Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/08/2018

“Queridos filhos,

Com amor materno os convido a abrirem os seus corações à paz, a abrirem os seus corações ao MEU FILHO, a cantar em seus corações o amor ao MEU FILHO, porque somente através deste amor chega a paz da alma.

Filhos MEUS, EU sei que vocês tem a bondade, sei que vocês tem o amor, o amor misericordioso. Mas, muitos dos MEUS filhos ainda tem os corações fechados, pensam que podem agir sem colocar os seus pensamentos ao PAI CELESTIAL que ilumina, diante do MEU FILHO que está sempre e novamente com vocês na EUCARISTIA e que deseja ouvi-los.

Filhos Meus, porque não falam para eles ? A vida de cada um de vocês é importante e preciosa porque é um dom do PAI CELESTIAL para a ETERNIDADE, por isso nunca se esqueçam de agradecê-LO e falar com ELE.

Eu sei, filhos MEUS, que para vocês é desconhecido aquilo que virá depois, porém quando chegar o “depois” de vocês, terão todas as respostas. O MEU amor materno deseja que vocês estejam prontos.

Filhos MEUS, com a vida de vocês coloquem sentimentos bons nos corações das pessoas que vocês encontrarem, sentimentos de paz, de bondade, de amor e de perdão. Através da oração escutem o que lhes diz o MEU FILHO e assim o façam.

Novamente os convido a rezarem pelos seus sacerdotes, por aqueles a quem o MEU FILHO chamou; lembrem-se que eles tem necessidade de orações e de amor.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

16 de outubro de 1978: um homem que veio de muito longe aparece na janela

Da chaminé da Capela Sistina, sobe aos céus uma fumaça branca

Fumaça branca

16 de outubro de 1978: uma fumaça branca sobe aos céus a partir da chaminé da Capela Sistina. Milhões de olhos em todos os recantos do planeta miram fixos para uma janela, aberta sobre a Praça de São Pedro. Quem surge dela é um desconhecido cardeal polonês chamado Karol Wojtyla, que se apresenta ao mundo como “um homem que veio de muito longe”. Eleito como o 263º sucessor do Apóstolo Pedro, ele entrará para a história como São João Paulo II.

No pódio dos papados

Seus 26 anos, 5 meses e 17 dias de pontificado constituíram o terceiro papado mais longo de todos os tempos, atrás somente do próprio São Pedro (37 anos) e do Papa Pio IX (mais de 31 anos).

Infância, juventude e características para a vida toda

Caçula dos três filhos de Karol Wojtyła (pai) e de Emília Kaczorowska, Karol Józef Wojtyła nasceu na pequena Wadowice, a cerca de 50 quilômetros de Cracóvia, em 18 de maio de 1920. Muito atlético e amante da natureza, manteve durante toda a vida o amor pelo esporte e pelas caminhadas contemplativas ao ar livre. Na juventude, foi ator e autor de peças de teatro e poesia – e a arte da escrita também fez parte de toda a sua trajetória como padre, bispo, arcebispo, cardeal e Papa.

Apóstolo da Palavra

Aliás, os seus principais documentos incluem 14 encíclicas, 15 exortações apostólicas, 11 constituições apostólicas e 45 cartas apostólicas, além da promulgação da atual edição do Catecismo da Igreja Católica. Ele ainda escreveu a imprescindível Teologia do Corpo e reformou os códigos de Direito Canônico e dos Cânones das Igrejas Orientais.

Peregrino e missionário

Repleto de espírito missionário, São João Paulo II fez 104 viagens apostólicas fora da Itália e outras 146 dentro daquele país. Foi o criador das Jornadas Mundiais da Juventude, em 1985, que se transformaram no maior evento multitudinário da Igreja em dois mil anos de existência; aliás, a edição de Manila, nas Filipinas, em 1995, com mais de 4 milhões de jovens, é uma das maiores aglomerações de pessoas já registrada em toda a história da humanidade. Além da juventude, o Papa também focou na defesa da família, criando em 1994 os Encontros Mundiais das Famílias.

“Uma mão disparou. Mas outra mão guiou a bala”


Um dos episódios mais dramáticos e significativos da vida de São João Paulo II foi o atentado que ele sofreu em plena Praça de São Pedro: após levar dois tiros que o deixaram à beira da morte, ele foi agraciado com uma impactante experiência de proteção de Nossa Senhora de Fátima, conforme você pode ler neste artigo:

13 de maio de 1981: dois tiros atingem o Papa


Rumo ao Abraço do Pai

Depois de lutar de modo comovente contra as enfermidades que a idade trouxe aos seus ombros, São João Paulo II faleceu em 2 de abril de 2005, às 21h37 de Roma. Era o domingo da Divina Misericórdia.
Daquela noite até as exéquias, 8 de abril, mais de 3 milhões de peregrinos prestaram homenagem ao Papa falecido, muitos deles enfrentando nada menos que 24 horas de fila.

Beato e Santo


O Papa Bento XVI beatificou João Paulo II em 1º de maio de 2011. Em 27 de abril de 2014, o Papa Francisco o canonizou juntamente com outro grande pontífice dos nossos tempos: São João XXIII, o Papa Bom.


Segunda, 16/10/2017 - Aleteia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...