Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Círio de Nazaré: maior procissão do mundo acontece em Belém (PA)

A maior procissão católica do mundo: um Patrimônio Cultural da Humanidade que acontece em meio a região amazônica, em Belém (PA). Este é o Círio de Nazaré, que teve nesta sexta-feira, 9, a primeira de suas 12 procissões oficiais. Para o evento central – a grande procissão do círio –, que acontece sempre no segundo domingo de outubro, são aguardados mais de 2 milhões de fiéis.

Esta é 223ª edição do Círio de Nazaré, que acontece há mais de dois séculos em Belém (PA) e se tornou um símbolo da fé não só dos paraenses, mas de todos os brasileiros, ao reunir milhões de romeiros de diversas partes do país e ainda os que vêm do exterior.

Neste ano, a festa tem como tema “Maria, Mulher Eucarística”, em referência ao Ano Eucarístico vivido pela Arquidiocese de Belém até janeiro do ano que vem, em preparação para o Congresso Eucarístico Nacional, que acontecerá na capital paraense em 2016. O evento comemorará os 400 anos da Evangelização da região amazônica.

Nesta sexta-feira, após uma celebração na Basílica Santuário de Nazaré, começou o Translado da Imagem Peregrina para Ananindeua e Marituba, na Região Metropolitana de Belém.  A Imagem Peregrina foi levada da Basílica Santuário em um andor instalado sobre o carro da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O percurso tem 47 km até a Igreja Matriz de Nossa Senhora das Graças, onde os fiéis passarão a noite em vigília.

O evento central acontecerá no domingo, 11, que é o Círio de Nazaré propriamente dito. No ano passado, reuniu 2,4 milhões de pessoas e durou cinco horas. A procissão sai da Catedral de Belém e segue até a Praça Santuário de Nazaré, onde a imagem da Virgem fica exposta para veneração dos fiéis durante 15 dias. O percurso é de 3,6 km e já chegou a ser percorrido em nove horas e quinze minutos, como ocorreu no ano de 2004, no mais longo Círio de toda a história.

Para o Círio deste ano, o Papa Francisco enviou uma mensagem saudando “com afeto os fiéis, benfeitores, autoridades civis e eclesiásticas que, no mês de outubro, vindos de todos os cantos do Brasil, se reúnem em Belém do Pará para as festividades do Círio de Nazaré”.

“O Santo Padre eleva preces à Mãe do Céu, pedindo que Ela interceda por todos, para que sejam sustentados pela misericórdia de Deus, a fim de suportar os sofrimentos e as fadigas da vida, a exemplo de Maria que, ao pé da cruz ‘é testemunha das palavras de perdão que saem dos lábios de Jesus’”, destaca a mensagem, na qual o Pontífice pede também que rezem por ele.

A programação oficial da festa se estende nos próximos dias. No sábado, 10, haverá: romaria rodoviária; romaria fluvial, retornando para Belém; motor romaria; transladação no sentido contrário do Círio, saindo do colégio Gentil Bittencourt até a Sé, no centro histórico da cidade.

E as homenagens à “Rainha da Amazônia” não se encerram por aí. Na semana seguinte, no sábado, 17, acontecerá a ciclo romaria e também a romaria da juventude. No domingo, 18, é a vez da romaria das crianças, que reúne muitas famílias. No dia 25 de outubro, haverá a romaria dos corredores e a procissão das festas, que é a terceira romaria mais antiga.

A última procissão desse ciclo de 12 é o recírio, que encerra toda a Festividade Nazarena. Acontece quinze dias após a grande procissão de domingo, numa segunda-feira.

Nossa Senhora de Nazaré

A devoção a Nossa Senhora de Nazaré teve início em Portugal. A imagem original da Virgem pertencia ao Mosteiro de Caulina, na Espanha, e teria saído da cidade de Nazaré, em Israel, no ano de 361. Acredita-se que a imagem foi esculpida pelo próprio São José.

Por causa de uma batalha, a imagem foi levada para Portugal, onde, por muito tempo, ficou escondida no Pico de São Bartolomeu. Só em 1119, foi encontrada e a notícia se espalhou, levando muitas pessoas a venerarem a Santa. Desde então, muitos milagres foram atribuídos a ela.

Em Belém (PA), uma pequena imagem da Senhora de Nazaré foi encontrada em 1700, pelo caboclo Plácido José de Souza, às margens do igarapé Murutucú (onde hoje se encontra a Basílica Santuário).

Plácido teria levado a imagem para a sua choupana e, no dia seguinte, ela não estaria mais lá. Correu ao local do encontro e lá estava a “Santinha”. O fato teria se repetido várias vezes até a imagem ser enviada ao Palácio do Governo. No local do achado, Plácido construiu uma pequena capela.

Em 1792, o Vaticano autorizou a realização de uma procissão em homenagem à Virgem de Nazaré, na cidade. Organizado pelo presidente da Província do Pará, capitão-mor Dom Francisco de Souza 
Coutinho, o primeiro Círio foi realizado no dia 8 de setembro de 1793. No início, não havia data fixa para o Círio, que poderia ocorrer nos meses de setembro, outubro ou novembro.

A partir de 1901, por determinação do bispo Dom Francisco do Rêgo Maia, a procissão passou a ser realizada sempre no segundo domingo de outubro. Tradicionalmente, a imagem é levada da Catedral de Belém à Basílica Santuário.


Mais informações: http://www.ciriodenazare.com.br/


Sexta, 09/10/2015 - Fonte: ACI digital / Postado por: Paulo Alves

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...