Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/08/2018

“Queridos filhos,

Com amor materno os convido a abrirem os seus corações à paz, a abrirem os seus corações ao MEU FILHO, a cantar em seus corações o amor ao MEU FILHO, porque somente através deste amor chega a paz da alma.

Filhos MEUS, EU sei que vocês tem a bondade, sei que vocês tem o amor, o amor misericordioso. Mas, muitos dos MEUS filhos ainda tem os corações fechados, pensam que podem agir sem colocar os seus pensamentos ao PAI CELESTIAL que ilumina, diante do MEU FILHO que está sempre e novamente com vocês na EUCARISTIA e que deseja ouvi-los.

Filhos Meus, porque não falam para eles ? A vida de cada um de vocês é importante e preciosa porque é um dom do PAI CELESTIAL para a ETERNIDADE, por isso nunca se esqueçam de agradecê-LO e falar com ELE.

Eu sei, filhos MEUS, que para vocês é desconhecido aquilo que virá depois, porém quando chegar o “depois” de vocês, terão todas as respostas. O MEU amor materno deseja que vocês estejam prontos.

Filhos MEUS, com a vida de vocês coloquem sentimentos bons nos corações das pessoas que vocês encontrarem, sentimentos de paz, de bondade, de amor e de perdão. Através da oração escutem o que lhes diz o MEU FILHO e assim o façam.

Novamente os convido a rezarem pelos seus sacerdotes, por aqueles a quem o MEU FILHO chamou; lembrem-se que eles tem necessidade de orações e de amor.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Acho que meu amigo quer se suicidar. O que posso fazer por ele?

Sinais de que uma pessoa planeja acabar com a própria vida e conselhos para tentar impedir isso.


O suicídio é a 1ª causa de morte entre jovens de 15 a 22 anos em diversos países. O Brasil é o 8º país com mais suicídios no mundo. Nos últimos anos, a taxa aumentou para quase 20 casos para cada 100 mil habitantes.

Algumas pessoas mostraram certos comportamentos antes de suicidar-se, como estes, listados no livro “Como enfrentar o suicídio: ensinamento católico e resposta pastoral”:

– Sentimentos de desesperança ou aumento de ansiedade com depressão

– Preocupação com relação à morte ou conversas sobre suicídio

– Perda do interesse por atividades agradáveis

– Isolamento social

– Desleixo com a própria aparência

– Doar pertences ou resolver assuntos pessoais

– Repentino estado de “felicidade” depois de um longo período de tristeza ou depressão (ao sentir que a morte acabará com seu sofrimento)

– Compra recente de uma arma ou de outros meios para suicidar-se

O guia identifica também algumas condições associadas a um maior risco de suicídio:

– Perda do emprego, término de um relacionamento, problema de saúde etc.

– Histórico de depressão ou outras doenças psíquicas

– Tentativas prévias de suicídio

– Abuso de drogas e álcool

– Impulsividade

Se você acha que alguma pessoa próxima a você está pensando em se suicidar, podem ser úteis as recomendações da Fundação Norte-Americana para a Prevenção do Suicídio:

– Perguntar à pessoa o que a preocupa e deixá-la falar. Insistir em seu interesse e mostrar uma atitude de carinho e compreensão.

– Se a pessoa tem histórico de depressão, perguntar-lhe se já pensou em se suicidar.

– Se existem indícios de que a pessoa considera realmente o suicídio como possibilidade, levar isso a sério, inclusive quando parece ser apenas uma tática para chamar a atenção.

– Manifeste sua preocupação pelo seu bem-estar e lembre a pessoa de que os sentimentos de depressão são temporais e podem ser tratados.

– Insista para que a pessoa procure um médico psiquiatra e, se for necessário, acompanhe-a na consulta.

– Se a pessoa indica que possui um plano para levar a cabo o suicídio, o perigo é mais imediato: chame o médico ou leve a pessoa ao pronto-socorro do hospital mais próximo.

– Não deixe que o medo de perder a amizade da pessoa arruíne a decisão de agir ou o obrigue a guardar segredo sobre o plano suicida.

Nem sempre é possível evitar um suicídio, porque as pessoas são livres. Mas às vezes sim, com acompanhamento, carinho e paciência. O amor é poderoso.

E quando a aproximação física é impossível, a oração e o oferecimento a Deus da própria luta, da própria vida, por essa pessoa, têm mais força do que às vezes acreditamos.


Sexta, 11/12/2015 - Aleteia / Postado por: Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...