Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2017

Queridos filhos !

Quem melhor do que EU poderia falar para vocês do Amor e da existência do MEU FILHO ?

Vivi com ELE, EU sofri com ele, vivendo a vida terrena, EU provei da dor porque era MÃE.

MEU FILHO amou com pensamentos e obras o PAI CELESTIAL, o DEUS VERDADEIRO, e como ME dizia veio para redimi-los. EU escondi a minha dor com o amor. Vocês, filhos MEUS, tem numerosas perguntas, não compreendem a dor, não compreendem que através do Amor de Deus devem aceitar a dor e suportá-la. Todas as pessoas provam-na em maior ou menor medida, mas com a paz na alma e em estado de graça a esperança existe.

Este é o MEU FILHO, DEUS, nascido de DEUS. As SUAS PALAVRAS são sementes de Vida Eterna e semeadas nas boas almas produzem muitos frutos.

MEU FILHO suportou a dor porque tomou para si os pecados de vocês.

Por isso vocês, filhos MEUS, Apóstolos do MEU Amor, vocês que sofrem, saibam que as suas dores se tornarão luz e glória.

Filhos MEUS, enquanto vocês suportam a dor o CÉU entra em vocês, e em todos em torno de vocês é dado um pouco de Céu e muita esperança !

Obrigada !

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

A surpresa do cristão que quis trocar sua cruz por outra mais leve

Aproveitando a escuridão da noite, pé ante pé, foi até o local em que ficavam depositadas as cruzes dos seus companheiros, e...


Reza uma antiga lenda cristã que um jovem, convertido ao Evangelho, recebeu a sua cruz para seguir pela estrada da Jerusalém Celeste, juntamente com outros peregrinos.

Torturava-o, porém, o peso da cruz que lhe fora confiada. A carga o fatigava tanto que ele se via forçado a descansar de vez em quando, lamentando:

– Má sorte a minha! Deram-me a mais pesada das cruzes!

Movido por um sentimento egoísta, ele resolveu, em umas das paradas, trocar sorrateiramente a cruz por outra mais leve.

Aproveitando a escuridão da noite, pé ante pé, foi até o local em que ficavam depositadas as cruzes dos seus companheiros, e, sopesando-as uma a uma, escolheu a que lhe parecia mais leve, tomando-a para si.

No dia seguinte, reiniciada a viagem, notou que ninguém se dizia prejudicado com a troca.

Foi só então que ele se deu conta de que a cruz que tinha escolhido por ser a mais leve era a mesma que já carregava desde antes.

(Lendas do Céu e da Terra – Malba Tahan)


Sexta, 22/01/2016 - Aleteia / Postado por: Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...