Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 25/10/2018

Queridos filhos! Vocês tem uma grande graça de serem chamados a uma nova vida através das mensagens que EU estou lhes dando. Este, filhinhos, é um tempo de graça, um tempo e um chamado à conversão para vocês e às gerações futuras. Portanto, EU estou chamando vocês, filhinhos, rezem mais e abram seu coração ao MEU FILHO JESUS. EU estou com vocês e amo a todos vocês e abençôo vocês com a Minha Bênção Maternal. Obrigada por terem respondido ao Meu Chamado.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

EVANGELHO DO DIA 17/03/2018 – João 12, 20-33

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

Naquele tempo, alguns gregos que tinha vindo a Jerusalém para adorar nos dias da festa, foram ter com Filipe, de Betsaida da Galileia, e fizeram-lhe este pedido: «Senhor, nós queríamos ver Jesus». Filipe foi dizê-lo a André; e então André e Filipe foram dizê-lo a Jesus. Jesus respondeu-lhes: «Chegou a hora em que o Filho do homem vai ser glorificado. Em verdade, em verdade vos digo: Se o grão de trigo, lançado à terra, não morrer, fica só; mas se morrer, dará muito fruto. Quem ama a sua vida, perdê-la-á, e quem despreza a sua vida neste mundo conservá-la-á para a vida eterna. Se alguém Me quiser servir, que Me siga, e onde Eu estiver, ali estará também o meu servo. E se alguém Me servir, meu Pai o honrará. Agora a minha alma está perturbada. E que hei-de dizer? Pai, salva-Me desta hora? Mas por causa disto é que Eu cheguei a esta hora. Pai, glorifica o teu nome».

Veio então do Céu uma voz que dizia: «Já O glorifiquei e tornarei a glorificá-l’O». A multidão que estava presente e ouvira dizia ter sido um trovão. Outros afirmavam: «Foi um Anjo que Lhe falou». Disse Jesus: «Não foi por minha causa que esta voz se fez ouvir; foi por vossa causa. Chegou a hora em que este mundo vai ser julgado. Chegou a hora em que vai ser expulso o príncipe deste mundo. E quando Eu for elevado da terra, atrairei todos a mim». Falava deste modo, para indicar de que morte ia morrer.


Palavra da Salvação.
Gloria a vos Senhor!

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Ao meditarmos hoje um pouco sobre a passagem do Evangelho que acabamos de ouvir, vamos pensar que primeiro que o evangelista que o escreveu é o discípulo querido de Jesus, o seu predileto (Jo 21,7), aquele que Jesus amava, o que durante a última ceia se inclinara sobre o Seu peito (Jo 21,30). Assim o atesta a passagem do seu evangelho no versículo 24 do capítulo 21. São João escreve o seu evangelho, já velhinho, cerca de 60 anos após a Morte-Ressurreição de Jesus Cristo, isto é, por volta do ano 90, quase de certeza, em Éfeso, hoje Turquia.
O seu evangelho tem um caráter transcendente, teológico, sacramental, por um lado. Por outro, o pormenor detalhado dos usos e costumes palestinos, fazem-nos ter a certeza de ter sido uma testemunha ocular a escrevê-lo.
As suas narrações são muito vivas, adquirem sempre um certo dinamismo. Através do diálogo, ele quer que nós entremos na cena e descubramos um Jesus que está vivo. Por detrás das realidades que João nos apresenta há sempre algo de mais importante a descobrir – o Mistério. Ele convida-nos a ir “esgravatando” para o ir fazendo surgir.
A cena narrada no Evangelho de hoje, não aparece em qualquer dos evangelhos sinópticos. É exclusiva de João. Ela tem um alcance profético. É já uma insinuação da Paixão-glorificadora do Senhor. Os gentios – os gregos – que sobem a Jerusalém para adorar a Deus, tem um valor significativo: anunciam a conversão das nações e preparar-nos já o anúncio de Jesus “Eu uma vez elevado da Terra, atrairei todos a Mim”. Anunciava já a Sua morte. A “Hora de Jesus” que nas Bodas de Caná ainda não chegara, vai-se manifestando progressivamente ao longo do evangelho de João. Será, ao mesmo tempo, de Paixão e de Glorificação. O grão de trigo que apodrece na terra e adquire uma vida nova, tem o simbolismo da morte-ressurreição.
Morte-Ressurreição de Jesus que, ao morrer por nós, nos dá a Salvação e a Vida.
Morte do homem para o pecado que, ao morrer para este, liberto das garras do mal, é já semente de ressurreição. Adquire o estatuto do “Homem-Novo” que, com uma nova força e dinamismo, vai ajudando a construir, já neste mundo, uma nova terra, a caminho dos “Céus e da Nova Terra prometida”.
A humanidade de Jesus está, nesta passagem do evangelho joaninho, muito viva – “A minha alma está perturbada e que direi eu? Pai, salva-Me desta hora?…”
Como homem igual a nós, ao ver aproximar-se a morte, Ele perturba-se… tem medo. Mas logo a confiança total: Pai glorifica o Teu nome. Acima de tudo a vontade do Pai, a Sua glória.
Que o Senhor Jesus nos ajude a procurarmos sempre e em tudo a vontade de Deus, nosso Pai e a Sua glória.


UNIDOS PELA PALAVRA DE DEUS
PROPOSTA PARA
ESCUTAR, PARTILHAR, VIVER E ANUNCIAR A PALAVRA NAS COMUNIDADES DEHONIANAS
Grupo Dinamizador:
P. Joaquim Garrido, P. Manuel Barbosa, P. José Ornelas Carvalho
Província Portuguesa dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos)
Rua Cidade de Tete, 10 – 1800-129 LISBOA – Portugal
Tel. 218540900 – Fax: 218540909
portugal@dehonianos.org – www.dehonianos.pt
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...