Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/12/2017

“Queridos filhos, Me dirijo a vocês como sua Mãe, a Mãe dos justos, a Mãe daqueles que amam e sofrem, a Mãe dos santos.

Filhos Meus, também vocês podem ser santos: depende de vocês. Santos são aqueles que amam imensamente o Pai Celestial, aqueles que O amam acima de tudo.

Por isso, filhos Meus, procurem ser sempre melhores. Se procuraram ser bons, podem ser santos, também se não pensam isto de vocês. Se vocês pensam ser bons, não são humildes e a soberba os distancia da santidade.

Neste mundo inquieto, cheio de ameaças, as suas mãos, apóstolos do Meu amor, devem estar estendidas em oração e em misericórdia. Para mim, filhos Meus, presenteiem o Rosário, as rosas que tanto amo!

As Minhas rosas são as suas orações feitas com o coração e não somente recitadas com os lábios. As minhas rosas são as suas obras de oração, de fé e de amor.

Quando era pequeno, Meu Filho me dizia que os Meus filhos seriam numerosos e que me trariam muitas rosas.

Eu não compreendia, agora sei que vocês são aqueles filhos, que trazem rosas quando amam o Meu Filho acima de tudo, quando rezam com o coração, que ajudam os mais pobres. Estas são as Minhas rosas!

Esta é a fé, que faz que tudo na vida se faça por amor; que não conhece a soberba; que perdoa sempre prontamente, sem nunca julgar e procurando sempre compreender o próprio irmão.

Por isso, apóstolos do Meu amor, rezem por aqueles que não sabem amar, por aqueles que não os amam, por aqueles que os fizeram mal, por aqueles que não conheceram o Amor de Meu Filho. Filhos Meus, os peço isto para que lembrem que rezar significa amar e perdoar. Obrigada !”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Por que Deus nos deu o Santo Rosário? De onde ele surgiu?

Nem São Francisco de Assis o conheceu! Em que contexto essa "arma da fé" foi presenteada à Igreja e para quê?

Faz cerca de 800 anos, somente, que a Igreja católica reza o terço.

Os quinze mistérios do Santíssimo Rosário foram apresentados por Nossa Senhora a São Domingos de Gusmão em 1214, como meio para salvar a Europa da heresia albigense ou cátara que se alastrava na época. Essa heresia pregava a existência de dois deuses, um bom e outro mau, e afirmava que toda a matéria foi criada pelo “deus” mau, Satanás – incluindo o corpo humano, que, portanto, seria “inimigo” da alma. Essas ideias vão contra vários conceitos fundamentais do credo católico:

– A Igreja professa a fé em um Deus único e Criador de todas as coisas, visíveis e invisíveis, e não em dois deuses, um bom e outro mau;
 – A Igreja ensina que Satanás não é um “deus”, mas um anjo caído: com sua liberdade, dada por Deus a todos os seres dotados de inteligência, ele optou voluntariamente por se rebelar contra Deus;

– a Igreja católica reconhece no ser humano uma unidade integral de corpo e alma, criados por Deus e, portanto, bons; o ser humano está sujeito ao pecado pela mesma razão que os anjos: por causa do dom da liberdade, que nos permite optar entre o bem e o mal. Não é que o corpo seja mau em si.

E por aí afora: o fato é que a heresia albigense pregava estes e outros erros que desfiguravam gravemente a doutrina católica revelada por Deus mediante as Escrituras – e era urgente corrigir esses erros.

BATALHA ESPIRITUAL

O terço foi dado à Igreja, então, como uma “nova arma” de defesa da fé em união com Maria e por meio da sua intercessão!

Ao rezá-lo, repetimos e meditamos as orações fundamentais do católico: o Sinal da Cruz, o Credo, o Pai-Nosso, a Ave-Maria, o Glória, a Salve Rainha. São orações que nos recordam e nos ajudam a professar o conteúdo da nossa fé.

BASE NAS ESCRITURAS

A Santíssima Virgem nos deu essa “arma da fé” com base nas Escrituras. Ao pedir a São Domingos e ao Beato Alan que rezássemos 150 Ave-Marias, é em referência aos 150 Salmos. Todos os 15 mistérios do Rosário são bíblicos e nos guiam na meditação sobre a vida de Cristo, dividindo as 150 Ave-Marias em 15 “dezenas” que nos conduzem pelos mistérios bíblicos da vida do seu Filho. Todo o conjunto do Rosário é uma homenagem de Nossa Senhora às Sagradas Escrituras.

LIGAÇÃO COM JESUS


O terço é uma ligação com Jesus, Caminho, Verdade e Vida, junto com Maria, a Mãe que Ele próprio nos deu ao pé da Cruz: “Eis aí a tua mãe“, disse Jesus a João, enquanto dizia também a Maria: “Eis aí o teu filho“. A Igreja tem a certeza de que, em João, estávamos todos nós representados: Jesus confiou Sua Mãe a todos nós, seus discípulos, e nos confiou a ela.

DEUS AGINDO NA HISTÓRIA

A batalha espiritual do Santo Rosário, que toma apenas 2% do nosso dia, continua sendo crucial para a vitória da fé sobre os erros que se espalham pelo mundo. É um recurso específico dado por Deus à Igreja, por meio de Nossa Senhora, a partir de um momento específico da história. É mais uma mostra de que Deus age na história por meio dos seus servos fiéis, assim como quando agiu na história para nos oferecer a devoção ao Sagrado Coração, à Divina Misericórdia, os dogmas… Deus vai nos dando os recursos de que precisamos!

PRIVILÉGIO EXTRAORDINÁRIO

São Francisco de Assis não tinha o terço! Nem São Bernardo de Claraval, nem Santo Anselmo, nem São Beda, nem São Gregório, nem São Bento, nem Santo Agostinho, nem sequer os Santos Apóstolos! É para nós um grande privilégio poder contar com essa “nova arma” e com tantas outras que nos foram sendo presenteadas ao longo da história da Igreja!

Presenteadas e confirmadas inúmeras vezes: as aparições de Nossa Senhora nos pedem sempre que rezemos o Rosário pela salvação das almas.

ALTAMENTE RECOMENDADO

São João Paulo II, apenas duas semanas depois de eleito Papa, afirmou com singeleza:
“O terço é a minha oração preferida. Uma oração maravilhosa! Maravilhosa na sua simplicidade e na sua profundidade”.
São Padre Pio também foi claro:
“Algumas pessoas são bobas a ponto de achar que podem avançar pela vida sem a ajuda de nossa Mãe Santíssima. Amem Nossa Senhora e rezem o terço, porque o seu terço é a arma contra todos os males do mundo de hoje. Todas as graças dadas por Deus passam pela Mãe Santíssima”.

Não há como citar aqui todos os santos que rezaram diariamente e recomendaram com ênfase o Santo Rosário, assim como todos os papas. Só para fechar o artigo, basta recordar algumas frases impactantes do Papa Francisco sobre o terço: “O Rosário é a oração do meu coração“; “O Rosário é arma de paz e perdão“; “Amem o Rosário, oração simples que consola a mente e o coração“.

Bom terço, católicos!


Segunda, 08/05/2017 - Aleteia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...