Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/12/2017

“Queridos filhos, Me dirijo a vocês como sua Mãe, a Mãe dos justos, a Mãe daqueles que amam e sofrem, a Mãe dos santos.

Filhos Meus, também vocês podem ser santos: depende de vocês. Santos são aqueles que amam imensamente o Pai Celestial, aqueles que O amam acima de tudo.

Por isso, filhos Meus, procurem ser sempre melhores. Se procuraram ser bons, podem ser santos, também se não pensam isto de vocês. Se vocês pensam ser bons, não são humildes e a soberba os distancia da santidade.

Neste mundo inquieto, cheio de ameaças, as suas mãos, apóstolos do Meu amor, devem estar estendidas em oração e em misericórdia. Para mim, filhos Meus, presenteiem o Rosário, as rosas que tanto amo!

As Minhas rosas são as suas orações feitas com o coração e não somente recitadas com os lábios. As minhas rosas são as suas obras de oração, de fé e de amor.

Quando era pequeno, Meu Filho me dizia que os Meus filhos seriam numerosos e que me trariam muitas rosas.

Eu não compreendia, agora sei que vocês são aqueles filhos, que trazem rosas quando amam o Meu Filho acima de tudo, quando rezam com o coração, que ajudam os mais pobres. Estas são as Minhas rosas!

Esta é a fé, que faz que tudo na vida se faça por amor; que não conhece a soberba; que perdoa sempre prontamente, sem nunca julgar e procurando sempre compreender o próprio irmão.

Por isso, apóstolos do Meu amor, rezem por aqueles que não sabem amar, por aqueles que não os amam, por aqueles que os fizeram mal, por aqueles que não conheceram o Amor de Meu Filho. Filhos Meus, os peço isto para que lembrem que rezar significa amar e perdoar. Obrigada !”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

26 de abril de 1500: é celebrada a primeira Santa Missa no Brasil!

Há exatos 516 anos, em pleno domingo da oitava de Páscoa.


26 de abril de 1500, domingo da oitava de Páscoa: essa foi a data da primeira Santa Missa celebrada em solo brasileiro!

O sacerdote que a presidiu foi o frei Henrique de Coimbra, acompanhado pelos seus irmãos franciscanos de um grupo de oito missionários, além de alguns sacerdotes seculares – entre eles, um vigário destinado à Índia.

Foram 47 dias de viagem pelo Atlântico até que todos os preparativos para a primeira Missa no Brasil fossem terminados.

A Eucaristia foi celebrada em Santa Cruz Cabrália, litoral sul da Bahia, sobre o ilhéu da Coroa Vermelha, que hoje não existe mais: devido ao movimento das marés, a ilhota que serviu de base para o nosso primeiro Altar Eucarístico acabou se unindo à terra e formando uma praia ampla, de areias brancas.

O altar, “mui bem corregido“, foi erguido sob a proteção de um dossel. Na praia do continente, em frente à ilhazinha ali bem próxima, cerca de duzentos índios acompanhavam atentamente a cerimônia. Segundo Pero Vaz de Caminha, a missa “foi ouvida por todos com muito prazer e devoção“.

Terminada a celebração, o sacerdote subiu a uma cadeira e fez “uma solene e proveitosa pregação” à assembleia sentada na praia. O sermão, ainda de acordo com o relato de Caminha, “tratou da nossa vinda e do achamento desta terra, conformando-se com o sinal da Cruz, sob cuja obediência viemos, o que foi muito a propósito e fez muita devoção“.

A representação mais famosa da celebração é o quadro “A Primeira Missa no Brasil“, feito em 1861 pelo pintor catarinense Victor Meirelles de Lima (1832-1903). A obra, a primeira de um artista brasileiro a ser aceita com louvores no badalado Salão de Paris, mostra, porém, a cerimônia acontecendo na própria praia onde estava a assembleia.


Terça, 26/04/2016 - Aleteia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...