Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2017

Queridos filhos !

Quem melhor do que EU poderia falar para vocês do Amor e da existência do MEU FILHO ?

Vivi com ELE, EU sofri com ele, vivendo a vida terrena, EU provei da dor porque era MÃE.

MEU FILHO amou com pensamentos e obras o PAI CELESTIAL, o DEUS VERDADEIRO, e como ME dizia veio para redimi-los. EU escondi a minha dor com o amor. Vocês, filhos MEUS, tem numerosas perguntas, não compreendem a dor, não compreendem que através do Amor de Deus devem aceitar a dor e suportá-la. Todas as pessoas provam-na em maior ou menor medida, mas com a paz na alma e em estado de graça a esperança existe.

Este é o MEU FILHO, DEUS, nascido de DEUS. As SUAS PALAVRAS são sementes de Vida Eterna e semeadas nas boas almas produzem muitos frutos.

MEU FILHO suportou a dor porque tomou para si os pecados de vocês.

Por isso vocês, filhos MEUS, Apóstolos do MEU Amor, vocês que sofrem, saibam que as suas dores se tornarão luz e glória.

Filhos MEUS, enquanto vocês suportam a dor o CÉU entra em vocês, e em todos em torno de vocês é dado um pouco de Céu e muita esperança !

Obrigada !

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Irmãs contemplativas com síndrome de Down? Claro que sim!

Religiosas com ou sem a síndrome vivem na mesma comunidade, em claro sinal de que o Senhor chama todos à santidade

As Irmãzinhas Discípulas do Cordeiro são uma congregação religiosa fundada em 1985 pelo Abade de Fontgombault e reconhecida em 1990 pelo Cardeal Jean Honoré, de Tours.

Na vocação contemplativa, estas jovens portadoras da Síndrome de Down se consagram inteiramente a Deus!

O objetivo da fundação é permitir que as irmãzinhas vivam a vocação religiosa contemplativa seguindo o carisma de São Bento (com seu famoso lema “Ora e trabalha“, ou “Ora et labora“) e o de Santa Teresinha do Menino Jesus, conhecido como “o Pequeno Caminho”.

Para isso, irmãs com ou sem a síndrome vivem na mesma comunidade, sob as mesmas regras, em claro sinal de que o Senhor chama todos à santidade.

O Papa São João Paulo II, na encíclica Evangelium Vitae (O Evangelho da Vida), escreveu:

“A coragem e a serenidade com que muitos irmãos nossos, afetados por graves deficiências, conduzem a sua existência quando são aceitos e amados por nós constituem um testemunho particularmente eficaz dos valores autênticos que qualificam a vida e, mesmo em condições difíceis, a tornam preciosa para a própria pessoa e para os outros”.


Sexta, 25/08/2017 - A partir de postagem do blog Senza Pagare / Aleteia 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...