Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Após 25 anos, detento se oferece para ajudar juiz doente que o condenou

Alston garante que não guarda rancor pela condenação, uma vez que, segundo ele, se não fosse isso, ele nunca teria se tornado um homem melhor.

Aos 62 anos, o norte-americano Charles Alston vive há 25 anos em uma penitenciária de Nova York.

Condenado por roubo armado pelo  juiz Carl Fox, 61, Alston ficou sabendo que estava com leucemia e na mesma hora escreveu uma linda carta se oferecendo para doar medula óssea.

Um dos trechos da carta diz: “Você foi o juiz do meu julgamento, em que fui condenado a 25 anos de prisão. Eu sei que você está em busca de um doador de medula óssea compatível. Eu posso ou não ser compatível, mas estou disposto a fazer esse sacrifício se necessário”.

Alston garante que não guarda qualquer tipo de rancor pela condenação, uma vez que, segundo ele, se não fosse isso, ele nunca teria se tornado um homem melhor.

Embora muito emocionado e tocado com o gesto de Alston, infelizmente o juiz não pôde aceitar, pois detentos não podem fazer doações de sangue ou de medula devido ao alto risco de doenças infecciosas. “Eu fiquei emocionado e completamente surpreso“, disse Fox.

Para ver a reportagem completa com os dois protagonistas, clique aqui.

(Razões para Acreditar)


Treça, 22/09/2015 - Fonte: Aleteia / Postado por: Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...