Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/08/2018

“Queridos filhos,

Com amor materno os convido a abrirem os seus corações à paz, a abrirem os seus corações ao MEU FILHO, a cantar em seus corações o amor ao MEU FILHO, porque somente através deste amor chega a paz da alma.

Filhos MEUS, EU sei que vocês tem a bondade, sei que vocês tem o amor, o amor misericordioso. Mas, muitos dos MEUS filhos ainda tem os corações fechados, pensam que podem agir sem colocar os seus pensamentos ao PAI CELESTIAL que ilumina, diante do MEU FILHO que está sempre e novamente com vocês na EUCARISTIA e que deseja ouvi-los.

Filhos Meus, porque não falam para eles ? A vida de cada um de vocês é importante e preciosa porque é um dom do PAI CELESTIAL para a ETERNIDADE, por isso nunca se esqueçam de agradecê-LO e falar com ELE.

Eu sei, filhos MEUS, que para vocês é desconhecido aquilo que virá depois, porém quando chegar o “depois” de vocês, terão todas as respostas. O MEU amor materno deseja que vocês estejam prontos.

Filhos MEUS, com a vida de vocês coloquem sentimentos bons nos corações das pessoas que vocês encontrarem, sentimentos de paz, de bondade, de amor e de perdão. Através da oração escutem o que lhes diz o MEU FILHO e assim o façam.

Novamente os convido a rezarem pelos seus sacerdotes, por aqueles a quem o MEU FILHO chamou; lembrem-se que eles tem necessidade de orações e de amor.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Papa Francisco: às vezes durmo quando estou rezando

Revelação foi feita em entrevista a um padre italiano

“Quando vou rezar, algumas vezes durmo. Isso também acontecia com Santa Teresinha do Menino Jesus. Ela dizia que o Senhor, Deus, o Pai gosta quando dormimos rezando.”
O Santo Padre fez essas afirmações no programa “Padre Nostro” (Pai Nosso), durante o diálogo com o Pe. Marco Pozza, capelão da prisão de Pádua, como parte de uma iniciativa da Secretaria para as Comunicações da Santa Sé e da TV2000.

Muitas vezes, continua o Papa, “dizemos que somos cristãos, dizemos que temos um pai, mas vivemos como… não digo como animais, mas como pessoas que não acreditam em Deus nem no homem, sem fé”.

“Nós também vivemos fazendo o mal, não vivemos no amor, mas no ódio, nas competições, nas guerras”, continuou o Pontífice.

O nome de Deus, questionou o Santo Padre, “é santificado nos cristãos que lutam entre eles pelo poder? É santificado na vida daqueles que pagam um homicida para se livrar de um inimigo? É santificado na vida daqueles que não se encarregam dos seus próprios filhos? Não, assim não se santifica o nome de Deus”.


Os diálogos do Pe. Pozza com o Papa e com vários personagens da cultura e do espetáculo fazem parte de um livro intitulado “Padre Nostro”, da editora Rizzoli e da Livraria Editora do Vaticano, que estará à venda na Itália, a partir do dia 23 de novembro.



Sábado, 04/11/2017 - ACI Digital / Aleteia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...