Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2017

Queridos filhos !

Quem melhor do que EU poderia falar para vocês do Amor e da existência do MEU FILHO ?

Vivi com ELE, EU sofri com ele, vivendo a vida terrena, EU provei da dor porque era MÃE.

MEU FILHO amou com pensamentos e obras o PAI CELESTIAL, o DEUS VERDADEIRO, e como ME dizia veio para redimi-los. EU escondi a minha dor com o amor. Vocês, filhos MEUS, tem numerosas perguntas, não compreendem a dor, não compreendem que através do Amor de Deus devem aceitar a dor e suportá-la. Todas as pessoas provam-na em maior ou menor medida, mas com a paz na alma e em estado de graça a esperança existe.

Este é o MEU FILHO, DEUS, nascido de DEUS. As SUAS PALAVRAS são sementes de Vida Eterna e semeadas nas boas almas produzem muitos frutos.

MEU FILHO suportou a dor porque tomou para si os pecados de vocês.

Por isso vocês, filhos MEUS, Apóstolos do MEU Amor, vocês que sofrem, saibam que as suas dores se tornarão luz e glória.

Filhos MEUS, enquanto vocês suportam a dor o CÉU entra em vocês, e em todos em torno de vocês é dado um pouco de Céu e muita esperança !

Obrigada !

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Massimo, o “mendigo misterioso” do Conclave, reapareceu na Praça de São Pedro Por Eduardo Berdejo

Em março de 2013, enquanto o conclave escolhia o Papa Francisco, um personagem chamou a atenção da imprensa internacional: um homem vestido como mendigo que rezava de joelhos na Praça de São Pedro. Na última terça-feira, o mesmo “mendigo” reapareceu em Roma para rezar pela Igreja, exortando os fiéis a fazerem penitência.

“Estou andando aqui para fazer penitência pela Igreja, a fim de rezar desde esta manhã a Deus, implorando que tenha piedade da sua Igreja, a qual está passando por uma situação muito, muito difícil, e que infelizmente é um escândalo”, disse Massimo Coppo.

Apesar de parecer a primeira vista um monge mendigo, Massimo esclareceu que não é sacerdote, ele é leigo e membro da comunidade Família de Belém, a qual foi criada na terra de São Francisco de Assis há mais de 30 anos.

Massimo vive em Assis, escolheu o voto de pobreza e a vida dedicada à oração aos 32 anos. Durante sua juventude, morou nos Estados Unidos, também por isso domina o idioma inglês. É licenciado em Ciências da Agricultura e exerceu o ofício de professor.

A respeito da sua presença na Praça de São Pedro, relatou que chegou por envio de Marcelo, seu “diretor espiritual”, a fim de pedir a Deus pela sua Igreja. “Fiz a oração do profeta Daniel, quando diz ‘Senhor, pecamos, mas afasta de nós a tua ira’, porque estamos em tempos nos quais Deus está julgando a sua Igreja”, advertiu.

Por isso, exortou os fiéis a se unirem a ele fazendo penitência. “É uma palavra que nós não gostamos. Devemos fazer penitência (…) por qualquer situação que acontece nesta praça, em qualquer Igreja de Roma ou nas diferentes Igrejas da Itália. Temos os inimigos externos que são sobretudo os terroristas islâmicos; temos os inimigos internos, como dizia o Papa Ratzinger, aqueles que causam escândalo dentro da Igreja”.


Diante disto, assinalou: “Podemos fazer apenas uma coisa: penitência por amor a Jesus e por amor a sua Igreja”.


VEJA VÍDEO:




Quarta,11/11/2015 - ACI digital, Eduardo Berdejo / Postado por: Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...