Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/08/2018

“Queridos filhos,

Com amor materno os convido a abrirem os seus corações à paz, a abrirem os seus corações ao MEU FILHO, a cantar em seus corações o amor ao MEU FILHO, porque somente através deste amor chega a paz da alma.

Filhos MEUS, EU sei que vocês tem a bondade, sei que vocês tem o amor, o amor misericordioso. Mas, muitos dos MEUS filhos ainda tem os corações fechados, pensam que podem agir sem colocar os seus pensamentos ao PAI CELESTIAL que ilumina, diante do MEU FILHO que está sempre e novamente com vocês na EUCARISTIA e que deseja ouvi-los.

Filhos Meus, porque não falam para eles ? A vida de cada um de vocês é importante e preciosa porque é um dom do PAI CELESTIAL para a ETERNIDADE, por isso nunca se esqueçam de agradecê-LO e falar com ELE.

Eu sei, filhos MEUS, que para vocês é desconhecido aquilo que virá depois, porém quando chegar o “depois” de vocês, terão todas as respostas. O MEU amor materno deseja que vocês estejam prontos.

Filhos MEUS, com a vida de vocês coloquem sentimentos bons nos corações das pessoas que vocês encontrarem, sentimentos de paz, de bondade, de amor e de perdão. Através da oração escutem o que lhes diz o MEU FILHO e assim o façam.

Novamente os convido a rezarem pelos seus sacerdotes, por aqueles a quem o MEU FILHO chamou; lembrem-se que eles tem necessidade de orações e de amor.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Por que os católicos chamam a Virgem Maria de ‘rainha’?

Uma tradição que se remonta à época do Rei Davi

Repetidamente, a Igreja Católica refere-se à Abençoada Virgem Maria como “Rainha” e frequentemente a chama de “Rainha do Céu e da Terra”. Por que isso?

Em primeiro lugar, o Catecismo afirma que “a Virgem Imaculada, preservada imune de toda a mancha da culpa original, terminado o curso da vida terrena, foi elevada ao céu em corpo e alma e exaltada pelo Senhor como rainha, para assim se conformar mais plenamente com o seu Filho, Senhor dos senhores e vencedor do pecado e da morte” (CCC 966).

Assim, Maria é reconhecida como a Rainha do céu e da terra, e um dia de festa é reservado pela Igreja para celebrar a sua coroação.

Além disso, no entanto, Maria é chamada de rainha por causa de uma antiga tradição que remonta à época do rei Davi. De acordo com o teólogo Colin B. Donovan, “No Antigo Testamento, a Rainha do Reino Davídico era a Rainha Mãe. Os reis, por razões de estado e fraqueza humana, tinham muitas esposas, nenhuma das quais poderia ser chamada adequadamente de rainha. Essa honra era reservada à mãe do rei, cuja autoridade ultrapassava em muito as muitas “rainhas” casadas com o rei. Vemos que este é o papel que Bate-Seba desempenhou com relação ao rei Salomão e as ocasiões em que a Rainha Mãe agiu em nome dos sucessores juvenis do trono”.

Há referências à rainha-mãe no Antigo Testamento, no Segundo Livro dos Reis, por exemplo: “Então o rei Joaquim, juntamente com seus conselheiros, nobres e oficiais, e a rainha-mãe, entregou-se aos babilônios” (2 Reis 24: 12).

A rainha-mãe no Reino Davídico ouvia as súplicas do povo e as levava para consideração do rei.

Não é exatamente o mesmo que a Virgem Maria faz, como Rainha do Céu e da Terra?

Por essas razões, a Igreja sempre entendeu Maria como uma rainha, sentada ao lado de seu Filho no Céu. Ao longo dos séculos, a arte cristã destacou essa crença ao colocar uma coroa em sua cabeça – tanto na iconografia oriental como na arte ocidental tradicional. Também se desenvolveu ao longo dos anos uma tradição para coroar Maria durante o mês de maio. Isso muitas vezes é feito pelas crianças da primeira comunhão. Em muitas paróquias as homenagens a Maria  acontecem durante todo o mês de maio.

O Regina Coeli (Rainha do Céu) é uma oração tradicional que é feita pela Igreja especialmente durante a época da Páscoa. Aqui está um trecho que recorda a realeza de Maria e pede-lhe a intercessão poderosa:

V: Rainha do Céu, alegrai-Vos, aleluia.

R: Porque quem merecestes trazer em vosso seio, aleluia.

V: Ressuscitou como disse, aleluia.

R: Rogai a Deus por nós, aleluia.

V: Exultai e alegrai-vos, ó Virgem Maria, aleluia.

R: Porque o Senhor ressuscitou verdadeiramente, aleluia.


Oremos. Ó Deus, que Vos dignastes alegrar o mundo com a Ressurreição do Vosso Filho Jesus Cristo, Senhor Nosso, concedei- -nos, Vos suplicamos, que por sua Mãe, a Virgem Maria, alcancemos as alegrias da vida eterna. Por Cristo, Senhor Nosso. Amém.


Segunda, 22/05/2017 - Philip Kosloski / Aleteia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...