Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/10/2017

Queridos filhos,

Falo a vocês como MÃE, com palavras simples mas cheias de amor e de preocupação, que ME foram confiados por MEU FILHO. É ELE que, do ETERNO PRESENTE, fala a vocês com palavras de vida e semeia o amor nos corações abertos, Por esta razão os peço, apóstolos do MEU AMOR, tenham os corações abertos, sempre prontos à misericórdia e ao perdão.

Pelo MEU FILHO, perdoem sempre ao próximo porque assim vocês terão a paz. Filhos MEUS, preocupem-se com a alma de vocês porque é a única coisa que pertence a vocês realmente. Vocês se esqueceram da importância da família.

A família não deveria ser lugar de sofrimento e de dor mas local de compreensão e de ternura. As famílias que vivem segundo o MEU FILHO, vivem em amor recíproco.

Quando o MEU FILHO era ainda pequeno, ELE ME dizia que todos os homens são SEUS irmãos; por isso lembrem-se, apóstolos do MEU AMOR, que todos os homens que vocês encontrarem são família, irmãos pelo MEU FILHO.

Meus filhos, não gastem seu tempo pensando sobre o futuro, se preocupando. Que sua única preocupação seja viver bem cada momento de acordo com MEU FILHO. Lá está – paz para vocês!

Filhos MEUS, não esqueçam nunca de rezar pelos seus sacerdotes. Rezem para que possam aceitar todos os homens como seus próprios filhos e segundo o MEU FILHO, sejam pais espirituais. Obrigada.


OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Uma declaração de amor a Deus

Declare seu amor a Deus com uma das orações favoritas dos grandes santos da Igreja


ATO DE AMOR PERFEITO 
Não me move, meu Deus, para querer-te,
o céu que me tens prometido,
nem me move o inferno, tão temido,
para deixar por isso de ofender-te.
Tu me moves, Deus meu, move-me o ver-te
cravado em uma cruz, escarnecido;
move-me o ver teu Corpo tão ferido,
movem-me tuas afrontas e tua morte.
Move-me, enfim, teu amor e de tal maneira
que, ainda que não houvesse céu, te amaria;
e, ainda que não houvesse inferno, te temeria.
Nada tens que dar-me porque te quero;
porque, se não esperasse o que espero,
te queria o mesmo que te quero.

(Atribuído a São Francisco Xavier)

Terça, 18/04/2017 - Aleteia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...