PALAVRAS DIVINAS, as PALAVRAS DE DEUS, as PALAVRAS que são para todos e para sempre.

Por isto, filhos MEUS, vivam a serenidade, a alegria e o amor recíproco.

Isto é o que é necessário para vocês no mundo de hoje: assim serão apóstolos do MEU AMOR, assim vocês testemunharão o MEU FILHO de maneira justa.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Pai-avô-sacerdote: aos 71 anos, ele foi ordenado padre diante do filho e 3 netos

"Deus me chamava, me agarrava pelos cabelos, mas eu fugia (...) Meu diretor espiritual me disse, há 30 anos, que eu receberia os 7 sacramentos"

Em declarações à rede italiana TV2000, o recém-ordenado padre Giuseppe Mangano, também italiano, afirmou:
“Nosso Senhor chama muitas vezes. Eu sempre digo, brincando, que o Senhor me chamava, me agarrava pelos cabelos, mas eu fugia”.
A “fuga” em questão evoca o fato de que, na juventude, Giuseppe tinha estudado no seminário, mas, depois, se sentiu chamado à vida matrimonial. Ele se casou, foi pai, teve netos, enviuvou. E, então, um novo chamado ressoou no seu coração.
Neste último domingo, 16 de setembro, o agora sacerdote de 71 anos celebrou a sua primeira missa e, muito emocionado, fez questão de recordar o amor pela esposa, que já partiu para a Casa do Pai.

“Ela faleceu há dez anos. Ela me encorajou a seguir o diaconato, mas faleceu antes que eu me tornasse diácono. Ela estava doente já fazia muito tempo e, quando estava morrendo, me disse também que eu poderia ser sacerdote. Então eu procurei o discernimento do arcebispo”.
O pe. Giuseppe se refere a dom Matteo Zuppi, arcebispo de Bolonha, que, após acompanhar a sua trajetória espiritual, aprovou a ordenação sacerdotal do bom viúvo.
Participaram da missa de ordenação do pai-avô-sacerdote o seu filho Francesco e os netos Francesca, de 15 anos, e Vasco e Giuseppe, gêmeos, de 10.

“Agora só falta um sacramento”

O pe. Giuseppe é um homem repleto de privilégios espirituais. Dos 7 sacramentos, ele observa, bem-humorado, que lhe falta apenas a extrema unção. E isto é praticamente uma “profecia”, pois ele mesmo, que já foi batizado, se confessou e foi perdoado, comungou, foi crismado, se casou e foi ordenado sacerdote, relata sobre um antigo diretor espiritual:
“O meu diretor espiritual me disse, há 30 anos, que eu receberia os sete sacramentos”.
Pedimos a Deus que de fato conceda ao pe. Giuseppe a graça de partir deste mundo bem preparado pela unção dos enfermos – mas que não tenha pressa nenhuma em “completar essa lista”! Vida longa e frutífera a este pai-avô-sacerdote! 

sabado, 22/09/2018 - Redação da Aleteia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...