Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2018

Queridos filhos,

As Minhas palavras são simples, mas repletas de amor materno e de preocupação. Filhos MEUS, sobre vocês se alargam sempre mais as sombras das trevas e do engano, Eu os chamo em direção a luz e a verdade, Eu os chamo na direção de Meu Filho. Somente Ele pode converter o desespero e a dor em paz e serenidade, somente ELE pode dar esperança nas dores mais profundas. O MEU FILHO é a VIDA do mundo, e quanto mais O conhecerem, mais se aproximarão DELE e mais O amarão porque o MEU FILHO é AMOR e o AMOR muda tudo.

ELE torna maravilhoso também aquilo que sem amor pareça para vocês insignificante. Por isso novamente os digo que vocês devem amar muito se desejarem crescer espiritualmente. EU sei, apóstolos do MEU AMOR, que não sempre fácil, porém, filhos MEUS, também as estradas dolorosas são caminhos que levam ao crescimento espiritual, à fé e ao MEU FILHO.

Filhos MEUS, rezem, pensem em MEU FILHO durante todos os momentos do dia, elevem as suas almas até ELE e EU recolherei as suas orações como flores do jardim mais belo e as darei de presente ao MEU FILHO.

Sejam realmente apóstolos do MEU AMOR, deem a todos o AMOR de MEU FILHO, sejam jardins com as flores mais belas.

Com a oração ajudem os seu sacerdotes para que possam ser pais espirituais cheios de amor para todos os homens.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Garantir a liberdade de informação e evitar abusos nos meios de comunicação!

O quarto poder.

Os três poderes da união, Executivo, Legislativo e Judiciário têm, cada um, funções pré-estabelecidas. Assim, um não deve se sobressair ao outro, mantendo, desta forma, um equilíbrio entre eles. Ruy Barbosa, em seu artigo intitulado como "O compromisso da mídia com a verdade", relaciona os meios midiáticos  à estrutura política do Estado. A mídia, então, é considerada como o quarto poder. 

No primeiro império, Dom Pedro I, além de outorgar a Constituição, criou o poder Moderador. Este, comandado pelo próprio Imperador, tinha total autonomia diante dos outros. A correlação entre o quarto poder de Ruy Barbosa e o de Pedro I baseia-se no fato de que a mídia, enquanto poder hipotético, sobressaia aos outros. Dessarte, a liberdade de informação torna-se um abuso, indo de encontro ao equilíbrio almejado. 

Atualmente, o maniqueísmo se faz bastante presente nos veículos de comunicação. A constante disputa entre o bem e o mal é comum no jornalismo tendencioso. No cenário político do processo de impeachment da presidente Dilma, a Rede Globo e o jornal Folha de São Paulo trouxeram claros exemplos disso.

As manifestações contra e favor ao afastamento, eram transmitidas com um teor extremamente parcial. As manchetes dos diários também estavam repletas de elementos que mascaravam o real conteúdo da notícia. Ademais, a utilização de recursos de manipulação, é recorrente no meio midiático. Isso pode colaborar com uma posterior alienação àqueles que se prendem apenas a primeira informação fornecida.

Em primeiro lugar, caberia, portanto, à sociedade, não ficar presa a um único veículo de notícias, para que a alienação seja evitada. Também é importante que a regularização da mídia, assunto que já faz parte do cotidiano de muitos, realmente aconteça. Com isso, a autonomia atribuída à imprensa, poderá ser destituída e a manipulação de informações amenizada, tornando assim, o compromisso com a verdade, uma situação real.

Clara Barbosa

Quarta, 27/07/2016 - AblogPE
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...