Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Acho que meu amigo quer se suicidar. O que posso fazer por ele?

Sinais de que uma pessoa planeja acabar com a própria vida e conselhos para tentar impedir isso.


O suicídio é a 1ª causa de morte entre jovens de 15 a 22 anos em diversos países. O Brasil é o 8º país com mais suicídios no mundo. Nos últimos anos, a taxa aumentou para quase 20 casos para cada 100 mil habitantes.

Algumas pessoas mostraram certos comportamentos antes de suicidar-se, como estes, listados no livro “Como enfrentar o suicídio: ensinamento católico e resposta pastoral”:

– Sentimentos de desesperança ou aumento de ansiedade com depressão

– Preocupação com relação à morte ou conversas sobre suicídio

– Perda do interesse por atividades agradáveis

– Isolamento social

– Desleixo com a própria aparência

– Doar pertences ou resolver assuntos pessoais

– Repentino estado de “felicidade” depois de um longo período de tristeza ou depressão (ao sentir que a morte acabará com seu sofrimento)

– Compra recente de uma arma ou de outros meios para suicidar-se

O guia identifica também algumas condições associadas a um maior risco de suicídio:

– Perda do emprego, término de um relacionamento, problema de saúde etc.

– Histórico de depressão ou outras doenças psíquicas

– Tentativas prévias de suicídio

– Abuso de drogas e álcool

– Impulsividade

Se você acha que alguma pessoa próxima a você está pensando em se suicidar, podem ser úteis as recomendações da Fundação Norte-Americana para a Prevenção do Suicídio:

– Perguntar à pessoa o que a preocupa e deixá-la falar. Insistir em seu interesse e mostrar uma atitude de carinho e compreensão.

– Se a pessoa tem histórico de depressão, perguntar-lhe se já pensou em se suicidar.

– Se existem indícios de que a pessoa considera realmente o suicídio como possibilidade, levar isso a sério, inclusive quando parece ser apenas uma tática para chamar a atenção.

– Manifeste sua preocupação pelo seu bem-estar e lembre a pessoa de que os sentimentos de depressão são temporais e podem ser tratados.

– Insista para que a pessoa procure um médico psiquiatra e, se for necessário, acompanhe-a na consulta.

– Se a pessoa indica que possui um plano para levar a cabo o suicídio, o perigo é mais imediato: chame o médico ou leve a pessoa ao pronto-socorro do hospital mais próximo.

– Não deixe que o medo de perder a amizade da pessoa arruíne a decisão de agir ou o obrigue a guardar segredo sobre o plano suicida.

Nem sempre é possível evitar um suicídio, porque as pessoas são livres. Mas às vezes sim, com acompanhamento, carinho e paciência. O amor é poderoso.

E quando a aproximação física é impossível, a oração e o oferecimento a Deus da própria luta, da própria vida, por essa pessoa, têm mais força do que às vezes acreditamos.


Sexta, 11/12/2015 - Aleteia / Postado por: Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...