Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/08/2018

“Queridos filhos,

Com amor materno os convido a abrirem os seus corações à paz, a abrirem os seus corações ao MEU FILHO, a cantar em seus corações o amor ao MEU FILHO, porque somente através deste amor chega a paz da alma.

Filhos MEUS, EU sei que vocês tem a bondade, sei que vocês tem o amor, o amor misericordioso. Mas, muitos dos MEUS filhos ainda tem os corações fechados, pensam que podem agir sem colocar os seus pensamentos ao PAI CELESTIAL que ilumina, diante do MEU FILHO que está sempre e novamente com vocês na EUCARISTIA e que deseja ouvi-los.

Filhos Meus, porque não falam para eles ? A vida de cada um de vocês é importante e preciosa porque é um dom do PAI CELESTIAL para a ETERNIDADE, por isso nunca se esqueçam de agradecê-LO e falar com ELE.

Eu sei, filhos MEUS, que para vocês é desconhecido aquilo que virá depois, porém quando chegar o “depois” de vocês, terão todas as respostas. O MEU amor materno deseja que vocês estejam prontos.

Filhos MEUS, com a vida de vocês coloquem sentimentos bons nos corações das pessoas que vocês encontrarem, sentimentos de paz, de bondade, de amor e de perdão. Através da oração escutem o que lhes diz o MEU FILHO e assim o façam.

Novamente os convido a rezarem pelos seus sacerdotes, por aqueles a quem o MEU FILHO chamou; lembrem-se que eles tem necessidade de orações e de amor.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Aprovado em Comissão especial o relatório do Estatuto da Família.

A Comissão Especial que dispõe sobre o Estatuto da Família aprovou na quinta-feira, 24, o relatório do deputado Diego Garcia (PHS-PR). O texto defende a definição de família como a união entre um homem e uma mulher, além de sugerir a criação de dispositivos que a protejam no que se refere a políticas públicas.

A votação durou cerca de cinco horas e o relatório foi aprovado por 17 votos a 5. Após o resultado final, o relator, deputado católico Diego Garcia, agradeceu a todos os que acompanharam seu trabalho por meio de oração.

“Quero agradecer de maneira muito especial a inúmeras pessoas em todo o Brasil que oraram por mim, pela minha missão à frente de um importante projeto de lei que estava em discussão aqui na Câmara dos Deputados, que trata sobre o Estatuto da Família e para o qual eu fui indicado como relator”, declarou em vídeo postado no Facebook.

“Hoje, nós aprovamos na Comissão Especial o Estatuto da Família. Essa vitória é a vitória da família brasileira”, expressou o parlamentar, ressaltando que a família é “a base da sociedade”. 

O site da câmara indicou que cinco deputados do PT, PCdoB, PTN e PSol se revezaram na apresentação de requerimentos para adiamento de discussão e de votação da matéria, por serem contrários ao projeto, mas foram vencidos. Eles ainda esperavam o adiamento da reunião diante do início da Ordem do Dia em Plenário, mas o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, não abriu a Ordem do Dia, pois começou a responder a uma questão de ordem sobre o possível impeachment presidencial.

A proposta tramitava na Comissão especial em caráter terminativo, o que significa que, com sua aprovação, deve seguir direto para o Senado, sem precisar passar pela Câmara. Entretanto, os deputados têm o direito de pedir que o projeto seja votado pelo plenário. A deputada Érika Kokay (PT-DF), por exemplo, adiantou que adotará esta medida. Segundo a Agência Câmara, a petista alega que o Supremo Tribunal Federal (STF) já decidiu favoravelmente à união homoafetiva, e que o projeto vai negar, a esse tipo de união, o direito a uma especial proteção do Estado.
Se assim for, deputados cristãos, que defendem o Estatuto, querem que esta votação em plenário aconteça no dia 21 de outubro, quando é celebrado o Dia Nacional de Valorização da Família.

Entre os parlamentares católicos membros da Comissão especial esteve o Deputado Eros Biondini (PTB-MG). Para ele, o relatório foi bem elaborado e consegue atingir o objetivo de defender a família brasileira.

“Ao contrário do que está sendo dito por alguns deputados, acredito que o relatório do deputado Diego Garcia foi elaborado ouvindo todas as pessoas sem distinção. É uma vitória da família brasileira que tende a ser reconhecida e protegida com essa decisão. Sabemos que o caminho será longo, porém lutaremos para que essa decisão vença todas as instâncias”, declarou.

O projeto de lei 6583/13, Estatuto da Família, é de autoria do deputado Anderson Ferreira (PR-PE) que, ao término da votação, recordou que “a família é um projeto de Deus”.

O Estatuto aborda diretrizes e políticas públicas voltadas para atender a entidade familiar em áreas como saúde, segurança e educação e cria os Conselhos da Família, órgãos encarregados de tratar dessas políticas públicas.


Sexta, 25/09/2015 - Fonte: ACI digital, Natalia Zimbrão / Postado por: Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...