Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/12/2017

“Queridos filhos, Me dirijo a vocês como sua Mãe, a Mãe dos justos, a Mãe daqueles que amam e sofrem, a Mãe dos santos.

Filhos Meus, também vocês podem ser santos: depende de vocês. Santos são aqueles que amam imensamente o Pai Celestial, aqueles que O amam acima de tudo.

Por isso, filhos Meus, procurem ser sempre melhores. Se procuraram ser bons, podem ser santos, também se não pensam isto de vocês. Se vocês pensam ser bons, não são humildes e a soberba os distancia da santidade.

Neste mundo inquieto, cheio de ameaças, as suas mãos, apóstolos do Meu amor, devem estar estendidas em oração e em misericórdia. Para mim, filhos Meus, presenteiem o Rosário, as rosas que tanto amo!

As Minhas rosas são as suas orações feitas com o coração e não somente recitadas com os lábios. As minhas rosas são as suas obras de oração, de fé e de amor.

Quando era pequeno, Meu Filho me dizia que os Meus filhos seriam numerosos e que me trariam muitas rosas.

Eu não compreendia, agora sei que vocês são aqueles filhos, que trazem rosas quando amam o Meu Filho acima de tudo, quando rezam com o coração, que ajudam os mais pobres. Estas são as Minhas rosas!

Esta é a fé, que faz que tudo na vida se faça por amor; que não conhece a soberba; que perdoa sempre prontamente, sem nunca julgar e procurando sempre compreender o próprio irmão.

Por isso, apóstolos do Meu amor, rezem por aqueles que não sabem amar, por aqueles que não os amam, por aqueles que os fizeram mal, por aqueles que não conheceram o Amor de Meu Filho. Filhos Meus, os peço isto para que lembrem que rezar significa amar e perdoar. Obrigada !”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Morador de rua encontra bolsa perdida e passa dois dias procurando a dona

Dentro da bolsa, encontrada do lado de fora de um bar, tinha até um iPhone

Um morador de rua passou dois dias tentando localizar uma mulher que havia perdido a sua bolsa. Segundo Daisy Owen, de 20 anos, o gesto de Paul Calderbank “restaurou sua fé na humanidade”. Dentro da bolsa, perdida durante uma saída à noite na cidade de Bolton, na Inglaterra, estavam seus documentos, dinheiro e um iPhone.

Paul encontrou a bolsa do lado de fora de um bar e imediatamente começou a procurar por sua dona. Ele percorreu as ruas da cidade perguntando a pessoas que pareciam da idade de Daisy se elas a conheciam. Para evitar que outros sem-teto ou policiais achassem que ele tinha roubado o objeto, Paul não voltou para o albergue em que vive antes de devolvê-lo e ainda escreveu um bilhete, que fixou na bolsa.

O bilhete dizia: “Eu quero localizar a dona dessa bolsa e devolver pessoalmente a ela todos os seus pertences, porque agora sou uma pessoa honesta e me sinto bem fazendo a coisa certa. Há dinheiro na bolsa e eu não peguei nem um centavo. Essa garota vai ficar muito feliz por alguém lhe ter devolvido todos os seus pertences. Mal posso esperar por dar uma de detetive e encontrar a garota pessoalmente”.

Na bolsa havia também o endereço de Daisy – caminhar até a casa dela seria o último recurso de Paul. Entretanto, ele conseguiu encontrar amigos da garota antes de chegar lá. Os amigos se encarregaram de marcar o encontro entre Daisy e Paul.

“Estou muito grata e feliz por ainda existirem pessoas como ele no mundo”, disse Daisy em um post no Facebook. “Ele é sem-teto e está morando em um albergue e mesmo assim não pegou um centavo”.


Entusiasmada com o gesto de Paul, Daisy deu início a uma campanha online de levantamento de fundos para oferecer ao sem-teto alimentação, roupas novas e o necessário para que ele consiga alugar um pequeno apartamento. Em 14 dias, ela já levantou mais de 11 mil reais – superando as expectativas da campanha. “Estou determinada a dar um lar para esse homem”, disse Daisy.


Sexta, 06/10/2017 - Sempre Família / Aleteia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...