Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Sacerdote de 84 anos dirige uma “paróquia virtual” por WhatsApp

O padre aposentado aderiu à tecnologia para continuar o trabalho de evangelização

O Pe. Francisco Javier Olivares é um sacerdote de 84 anos da diocese espanhola de Tuy-Vigo que se aposentou há alguns anos, mas continua servindo através de 4 blogs que somam mais de 30 milhões de visitas e com a difusão de textos para a oração no WhatsAapp para 500 pessoas.
“Há 10 anos eu comemorei as minhas bodas de ouro sacerdotais, eu tinha 75 anos e me deram de presente um computador. Então eu criei alguns blogs e vi que desta maneira podia fazer muito neste momento”, explica o sacerdote ao Grupo ACI.
O sacerdote tem três blogs nos quais escreve e recolhe a informação católica de atualidade, assim como orações que ajudam a viver o tempo litúrgico ao longo do ano. O quarto blog é dedicado a homilias, documentos e materiais destinado aos sacerdotes.
Os seus seguidores não estão somente na Espanha, mas em lugares como Líbano, Turquia e vários países da América Latina.
Um trabalho ao qual dedica o seu tempo e esforço, de modo que o Pe. Olivares insiste na importância de que em todos os textos publicados estejam atribuídos os nomes dos seus autores, especialmente os textos do Papa.
“Há muitas coisas na internet que são atribuídas ao Papa ou a Santa Teresa de Calcutá e outros santos, mas não são deles. É muito importante colocar de onde foi tirada esta informação, pois podem ser afirmações muito bonitas, mas inventadas”, afirma.
Há alguns meses, o Pe. Olivares acrescentou outra maneira de ajudar espiritualmente as pessoas que precisam: WhastApp.
“É muito mais eficaz, também é gratuito. Pouco a pouco, fui fazendo uma lista de pessoas de muitos lugares diferentes. Mas sempre pergunto antes de começar a enviar as mensagens”, apontou.
O sacerdote envia a informação através de um grupo fechado ou grupo de transmissão. Por isso, é uma comunicação apenas entre o sacerdote e a pessoa que deseja receber os serviços desta “paróquia virtual”.
Deste modo, todas as manhãs as pessoas que desejam recebem um texto para a oração. “Este ano, tiro as meditações do livro ‘Falar com Deus’, mas muda de acordo com o tempo litúrgico”, assegurou.
À tarde, o Pe. Olivares também envia uma breve biografia do santo comemorado no dia seguinte.
“Estou aposentado, em breve vou completar 60 anos de sacerdote, poderia me dedicar ao descanso e à música, que eu tanto gosto, mas acho que assim sou mais produtivo no meu trabalho sacerdotal, porque um sacerdote nunca se aposenta da sua condição sacerdotal”, assegura.

Segunda, 20/03/2017 - via ACI Digital / Aleteia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...