Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Papa Francisco oferece alojamento a indigente que deu à luz no Vaticano

Uma mulher sem-teto de 36 anos, que normalmente passa as noites nas proximidades do Vaticano onde pernoitam pessoas de diferentes nacionalidades, deu à luz nesta quarta-feira às 2h30, uma menina na Piazza Pio XII, localizada entre a Praça de São Pedro e a Via da Conciliação. Agora, o Papa Francisco ofereceu alojamento gratuito durante um ano para ela e para a recém-nascida.

A mulher romena foi ajudada por um casal de policiais que patrulhava a região. Apesar do clima frio de Roma, o parto aconteceu na rua sem nenhum problema, graças a ajuda dos policiais.

Em seguida, a mãe e a filha foram levadas para o Hospital Santo Espírito, localizado entre a Via da Conciliação e o Rio Tiber.


A emocionante história não terminou por aí. O Esmoleiro Pontifício, Dom Konrad Krajewski, visitou a jovem romena e lhe ofereceu ajuda de parte do Santo Padre.

Segundo confirmou aos jornalistas o porta-voz da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi, a mulher já recebia ajuda da Esmolaria.

“Acima de tudo, quero dizer que a mãe e a recém-nascida estão bem”, assegurou o Pe. Lombardi. “Os policiais ajudaram primeiro a mãe a dar à luz, depois acompanharam a mãe e a filha ao hospital Santo Espírito, onde nesta manhã o Arcebispo Konrad Krajevski foi visitá-las e oferecer, em nome do Papa Francisco, que sejam hóspedes por um ano da casa para mães solteiras do Vaticano, à cargo das Irmãs de Madre Teresa no bairro Primavalle”.

O porta-voz também contou que no passado “foi oferecido um abrigo à mulher, mas ela havia recusado ir para as Missionárias da Caridade”.

Não obstante, “a senhora usava as duchas e os outros serviços que o Papa Francisco colocou à disposição dos sem-teto perto do Vaticano”, há algum tempo.

Maria Capone é uma das policiais que assistiu a mulher durante o parto. Em declarações a Adnkronos, a assistente chefe da Polícia de Estado contou que “depois de ser avisada” ela se aproximou e viu “que a menina já havia nascido e ainda estava unida ao cordão umbilical da mãe e estava chorando”.

“A temperatura era baixa e nos preocupamos em agasalhar a recém-nascida até que a ambulância chegasse”, relatou. “Tivemos medo porque estava fazendo muito frio. Se demorássemos, a menina permaneceria mais à intempérie e com certeza não teríamos conseguido”.

O outro policial que presenciou este pequeno milagre aos pés da Praça de São Pedro, é Salvatore Vitale, que explicou: “Vi que a menina tinha a pele roxa, por isso tirei o meu casaco e a enrolei”.


A mãe e a menina, que foi recebeu o nome de Irene e pesa quase 3 quilos, estão no hospital e serão levadas a sua nova casa nos próximos dias.


Quarta, 20/01/2016 - ACI digital, Alvaro de Juana / Postado por: Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...