Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2018

Queridos filhos,

As Minhas palavras são simples, mas repletas de amor materno e de preocupação. Filhos MEUS, sobre vocês se alargam sempre mais as sombras das trevas e do engano, Eu os chamo em direção a luz e a verdade, Eu os chamo na direção de Meu Filho. Somente Ele pode converter o desespero e a dor em paz e serenidade, somente ELE pode dar esperança nas dores mais profundas. O MEU FILHO é a VIDA do mundo, e quanto mais O conhecerem, mais se aproximarão DELE e mais O amarão porque o MEU FILHO é AMOR e o AMOR muda tudo.

ELE torna maravilhoso também aquilo que sem amor pareça para vocês insignificante. Por isso novamente os digo que vocês devem amar muito se desejarem crescer espiritualmente. EU sei, apóstolos do MEU AMOR, que não sempre fácil, porém, filhos MEUS, também as estradas dolorosas são caminhos que levam ao crescimento espiritual, à fé e ao MEU FILHO.

Filhos MEUS, rezem, pensem em MEU FILHO durante todos os momentos do dia, elevem as suas almas até ELE e EU recolherei as suas orações como flores do jardim mais belo e as darei de presente ao MEU FILHO.

Sejam realmente apóstolos do MEU AMOR, deem a todos o AMOR de MEU FILHO, sejam jardins com as flores mais belas.

Com a oração ajudem os seu sacerdotes para que possam ser pais espirituais cheios de amor para todos os homens.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Você está passando por um mau momento? Reze a oração que o Papa Francisco sugeriu

“Neste mau momento, Deus me ama”.


O Papa Franciso, que em várias ocasiões tem sugerido que os cristãos não devem ter “cara de vinagre” e devem deixar de se angustiar constantemente pelas preocupações, afirmou que a esperança cristã deve ser encarada como a alegria de uma saudável “vaidade”, porque a “esperança não decepciona” (Rm 5,1-5).

 “Neste mau momento, Deus me ama! E eu que fiz este mal, esta coisa odiosa ou feia: Deus me ama! Esta certeza não exclui ninguém!”, exclamou o papa.

O Papa insistiu que isso deve ser uma oração: “Estou seguro, estou segura de que Deus me ama!”, disse no dia 15 de Fevereiro de 2017, na audiência-geral diante de 7 mil fieis e peregrinos no Vaticano.

Em seu discurso em italiano, o Papa continuou com a nova série de reflexões sobre o tema: esperança cristã.

Vangloriar-se do amor de Deus!

“Desde a infância, nos ensinam que uma coisa agradável é vangloriar-se. As pessoas que se vangloriam me desconcertam. Na minha terra, essas pessoas são chamadas de pavões-reais!”

“Vangloriar-se do que se é ou do que se tem, assim, com certo orgulho, também revela uma falta de respeito com os demais, especialmente aqueles que são menos afortunados do que nós”, disse Francisco.

O pontífice ainda lembrou: “Na verdade, agora compreendemos porque o apóstolo Paulo nos convida a nos vangloriarmos deste amor. Eu me vanglorio do amor de Deus porque ele me ama”.

“Deus não tem preferências, não exclui ninguém, abre sua casa a todos, começando pelos últimos e excluídos”, afirmou o Papa, convidando a todos a “ajudar uns aos outros”.

Então, temos que nos vangloriar desse amor, pelo qual “fomos chamados a sermos canais humildes e sinceros para todos”. “A esperança não decepciona”, afirmou.

Oração insistente, ensinada pelas crianças

O Papa revelou que um segredo para sairmos das dificuldades de cada dia é a oração que alimenta a esperança.

“A oração deve ser insistente”, afirmou o Papa, aproveitando a apresentação de um coral de crianças italianas que, mesmo errando uma estrofe diante da plateia, não perderam o ritmo e continuaram cantando, insistindo.

“Isso é o que tem que ser feito na oração: insistir”, reiterou sorridente, ao se referir às crianças do coral.


Quinta, 16/02/2017 - Ary Waldir Ramos Díaz / Aleteia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...