Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/12/2017

“Queridos filhos, Me dirijo a vocês como sua Mãe, a Mãe dos justos, a Mãe daqueles que amam e sofrem, a Mãe dos santos.

Filhos Meus, também vocês podem ser santos: depende de vocês. Santos são aqueles que amam imensamente o Pai Celestial, aqueles que O amam acima de tudo.

Por isso, filhos Meus, procurem ser sempre melhores. Se procuraram ser bons, podem ser santos, também se não pensam isto de vocês. Se vocês pensam ser bons, não são humildes e a soberba os distancia da santidade.

Neste mundo inquieto, cheio de ameaças, as suas mãos, apóstolos do Meu amor, devem estar estendidas em oração e em misericórdia. Para mim, filhos Meus, presenteiem o Rosário, as rosas que tanto amo!

As Minhas rosas são as suas orações feitas com o coração e não somente recitadas com os lábios. As minhas rosas são as suas obras de oração, de fé e de amor.

Quando era pequeno, Meu Filho me dizia que os Meus filhos seriam numerosos e que me trariam muitas rosas.

Eu não compreendia, agora sei que vocês são aqueles filhos, que trazem rosas quando amam o Meu Filho acima de tudo, quando rezam com o coração, que ajudam os mais pobres. Estas são as Minhas rosas!

Esta é a fé, que faz que tudo na vida se faça por amor; que não conhece a soberba; que perdoa sempre prontamente, sem nunca julgar e procurando sempre compreender o próprio irmão.

Por isso, apóstolos do Meu amor, rezem por aqueles que não sabem amar, por aqueles que não os amam, por aqueles que os fizeram mal, por aqueles que não conheceram o Amor de Meu Filho. Filhos Meus, os peço isto para que lembrem que rezar significa amar e perdoar. Obrigada !”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Evangelho presente mas pouco lido? Nada de surpreendente

Para sociólogo, jovens estão em busca de fontes de espiritualidade.


Por Domenico Agasso Jr.

Para o sociólogo italiano Franco Garelli, professor da Universidade de Turim, os jovens estão em busca de fontes de espiritualidade, e o fato de que uma delas seja o Evangelho significa que ele não está tão distante deles.

O que é o Evangelho para os italianos?

É um ponto de referência, mas posto no fundo, atrás dos bastidores da existência. É um elemento fundamental, mas que deslizou para o fundo. No sentido de que é um livro sagrado ao qual se atribui um grande valor, mas apenas ideal. Deve ser mantido um pouco escondido, porque não serve para o “alimento” cotidiano da alma. Mas, ao mesmo tempo, deve estar acessível, porque, assim que se tem a necessidade de um pouco de consolo, ele pode ser alcançado.

Você esperava que ele fosse mais lido?

No cotidiano não, porque cada dia é desafiador. Digamos assim: não é uma leitura atraente. Eu também acredito que muitos, embora não o consultem, referem-se ao Evangelho nas ideias e nas escolhas. E, além disso, na minha opinião, o dado de quem o lê, 20%, não é pouca coisa: é uma minoria “qualificada”.

A atenção dos jovens surpreendeu você?

Sim, é um fenômeno curioso. Significa que os jovens estão em busca de fontes de espiritualidade, e o fato de que uma delas seja o Evangelho significa que ele não está tão distante deles. Sinal de que eles encontram nele palavras preciosas para enfrentar o mistério da vida, decifrar a existência. E para aquecer o próprio coração.


Sexta, 04/11/2016 - Vatican Insider / Aleteia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...