Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2018

Queridos filhos,

As Minhas palavras são simples, mas repletas de amor materno e de preocupação. Filhos MEUS, sobre vocês se alargam sempre mais as sombras das trevas e do engano, Eu os chamo em direção a luz e a verdade, Eu os chamo na direção de Meu Filho. Somente Ele pode converter o desespero e a dor em paz e serenidade, somente ELE pode dar esperança nas dores mais profundas. O MEU FILHO é a VIDA do mundo, e quanto mais O conhecerem, mais se aproximarão DELE e mais O amarão porque o MEU FILHO é AMOR e o AMOR muda tudo.

ELE torna maravilhoso também aquilo que sem amor pareça para vocês insignificante. Por isso novamente os digo que vocês devem amar muito se desejarem crescer espiritualmente. EU sei, apóstolos do MEU AMOR, que não sempre fácil, porém, filhos MEUS, também as estradas dolorosas são caminhos que levam ao crescimento espiritual, à fé e ao MEU FILHO.

Filhos MEUS, rezem, pensem em MEU FILHO durante todos os momentos do dia, elevem as suas almas até ELE e EU recolherei as suas orações como flores do jardim mais belo e as darei de presente ao MEU FILHO.

Sejam realmente apóstolos do MEU AMOR, deem a todos o AMOR de MEU FILHO, sejam jardins com as flores mais belas.

Com a oração ajudem os seu sacerdotes para que possam ser pais espirituais cheios de amor para todos os homens.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Papa: a vida sem Jesus é como um celular sem sinal

“Estou certo de que isso acontece também com vocês, que o celular fica sem sinal em alguns lugares...."


Perdoar e procurar o “sinal” de Jesus: estes foram os conselhos do Papa Francisco aos adolescentes reunidos no Estádio Olímpico de Roma.

A noite de testemunhos, oração e reflexão foi uma das etapas dos três dias de Jubileu que os jovens estão celebrando com o Papa Francisco. Pela manhã, o Pontífice confessou 16 rapazes e moças na Praça S. Pedro.

Obras de misericórdia

Na videomensagem veiculada no Estádio, Francisco agradeceu a presença dos jovens e falou dos lenços que muitos deles estavam usando com as Obras corporais de misericórdia. “Coloquem essas Obras na cabeça, porque são o estilo de vida cristão. Como sabem, as Obras são gestos simples, que pertencem à vida de todos os dias, permitindo reconhecer a Face de Jesus no rosto de tantas pessoas. Inclusive jovens! Jovens como vocês que têm fome, sede; que são prófugos ou forasteiros ou doentes e pedem a nossa ajuda e a nossa amizade”.

Perdoar e esquecer

Ser misericordiosos – prosseguiu o Papa – quer dizer ser capazes de perdoar, quando ofendemos ou somos ofendidos. “E isso não é fácil, eh? Não permaneçamos com o rancor ou com o desejo de vingança! Não serve para nada: é um cupim que come a alma e não nos permite ser felizes. Perdoemos! Perdoemos e esqueçamos a ofensa recebida, assim poderemos compreender o ensinamento de Jesus e ser seus discípulos e testemunhas de misericórdia.”

Sem Jesus, não há sinal

Francisco deu como exemplo a busca por sinal para falar no celular. “Estou certo de que isso acontece também com vocês, que o celular fica sem sinal em alguns lugares…. Pois bem, lembrem-se que se Jesus não está em nossa vida é como não ter sinal. Não se consegue falar e nos fechamos em nós mesmos. Devemos ficar onde há sinal! A família, a paróquia, a escola, porque deste modo sempre teremos algo de bom e verdadeiro a dizer.”

O Jubileu dos Adolescentes encerrou na segunda-feira.


Terça, 26/04/2016, Aleteia / Rádio Vaticano
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...