Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2018

Queridos filhos,

As Minhas palavras são simples, mas repletas de amor materno e de preocupação. Filhos MEUS, sobre vocês se alargam sempre mais as sombras das trevas e do engano, Eu os chamo em direção a luz e a verdade, Eu os chamo na direção de Meu Filho. Somente Ele pode converter o desespero e a dor em paz e serenidade, somente ELE pode dar esperança nas dores mais profundas. O MEU FILHO é a VIDA do mundo, e quanto mais O conhecerem, mais se aproximarão DELE e mais O amarão porque o MEU FILHO é AMOR e o AMOR muda tudo.

ELE torna maravilhoso também aquilo que sem amor pareça para vocês insignificante. Por isso novamente os digo que vocês devem amar muito se desejarem crescer espiritualmente. EU sei, apóstolos do MEU AMOR, que não sempre fácil, porém, filhos MEUS, também as estradas dolorosas são caminhos que levam ao crescimento espiritual, à fé e ao MEU FILHO.

Filhos MEUS, rezem, pensem em MEU FILHO durante todos os momentos do dia, elevem as suas almas até ELE e EU recolherei as suas orações como flores do jardim mais belo e as darei de presente ao MEU FILHO.

Sejam realmente apóstolos do MEU AMOR, deem a todos o AMOR de MEU FILHO, sejam jardins com as flores mais belas.

Com a oração ajudem os seu sacerdotes para que possam ser pais espirituais cheios de amor para todos os homens.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Os “10 Degraus do Amor” segundo o grande místico São João da Cruz

O primeiro degrau faz a alma enfermar-se proveitosamente… porque nele a alma morre para o pecado e para todas as coisas que não são de Deus.

O segundo degrau faz a alma buscar a Deus sem cessar.

O terceiro degrau da escala amorosa é o que faz a alma agir e lhe dá calor e ardor para não pecar. Diz o salmista: “Feliz quem teme o Senhor e se entusiasma com seus mandamentos” (Salmo 11,1)… Considera pequenas as grandes obras que fazes pelo Amado; as que são muitas, considera poucas.
O quarto degrau é o constante sofrimento sem desânimo.

O quinto degrau do amor impele a alma a desejar a Deus impacientemente.

O sexto degrau faz a alma correr com leveza para Deus e tocá-lo muitas vezes e, sem desfalecer, correr pela esperança. O amor a faz tão forte que a leva a voar suave. Diz Isaías: “Os que esperam no Senhor renovam suas forças, abrem as asas como as águias, correm sem cansar-se, caminham sem desfalecer” (Isaías 40, 31).

O sétimo degrau desta escada torna a alma atrevida e veemente. É o que diz o Apóstolo: “A caridade tudo crê, tudo espera e tudo pode” (1Cor 13, 7). Os que alcançaram este grau conseguem de Deus o que lhe pedem com gosto: “Será o Senhor a tua delícia e te dará o que pede o teu coração”.

O oitavo degrau do amor leva a alma a segurar-se no Amado sem soltar-se dele, como diz a esposa: “Encontrei o amor da minha alma; agarrei-o e não mais o soltarei” (Ct, 3, 4).

O nono degrau faz a alma arder suavemente. Este é o degrau dos perfeitos, que ardem suavemente, porque o Espírito Santo produz neles este ardor suave e deleitoso, consequência da união que têm com Deus.

O décimo degrau já não é desta vida. O décimo e último degrau desta escada secreta do amor torna a alma totalmente semelhante a Deus pela clara visão de Deus que a alma possui imediatamente, pois, havendo chegado nesta vida ao nono grau, ela sai do corpo. Estes poucos que o alcançam não entram no purgatório, pois já estão mais do que purificados pelo amor.


Segunda, 14/12/2015 - Aleteia - Postado por: Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...