Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

A surpresa do cristão que quis trocar sua cruz por outra mais leve

Aproveitando a escuridão da noite, pé ante pé, foi até o local em que ficavam depositadas as cruzes dos seus companheiros, e...


Reza uma antiga lenda cristã que um jovem, convertido ao Evangelho, recebeu a sua cruz para seguir pela estrada da Jerusalém Celeste, juntamente com outros peregrinos.

Torturava-o, porém, o peso da cruz que lhe fora confiada. A carga o fatigava tanto que ele se via forçado a descansar de vez em quando, lamentando:

– Má sorte a minha! Deram-me a mais pesada das cruzes!

Movido por um sentimento egoísta, ele resolveu, em umas das paradas, trocar sorrateiramente a cruz por outra mais leve.

Aproveitando a escuridão da noite, pé ante pé, foi até o local em que ficavam depositadas as cruzes dos seus companheiros, e, sopesando-as uma a uma, escolheu a que lhe parecia mais leve, tomando-a para si.

No dia seguinte, reiniciada a viagem, notou que ninguém se dizia prejudicado com a troca.

Foi só então que ele se deu conta de que a cruz que tinha escolhido por ser a mais leve era a mesma que já carregava desde antes.

(Lendas do Céu e da Terra – Malba Tahan)


Sexta, 22/01/2016 - Aleteia / Postado por: Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...