Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Saiba quem é o brasileiro indicado ao Prêmio Nobel da Paz 2018

Conhecido como "Senhor Gentileza", o indicado lidera uma rede de solidariedade com mais de 35 mil pessoas

Gentileza gera gentileza. A clássica frase de José Datrino, o profeta Gentileza, que, com seus escritos, levavam mensagem de paz, amor ao próximo, bondade e esperança nas ruas do Rio de Janeiro a milhares de pessoas, marcou e muito a vida do escritor e palestrante Luiz Gabriel Tiago.

Luiz, conhecido como “Senhor Gentileza”, também é empresário e turismólogo niteroiense, tem 39 anos e acaba de ser indicado ao Prêmio Nobel da Paz. A indicação é fruto de sete anos de atuação no “Pontinho de Luz”, sua empresa social, sediada em sua terra natal, (Niterói-RJ), que movimenta uma rede de solidariedade de 35 mil pessoas, responsáveis por ações sociais realizadas no Brasil e no exterior, cujos recursos advêm de treinamentos e doações.

A Pontinho de Luz, que já arrecadou mais de 500 toneladas de alimentos, ajuda, atualmente, 90 famílias, com doação mensal de cestas básicas. Também entrega remédios, fraldas e qualquer tipo de mantimentos para quem precisa.

Luiz Gabriel Tiago é autor dos livros “Como driblar a raiva no trabalho” e “Gentileza no Trabalho”, ambos lançados pela Editora Ideias & Letras, cuja proposta é criar um novo comportamento pautado na cordialidade, no respeito ao próximo e na solidariedade. Ele mostra que a gentileza no trabalho é o grande trunfo de profissionais prontos para captar novos clientes, fidelizá-los e incrementar os resultados. Em um período em que chegamos ao limite brutal da falta de ética nas relações, só conquistará o sucesso contínuo quem conduzir suas relações interpessoais com empatia, cordialidade, respeito e gerando atitudes positivas. Segundo o autor, pessoas gentis atraem fidelidade. O Jornal Santuário e o Portal A12 conversaram com Luiz Gabriel Tiago, que falou sobre a indicação ao Nobelsobre a Pontinho de Luz e sobre, gentileza, tão pregada em seus livros, entre outros assuntos.

Como você recebeu a notícia de que foi indicado ao Prêmio Nobel da Paz? Como se deu essa indicação?

Luiz Gabriel Tiago – No dia primeiro de setembro, deste ano, recebi um e-mail congratulando-me pela indicação ao Prêmio Nobel. Acabei apagando o e-mail, achando que era um spam, um e-mail em massa, e logo depois, recebi uma ligação dizendo que o Instituto Nobel tinha a indicação ao Prêmio Nobel da Paz pelo trabalho realizado pela na Pontinho de Luz. A indicação partiu de um jurista do Rio de Janeiro, Celio Celli de Oliveira Lima, que pertence a um grupo de pessoas, espalhadas pelo mundo, que estão aptas a indicarem projetos ao Prêmio Nobel. Ele, durante meses, foi coletando material sobre o nosso projeto e encaminhou ao Instituto Nobel, na Suécia. Hoje estou começando a entender essa indicação, a ficha está caindo aos poucos: é o maior prêmio da humanidade, só de estar sendo indicado já é um prêmio, pois é algo que ficará marcado para sempre. Estou muito feliz!

Fale-nos sobre a Pontinho de Luz, sua empresa social, que há sete anos atua ministrando cursos sobre empatia e coordenando uma rede de solidariedade em todo o Brasil.

Luiz Gabriel Tiago – A Pontinho de Luz é uma empresa social, um conceito novo no Brasil. Uma empresa, porque tem fins lucrativos, mas também uma ONG, por ter seu trabalho social. Ela ministra cursos pagos, e o dinheiro arrecadado financia os projetos, que destinamos ao próximo, sem depender de campanhas e caridade alheia de terceiros, tem vida própria e se auto-sustenta. Mensalmente, 500 pessoas, entre moradores de rua e pessoas com moradias, se alimentam por causa da Pontinho de Luz. É um trabalho que acontece no Brasil todo, e o nosso foco é a erradicação da fome. Nós vamos aonde o povo sente fome, o alvo são essas pessoas. Até a fome deixar de existir no Brasil. Não sei se estarei vivo para ver isso, mas tenho esperança de que um dia a fome acabará em nosso país.

Sobre o conceito de gentileza e empatia, você tem uma publicação que aborda essa temática:, o livro Gentileza no Trabalho, lançado em 2013 pela Editora Ideias e Letras. Conte-nos sobre essa obra.

Luiz Gabriel Tiago – O livro é uma leitura de fácil acesso, a qual mostra de como ser gentil no ambiente profissional. Existe uma lacuna no trabalho, – e imagino que muitas pessoas passem por isso –, que é a falta de trato entre as pessoas, a falta de preocupação com seu colega. Uma palavra grosseira, uma fofoca, tudo isso afeta muito o ambiente de trabalho. Existem pessoas que têm pavor da música de encerramento do programa Fantástico (Rede Globo), pois elas lembram que o domingo acabou e que, no dia seguinte, terão de ir no ao serviço. Isso é horrível! Você tem de sentir prazer, estar feliz no em seu trabalho. É lá que você produz, que faz algo útil, que troca seu serviço por salário. Não é justo você não ter prazer no em seu trabalho! A empresa tem de ser seu porto seguro! Um um lugar onde as pessoas vão ampará-lo e que você tenha vontade e prazer de ir.

