Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2018

Queridos filhos,

As Minhas palavras são simples, mas repletas de amor materno e de preocupação. Filhos MEUS, sobre vocês se alargam sempre mais as sombras das trevas e do engano, Eu os chamo em direção a luz e a verdade, Eu os chamo na direção de Meu Filho. Somente Ele pode converter o desespero e a dor em paz e serenidade, somente ELE pode dar esperança nas dores mais profundas. O MEU FILHO é a VIDA do mundo, e quanto mais O conhecerem, mais se aproximarão DELE e mais O amarão porque o MEU FILHO é AMOR e o AMOR muda tudo.

ELE torna maravilhoso também aquilo que sem amor pareça para vocês insignificante. Por isso novamente os digo que vocês devem amar muito se desejarem crescer espiritualmente. EU sei, apóstolos do MEU AMOR, que não sempre fácil, porém, filhos MEUS, também as estradas dolorosas são caminhos que levam ao crescimento espiritual, à fé e ao MEU FILHO.

Filhos MEUS, rezem, pensem em MEU FILHO durante todos os momentos do dia, elevem as suas almas até ELE e EU recolherei as suas orações como flores do jardim mais belo e as darei de presente ao MEU FILHO.

Sejam realmente apóstolos do MEU AMOR, deem a todos o AMOR de MEU FILHO, sejam jardins com as flores mais belas.

Com a oração ajudem os seu sacerdotes para que possam ser pais espirituais cheios de amor para todos os homens.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Como reconhecer – e denunciar – um falso padre

Vem aumentando em vários países o número de falsos sacerdotes que, valendo-se da boa fé dos fiéis, oferecem seus “serviços” em troca de dinheiro fácil.


Somente o sacramento da ordem sacerdotal consagra um homem como padre e o configura de modo particular com Jesus Cristo, capacitando-o para atuar na própria pessoa de Cristo em prol de todo o povo de Deus.

COMO IDENTIFICAR UM FALSO PADRE

1. Os falsos sacerdotes não têm paróquia nem território designado. Afinal, eles não pertencem à Igreja católica. Não há registro deles das dioceses.

2. Eles saem “oferecendo serviços” como missas e sacramentos e é comum distribuírem cartões de apresentação para que as pessoas os procurem.

3. Costumam agir em lugares distantes das paróquias, como pequenas comunidades onde não há ou há poucos sacerdotes. É necessário saber que os sacerdotes católicos precisam de autorização para celebrar casamentos, batizados e a Santa Missa fora da paróquia ou de um templo público reconhecido.

4. Criam laços de amizade e ministram “sacramentos” ignorando os impedimentos canônicos.

5. Cobram “uma contribuição econômica”, inclusive ao final das missas.

6. Pedem donativos para algum lar, orfanato ou asilo que não existe.

7. Parte significativa dos falsos padres é composta por homens que estudaram de fato em seminários, mas, por diversas razões, saíram ou foram expulsos. Outros ajudaram em paróquias como sacristãos. 

E outros, ainda, nunca tiveram vínculo formal nenhum com a Igreja, mas encontraram nos fiéis ingênuos e até mesmo em presbíteros de paróquias distantes uma forma fácil de extorquir dinheiro.

QUE PRECAUÇÕES DEVEM SER TOMADAS

1. Informe-se na sua paróquia sobre os requisitos necessários para a celebração dos sacramentos, consciente de que qualquer celebração realizada por um impostor não tem nenhuma validade sacramental.

2. Em caso de doença grave ou perda de um familiar, recorra sempre à sua paróquia ou à paróquia mais próxima para solicitar os sacramentos.

3. Procure sempre informar-se detalhadamente, junto à sua paróquia ou diocese, sobre os sacerdotes ou supostos sacerdotes que distribuem cartões de visita ou que oferecem “serviços em domicílio”.

4. Denuncie sempre e imediatamente qualquer falso sacerdote às autoridades eclesiásticas.

5. Alerte os outros fiéis a terem cuidado com o impostor.


Terça, 12/07/2016 - Por Aleteia / A partir de matéria da ACI/EWTN
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...