Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 25/10/2018

Queridos filhos! Vocês tem uma grande graça de serem chamados a uma nova vida através das mensagens que EU estou lhes dando. Este, filhinhos, é um tempo de graça, um tempo e um chamado à conversão para vocês e às gerações futuras. Portanto, EU estou chamando vocês, filhinhos, rezem mais e abram seu coração ao MEU FILHO JESUS. EU estou com vocês e amo a todos vocês e abençôo vocês com a Minha Bênção Maternal. Obrigada por terem respondido ao Meu Chamado.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

“Leigas e leigos: Sal da Terra e Luz do Mundo”

Certamente muitas vezes você foi numa Igreja rezar. Talvez você seja daqueles que já participou de tantas missas que já perdeu a conta. Quem sabe ainda, você encontra na Igreja aquela paz e serenidade que te ajuda a enfrentar a luta da vida. Quando se procura uma Igreja, fé, religião ou rito está se procurando algo. Temos tantas coisas que esperamos de Deus. O que poucas pessoas talvez parem um pouco para pensar é que não podemos somente pensar no que esperamos de Deus, mas também no que Ele espera de nós. É verdade! Deus espera algo de você que está lendo este texto! E o que será que Deus espera de nós?
Quando Jesus ressuscitado apareceu pela última vez à primeira comunidade cristã fez um pedido bem claro: “vão pelo mundo inteiro e anunciem o Evangelho a toda criatura” (Mc 16,16). É importante lembrar que Jesus não enviou alguns, mas todos. Dentro da comunidade cristã, bem cedo, todos foram entendendo que mesmo sendo enviados em conjunto, nem todos deviam fazer as mesmas coisas. São Paulo chega a fazer uma comparação da Igreja como o corpo humano aonde cada órgão tem a sua função, mas todos ajudam o corpo a se manter vivo. A missão é de todos, mas o modo de realiza-la é diferente dependendo das capacidades, disponibilidades e possibilidades. Nas últimas décadas a Igreja tem insistido que todos os batizados e batizadas são enviados em missão e Jesus espera muito deles e delas. Este ano, por exemplo, estamos celebrando o Ano do Laicato, em outras palavras o Ano dos Leigos e Leigas.
É claro que quando se pensa em anunciar o Evangelho, pensa-se logo em alguém que fica nos locais públicos lendo a bíblia e explicando. Evangelizar não é só isso, mas é ser uma presença diferente. Nossa sociedade está muito carente de Deus, não porque Ele não queira estar presente, mas porque vem sendo  expulso de nossa vida diária. São famílias que não rezam, pessoas que mesmo se dizendo religiosas não frequentam nenhuma religião ou Igreja, ambientes de trabalho aonde não existe nenhum sinal de fé e de religião. Tem sido usadas todas as estratégias para tentar chegar a um maior número de pessoas, mas o esforço mesmo enorme não tem sido suficiente porque não se consegue chegar em toda parte.
Neste sentido, os leigos e leigas são fundamentais porque podem levar o Evangelho em todos os lugares aonde vivem e às pessoas que mais precisam. E como funciona esta evangelização? Jesus nos responde no Evangelho de Mateus: sendo são sal e luz.
Com o sal, Jesus recorda que cada um de nós é chamado a dar sabor ao ambiente aonde vive. Disseminar o gosto de viver, a alegria de existir e a força para enfrentar as dificuldades. E como as pessoas do mundo de hoje precisam disso. Quantos são vítimas de tristezas, falta de sentido e de alegria, quantos enfrentam graves doenças da alma como a depressão. Um sorriso, a proximidade, o apoio nos momentos difíceis são mais importantes do que todos os discursos.
Com a luz, Jesus reforça a ideia de uma presença que faz a diferença, pois não foi feita para si mesma, mas para iluminar os outros.  Neste sentido, os leigos e leigas são muito importantes porque conhecem realidades de trevas que precisam de luz, mas também de pessoas que estão desorientadas e sem rumo em sua existência e precisam daquela luz. Quantos momentos em que as pessoas estão precisando de um conselho ou palavra. É nesta hora que Jesus espera que você possa ser luz, iluminando, ajudando e orientando para o bem e não para o mal.
Deus olha cheio de compaixão para nosso mundo, Ele quer chegar em todos os corações. Só precisa que cada um possa ser este instrumento da ação dele, levando-o no coração para poder chegar em outros corações que tanto precisam.

Domingo, 19/08/2018 - Padre João Paulo 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...