Relacionando a gentileza ao trabalho, acredita-se que o clima organizacional seja humanizado e as pessoas possam trabalhar em harmonia com os valores da empresa. Diante da implantação de um programa de Gentileza Corporativaos colaboradores são envolvidos numa metodologia eficaz e que os conscientiza de que não precisam esperar alguém tomar a iniciativa em ser mais tolerantes e solidários.

Até que ponto vida pessoal e profissional podem se misturar, já que o trabalhador é um só?

Luiz Gabriel Tiago  Os tempos mudaram e o profissional de hoje anseia encontrar a plenitude pessoal e profissional. Antigamente era muito comum as pessoas dizerem que os problemas de casa ficavam da porta para fora da empresa e que nunca misturavam as coisas. Porém, diante da carga profissional cada vez mais exaustiva, é necessária uma humanização fazendo com que possam encontrar no trabalho um local onde sinta segurança e conforto emocional.

O livro mostra que comportamento é condicionamento. Como quebrar certos comportamentos arraigados a profissionais acomodados?

Luiz Gabriel Tiago – É muito difícil mudar o comportamento de profissionais que já estão na empresa há 15, 20 anos e não estão dispostos a transformações. Porém, essa tarefa não é impossível e pode ser uma condição para a readequação do perfil da corporação ao mercado, especialmente por causa da concorrência. Trata-se de uma espécie de seleção natural (ou corporativa), em que os capazes de se adaptar às tendências serão os “predadores” da atualidade. Através das técnicas aplicadas em nossos treinamentos, conseguimos fazer uma “viagem” ao interior desses profissionais e eles próprios conseguem enxergar a necessidade de mudanças.

Há quem pareça gentil mas age assim para fazer fofoca visando a mobilidade dentro da empresa. Como avalia esse comportamento?

Luiz Gabriel Tiago – Posso elencar uma dezena de consequências negativas por causa da falta de gentileza nas empresas. No trabalho as pessoas tendem a se comunicar através de e-mail, atendem os ramais de forma fria, valorizam as “fofocas” e se distanciam cada vez mais.

Os profissionais perderam a capacidade de ouvir de forma imparcial – o que dificulta uma gestão participativa e focada em pessoas. O caminho é muito simples para que a fofoca seja minimizada seguindo a regra dos três C´s: Cumprimentar, Colaborar e Compreender. Através dessa sequência exercitamos alguns valores importantes e indispensáveis para nossa sociedade, como boa educação, respeito, empatia e solidariedade. Em vez de valorizarmos os defeitos dos outros precisamos nos convencer de que os tempos mudaram e – as qualidades devem vir na frente.

Qual a importância de um bom network?

Luiz Gabriel Tiago – Ter uma boa rede de relacionamentos é um dos caminhos mais favoráveis ao sucesso profissional. Hoje é muito simples ampliar seus contatos, em especial para aqueles que se conectam ao mundo virtual e estão familiarizados com isso. As redes sociais são capazes de unir pessoas afins num curto espaço de tempo e distância. Basta estar antenado ao que acontece no mundo e focar os grupos que discutam o mesmo tema, segmento ou profissão do seu interesse.

Todos precisam cultivar contatos interessantes. Ter boas amizades no seu círculo pode abrir portas na sua área de trabalho, principalmente se precisar de uma indicação ou se decidir empreender em seu próprio negócio.

No mundo atual, relacionamento interpessoal é o caminho certeiro para o sucesso. Se for com gentileza, uma grande etapa já foi percorrida!

Qual o segredo para ser verdadeiramente gentil?

Luiz Gabriel Tiago – Ao praticar o bem, literalmente “detonamos” o pessimismo e contribuímos para um mundo melhor. O ideal é não se preocupar com algum tipo de retorno, pois muitas pessoas se queixam que são gentis, mas ficam chateadas por não serem gratificadas de imediato.

Bobos são aqueles que ainda não descobriram o potencial que as pessoas gentis têm. Essa ideia de “esperteza” é bem característica dos brasileiros, pois acreditam que sempre existe alguém que vai “passar a perna” e que o mundo é dos “espertos”. Eu garanto: basta uma pessoa gentil no trabalho e consciente de seu papel para que aconteça uma transformação.

Outros brasileiros indicados ao Nobel da Paz

O Brasil já teve 14 indicados ao Nobel da Paz, mas nenhum deles levou o título. Veja quem foram os indicados:

1. Barão do Rio Branco
2. Afrânio de Melo Franco
3. Oswaldo Aranha
4. Raul Fernandes
5. Marechal Rondon
6. Josué de Castro
7. Dom Hélder Câmara
8. Chico Xavier
9. Irmã Dulce
10. Dom Paulo Evaristo Arns
11. Betinho
12. Zilda Arns
13. Gaetano Brancati Luigi
14. Maria da Penha


A lista com os nomes dos finalistas do prêmio sairá em março de 2018.


Segunda, 13/11/2017 - A12 / Redação da Aleteia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...