Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/08/2018

“Queridos filhos,

Com amor materno os convido a abrirem os seus corações à paz, a abrirem os seus corações ao MEU FILHO, a cantar em seus corações o amor ao MEU FILHO, porque somente através deste amor chega a paz da alma.

Filhos MEUS, EU sei que vocês tem a bondade, sei que vocês tem o amor, o amor misericordioso. Mas, muitos dos MEUS filhos ainda tem os corações fechados, pensam que podem agir sem colocar os seus pensamentos ao PAI CELESTIAL que ilumina, diante do MEU FILHO que está sempre e novamente com vocês na EUCARISTIA e que deseja ouvi-los.

Filhos Meus, porque não falam para eles ? A vida de cada um de vocês é importante e preciosa porque é um dom do PAI CELESTIAL para a ETERNIDADE, por isso nunca se esqueçam de agradecê-LO e falar com ELE.

Eu sei, filhos MEUS, que para vocês é desconhecido aquilo que virá depois, porém quando chegar o “depois” de vocês, terão todas as respostas. O MEU amor materno deseja que vocês estejam prontos.

Filhos MEUS, com a vida de vocês coloquem sentimentos bons nos corações das pessoas que vocês encontrarem, sentimentos de paz, de bondade, de amor e de perdão. Através da oração escutem o que lhes diz o MEU FILHO e assim o façam.

Novamente os convido a rezarem pelos seus sacerdotes, por aqueles a quem o MEU FILHO chamou; lembrem-se que eles tem necessidade de orações e de amor.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Assim você pode ter um amor para sempre

O amor humano é um reflexo do amor de Deus e isso tem consequências importantes na sua vida.


Há alguns dias, li esta frase: “Amar uma pessoa significa: aceitar não entender tudo dela, estar disposto a mudar e, portanto, a sofrer, renunciar a algo por ela” (Simone Troisi e Cristiana Paccini, “Nacemos para no morir nunca”, 23).

O amor a uma pessoa, aquela que Deus colocou na sua vida, faz parte do caminho que percorremos. Cada gesto de amor é uma entrega total, sem medidas, sem esperar algo em troca.

Um amor de verdade é fiel ao seu primeiro “sim”. Esse “sim” precisa ser renovado a cada manhã, cada noite, cada hora. Em momentos de luz e de escuridão. É o “sim” primeiro, o da fidelidade à nossa vocação. Um “sim” que se torna rocha ao descansar em Deus.

Um amor assim é um amor que sonha com ser eterno, que carrega a semente do céu em seu interior. É assim que Deus nos ama. E é assim que Ele quer que aprendamos a nos amar. Porque o amor humano está chamado a ser um reflexo do amor divino.

Como é difícil, hoje em dia, acreditar em um amor eterno! Em um amor que dure acima de tudo, das dificuldades, das contrariedades da vida. Estar dispostos a mudar, sofrer, renunciar por amor. O amor humano não é tão simples. Amar sem egoísmo, sem colocar-nos no centro, sem buscar ser os primeiros.

Mas se tomarmos o amor de Deus como modelo e meta, aprenderemos a amar de forma incondicional, pela vida inteira, renovando esse amor diariamente.

O “sim” diante do altar é abençoado por Deus. É um “sim” a essa fidelidade de Deus conosco. Um sim sincero e cotidiano.

O amor cotidiano no casamento se conjuga no presente, não no futuro. Podemos fazer muitas promessas, mas o amor se concretiza nos fatos, no agora, não em palavras bonitas.

O amor humano é uma ponte para o amor de Deus. E o amor de Deus é um seguro e pilar do nosso amor humano. Ambos os amores estão intimamente ligados. A fidelidade é a graça que pedimos a cada dia, ancorados em Deus.

O casal que vive sua vida de oração, de mãos dadas com Deus, caminha seguro. Porque nascemos para o amor, somos chamados a amar para sempre.

O sentido da nossa vida é aprender a amar. Esta é a meta da nossa vida: aprender a amar como Jesus nos ama. Com esse amor que supera nosso egoísmo e nosso amor próprio.


Sexta, 09/10/2015 - Fonte: Aleteia, Padre Carlos Padilla / Postado por: Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...