Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/12/2017

“Queridos filhos, Me dirijo a vocês como sua Mãe, a Mãe dos justos, a Mãe daqueles que amam e sofrem, a Mãe dos santos.

Filhos Meus, também vocês podem ser santos: depende de vocês. Santos são aqueles que amam imensamente o Pai Celestial, aqueles que O amam acima de tudo.

Por isso, filhos Meus, procurem ser sempre melhores. Se procuraram ser bons, podem ser santos, também se não pensam isto de vocês. Se vocês pensam ser bons, não são humildes e a soberba os distancia da santidade.

Neste mundo inquieto, cheio de ameaças, as suas mãos, apóstolos do Meu amor, devem estar estendidas em oração e em misericórdia. Para mim, filhos Meus, presenteiem o Rosário, as rosas que tanto amo!

As Minhas rosas são as suas orações feitas com o coração e não somente recitadas com os lábios. As minhas rosas são as suas obras de oração, de fé e de amor.

Quando era pequeno, Meu Filho me dizia que os Meus filhos seriam numerosos e que me trariam muitas rosas.

Eu não compreendia, agora sei que vocês são aqueles filhos, que trazem rosas quando amam o Meu Filho acima de tudo, quando rezam com o coração, que ajudam os mais pobres. Estas são as Minhas rosas!

Esta é a fé, que faz que tudo na vida se faça por amor; que não conhece a soberba; que perdoa sempre prontamente, sem nunca julgar e procurando sempre compreender o próprio irmão.

Por isso, apóstolos do Meu amor, rezem por aqueles que não sabem amar, por aqueles que não os amam, por aqueles que os fizeram mal, por aqueles que não conheceram o Amor de Meu Filho. Filhos Meus, os peço isto para que lembrem que rezar significa amar e perdoar. Obrigada !”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Conheça a casa da Virgem Maria

Perto de Éfeso, a sete quilômetros de Selçuk, se encontra aquela que teria sido a residência da Virgem durante seus últimos anos de vida.

Uma antiga tradição cristã diz que, fugindo da perseguição em Jerusalém, São João Evangelista teria levado consigo a Virgem Maria para Éfeso, na região de Esmirna, na Turquia, onde ambos passariam os últimos anos de suas vidas. A tradição – tanto católica como ortodoxa – diz que este é o local de onde a Virgem Maria foi elevada ao céu.

Dois padres vicentinos, do colégio francês de Esmirna, encontram a casa em 1891. Cinco anos mais tarde, o Papa Leão XIII visitou o local, e declarou oficialmente como um monumento para os cristãos. Ele também foi visitado por Paulo VI, João Paulo II e Bento XVI.

O edifício é uma pequena igreja bizantina do século XIII, sobre uma estrutura datada entre o VI e VII, construída por sua vez sobre um assentamento, este sim, do século I. Peregrinos cristãos de todas as denominações, e também muçulmanos, visitam o local ano após ano, especialmente em 15 de agosto, data da Assunção de Maria.



Domingo, 02/07/2017 - Daniel R. Esparza / Aleteia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...