Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/07/2017

“Queridos filhos, os agradeço porque responderam ao Meu chamado e porque se reuniram em torno de Mim, em torno da Sua Mãe Celestial. Eu sei que pensam em Mim com amor e esperança. Eu sinto o amor de cada um de vocês, como também a sede do Meu Amadíssimo Filho, que por meio do Seu Amor Misericordioso, sempre e novamente Me envia até vocês. Ele que era homem e Deus Uno e Trino. Ele que por causa de vocês sofreu com o corpo e com a alma. Ele que se fez pão para dar pão às suas almas, para poder salvá-las.

Meus filhos, os ensino como serem dignos do Seu Amor, para poderem dirigir os seus pensamentos a Ele, para poderem viver o Meu Filho. Apóstolos do Meu Amor, os envolvo com o Meu Manto porque como Mãe desejo salvá-los.

Os peço: rezem pelo mundo inteiro. O Meu Coração sofre. Os pecados se multiplicam, são muitos. Mas com a ajuda de vocês, vocês que são humildes, cheios de amor, escondidos e santos, o Meu Coração triunfará. Amem o Meu Filho acima de tudo, e o mundo inteiro por meio Dele.

Não esqueçam nunca que cada irmão seu leva em si algo de precioso: a alma. Por isso, Meus filhos, amem a todos aqueles que não conhecem o Meu Filho, para que por meio da oração e do amor que vem da oração, eles possam tornarem-se melhores, a fim de que a bondade neles possa vencer, para poder salvarem as almas e terem a Vida Eterna.

Meus Apóstolos, Meus filhos, o Meu Filho pediu que amassem uns aos outros; que isto esteja escrito em seus corações e com a oração comecem a viver este amor.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

O que significa a palavra “Hodie” na cruz de Santo Expedito?

Enquanto o diabo em forma de corvo o tentava a dizer "cras", ele decidiu com firmeza retrucar "hodie"! O que quer dizer tudo isso? 


Não existe nenhuma fonte segura de informação histórica sobre a existência de Santo Expedito. Não há registro algum de que tenha se formado alguma tradição sobre ele na Antiguidade. Sua posição oficial na Igreja é incerta.

Então de onde veio a devoção a ele?

No Martyrologium Hieronymianum, ele era citado junto com outros mártires comemorados entre os dias 18 e 19 de abril. Há registros do século VIII que falam da devoção a Santo Expedito em regiões da atual Alemanha e da Sicília. A difusão da devoção começa a crescer pela Europa no século XVII, provavelmente a partir da França ou da Alemanha. Em 1781, ele foi declarado padroeiro de Acireale, na Sicília, e, desde então, a sua devoção se espalhou rapidamente por muitos países.

Mas quem foi Santo Expedito?

Os relatos populares retransmitidos ao longo dos séculos o apresentam como um militar romano, comandante-em-chefe da 12ª Legião, conhecida como “Fulminata”. Essa legião romana se aquartelava em Melitene e era encarregada de proteger o império das invasões dos bárbaros orientais. Tinha um efetivo de mais de 6.800 soldados.

Expedito era cristão, como a maior parte dos seus subordinados, todos nativos da Armênia. Durante as sangrentas perseguições anticristãs do imperador Diocleciano, ele teria sido condenado no dia 19 de abril de 303 e martirizado mediante decapitação por espada devido à recusa de culto aos deuses pagãos.

Hodie!”

Antes de se tornar cristão, ele teria relutado e adiado a conversão com muitas desculpas. O demônio o tentava para que resistisse, e, em forma de corvo, o inspirava a repetir “Cras! Cras!“. Esta representação onomatopeica do grasnido dos corvos coincide com a palavra latina “cras“, que significa “amanhã“.

Certo dia, Expedito teria pisado decididamente a cabeça do corvo e retrucado “Hodie!“, que quer dizer “hoje”, assumindo assim a disposição heroica de se converter imediatamente, sem novos “cras“.

A devoção

A Igreja reconhece a devoção popular a Santo Expedito, mas, devido à ausência de indícios históricos de que ele tenha realmente existido, seu nome não foi incluído como mártir na edição do Martyrologium Romanum de 2001.

A ligação de Santo Expedito com as causas urgentes deriva provavelmente do significado de seu nome, que quer dizer “ágil”, “desimpedido”, “rápido” – o que também tem relação evidente com as lendas sobre a sua conversão.

Sua representação mais comum é a de um legionário romano  vestindo a armadura, uma túnica e o manto nas espáduas, em postura marcial. Ele sustenta na mão esquerda a palma do martírio e, na direita, uma cruz em que está gravada a palavra “hodie“. O espírito do mal, na forma do corvo que tenta induzi-lo a repetir “cras” em vez de bradar “hodie“, aparece representado sob um de seus pés.


Terça, 19/04/2016 - Aleteia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...