Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/04/2019

“Queridos filhos, como MÃE que conhece os SEUS filhos, sei vocês desejam o MEU FILHO. EU sei que vocês desejam a VERDADE, a PAZ, aquilo que é puro e não é falso.

Por isto EU, como MÃE, através do AMOR DE DEUS, me dirijo a vocês e os convido, a fim de que, rezando com o coração puro e aberto, conheçam por vocês mesmos o MEU FILHO, o SEU AMOR, o SEU CORAÇÃO MISERICORDIOSO.

O MEU FILHO via a beleza em todas as coisas.

ELE procura o BEM, até mesmo naquilo que é pequeno e escondido, em todas as almas, para perdoar o mal.

Por isto, filhos MEUS, apóstolos do MEU AMOR, os convido a adorá-LO, a agradecê-LO continuamente e a serem dignos para ELE. Porque ELE disse para vocês PALAVRAS DIVINAS, as PALAVRAS DE DEUS, as PALAVRAS que são para todos e para sempre.

Por isto, filhos MEUS, vivam a serenidade, a alegria e o amor recíproco.

Isto é o que é necessário para vocês no mundo de hoje: assim serão apóstolos do MEU AMOR, assim vocês testemunharão o MEU FILHO de maneira justa.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

O único medo da santa que viu Nossa Senhora de Lourdes

Havia guerra e pavor ao redor, mas o que ela temia era de outra natureza: "Eu só tenho medo dos maus católicos"

Santa Bernadette Soubirous é a menina para quem Nossa Senhora apareceu em Lourdes. Algum tempo depois das aparições, ela entrou para a vida religiosa, no convento de Nevers, adotando o nome de Irmã Marie-Bernard.

Em 1870, a guerra franco-prussiana rumava para o seu fim, com a derrota de Napoleão III. 
No entanto, os soldados da Prússia que marchavam pelo norte da França ainda representavam uma real ameaça e causavam pavor à população.

Por volta de 9 de dezembro, com os prussianos já nos limites do departamento de Nièvre, cuja capital é Nevers, o cavaleiro Gougenot des Mousseaux foi visitar a religiosa no convento para lhe fazer algumas perguntas.

Suas questões e as respostas de Santa Bernadette foram registradas para a posteridade pelo Conde Lafond, que, aliás, não demonstra grande apreço pessoal pela religiosa a julgar pelo comentário que escreve a seu respeito: “Irmã Marie-Bernard… Essa irmã não serve para nada e, no entanto, é considerada o tesouro de Saint-Gildard. Olham para ela como o baluarte da cidade episcopal e lhe atribuem a salvação durante a invasão de 1870; os prussianos estavam em todos os condados vizinhos e quase às portas de Nevers“.

O conde continua o seu relato reproduzindo a entrevista de Gougenot des Mousseaux a Santa Bernadette:

– Recebeu, na gruta de Lourdes ou depois, alguma revelação relacionada com o futuro e o destino da França? A Santíssima Virgem não lhe deixou nenhuma advertência ou ameaça de perigo para transmitir à França?

– Não.

– Os soldados da Prússia estão chegando. Não tem medo?

– Não.

– Então não há nada a temer?

– Eu só tenho medo dos maus católicos.

– Não tem medo de mais nada?

– Não, de mais nada.

____________


A imagem que ilustra este texto é uma foto do corpo intacto de Santa Bernadette, que, desde 3 de agosto de 1925, está exposto em uma urna de cristal na capela do convento de Saint-Gildard, em Nevers, França. A cidade fica na Borgonha, a 260 quilômetros de Paris.


Sexta, 31/03/2017 - Aleteia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...