Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/08/2018

“Queridos filhos,

Com amor materno os convido a abrirem os seus corações à paz, a abrirem os seus corações ao MEU FILHO, a cantar em seus corações o amor ao MEU FILHO, porque somente através deste amor chega a paz da alma.

Filhos MEUS, EU sei que vocês tem a bondade, sei que vocês tem o amor, o amor misericordioso. Mas, muitos dos MEUS filhos ainda tem os corações fechados, pensam que podem agir sem colocar os seus pensamentos ao PAI CELESTIAL que ilumina, diante do MEU FILHO que está sempre e novamente com vocês na EUCARISTIA e que deseja ouvi-los.

Filhos Meus, porque não falam para eles ? A vida de cada um de vocês é importante e preciosa porque é um dom do PAI CELESTIAL para a ETERNIDADE, por isso nunca se esqueçam de agradecê-LO e falar com ELE.

Eu sei, filhos MEUS, que para vocês é desconhecido aquilo que virá depois, porém quando chegar o “depois” de vocês, terão todas as respostas. O MEU amor materno deseja que vocês estejam prontos.

Filhos MEUS, com a vida de vocês coloquem sentimentos bons nos corações das pessoas que vocês encontrarem, sentimentos de paz, de bondade, de amor e de perdão. Através da oração escutem o que lhes diz o MEU FILHO e assim o façam.

Novamente os convido a rezarem pelos seus sacerdotes, por aqueles a quem o MEU FILHO chamou; lembrem-se que eles tem necessidade de orações e de amor.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Papa: por que devemos fazer o sinal da cruz nos momentos de perigo?

Antoine Mekary | Aleteia | I.Media
VATICAN CITY 11 OCTOBER 2017: Photographs from the General Audience with 
Pope Francis on October 11, 2017 at Saint Peters Square in Vatican City, Rome, Italy.

Francisco ensinou o significado deste gesto

O Papa Francisco ensinou o poder que está por trás do sinal da Santa Cruz. Foi durante a audiência geral do dia 18 de abril de 2018, na Praça São Pedro.

O pontífice insistiu no significado do gesto que os cristãos costumam fazer em momentos de perigo e para pedir proteção contra o mal. Segundo ele, cada fiel cristão deve saber se abençoar para demonstrar que pertence a Cristo.

“Toda a nossa vida, as nossas palavras, ações e nossos pensamentos estão sob o sinal da cruz, ou seja, do amor de Cristo ao extremo. Fazer o sinal da cruz quando acordamos, antes das refeições, diante de um perigo, em defesa contra o mal, antes de dormir, significa dizer a nós mesmos e aos outros a quem pertencemos, quem queremos ser”, disse Francisco.

Batismo

Aos 17 mil fiéis presentes na Praça São Pedro para ouvir a catequese papal, Francisco também continuou seus ensinamentos sobre o Batismo.

Ao explicar os gestos e as palavras da liturgia batismal, o Papa pediu que os padrinhos e os pais ensinem às crianças o significado do sinal da cruz.

Isso, segundo Francisco, “ajuda-nos a compreender o dom que recebemos neste sacramento”.

O Papa ainda explicou o rito do Batismo e o momento que precede o gesto da Cruz: “os catecúmenos adultos manifestam o desejo de serem recebidos na Igreja, enquanto as crianças são apresentadas a ela pelos pais e padrinhos. (…) O celebrante e os pais fazem o sinal da cruz sobre a fronte da criança, expressando, assim, que ela está pronta para pertencer a Cristo, que nos redimiu com a cruz.”

Francisco ainda lembrou a tarefa deixada por ele na audiência passada, em que pediu para os fiéis checarem a data do próprio Batismo, que é considerado uma espécie de “aniversário” na vida espiritual.

O nome do batizando

“No rito de acolhida do Batismo, o celebrante pede o nome de quem vai ser batizado. O nome indica a identidade de uma pessoa. Deus nos chama pelo nosso nome, ama-nos pessoalmente. O Batismo desperta em nós a vocação de vivermos como cristãos, o que implica uma resposta pessoal de nossa parte. Mas não termina aí: ao longo dos anos, Deus segue nos chamando pelo nome, para que todos os dias nós nos pareçamos ainda mais com seu Filho Jesus”, disse o Papa.


Ao final da audiência, Francisco ainda fez um apelo pela vida do pequeno Alfie Evans, o bebê do Reino Unido que pode ser desligado dos aparelhos que o mantêm vivo por decisão da justiça britânica.


Segunda, 23/04/2018 - Ary Waldir Ramos Díaz / Redação da Aleteia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...