Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Apresentamos o mais novo religioso de um mosteiro da Bolívia

Cãozinho foi adotado pelos monges e está fazendo o maior sucesso dentro e fora do mosteiro.


Ele foi um presente de Deus, ou melhor, de alguns fiéis  a um mosteiro franciscano da cidade de Cochabamba, na Bolívia. O cãozinho da raça schnauzer foi adotado pelos monges há quatro meses e mudou a rotina rígida do local de paz e oração. De acordo com o canal de TV boliviano, ATB Notícias, ele é muito arteiro, corre para lá e para cá, morde tudo, destroça sandálias, bebe água na fonte do jardim e leva tudo para a grama. Nem São Francisco consegue acalmar o bichinho!

O cachorro foi batizado de Carmelo e ganhou até um hábito parecido com o dos monges para ser usado em ocasiões especiais. A foto do pet caiu nas redes sociais e está fazendo o maior sucesso. Os internautas apelidaram o mascote de “frei Bigode”.

Apesar das peraltices, os monges parecem estar contagiados pela alegria do novo companheiro religioso, que também adora uma foto!




Terça, 07/03/2017 - Aleteia


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...