Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/02/2018

Queridos filhos !

Vocês a quem o MEU FILHO ama, vocês a quem EU amo imensamente com o MEU AMOR MATERNO, não permitam que o egoísmo e o amar muito a si mesmo reinem no mundo. Não permitam que o amor e a bondade fiquem escondidos. Vocês que são amados, vocês que conheceram o AMOR do MEU FILHO, lembrem-se que ser amado significa amar. Filhos MEUS, tenham fé: quando vocês tem fé, vocês são felizes e difundem a paz. As suas almas exultam de alegria. Nestas almas está o MEU FILHO: quando se doam pela fé, quando se doam pelo amor, quando fazem o bem ao próximo, o MEU FILHO sorri em suas almas. Apóstolos do MEU AMOR, ME dirijo a vocês como MÃE, os reúno em torno de MIM porque desejo conduzí-los no caminho do AMOR e da FÉ, no caminho que leva até a LUZ DO MUNDO. EU estou aqui pelo AMOR e pela FÈ; porque desejo abençoá-los, porque EU desejo, com a MINHA BENÇÂO MATERNA, dar a vocês força e esperança no seu caminho. Porque a estrada que conduz ao MEU FILHO não é fácil, é cheia de renúncias, de dar-se, do sacrifício, do perdão e muito, muito amor mas este caminho conduz à paz e à alegria. Filhos MEUS, não acreditem nas vozes falsas que falam de coisas falsas e de luzes falsas: vocês, filhos MEUS, voltem para a SAGRADA ESCRITURA. Com imenso amor EU os vejo e, PELA GRAÇA DE DEUS, EU ME MANIFESTO A VOCÊS. Filhos Meus, caminham COMIGO. Que as almas de vocês exultem de alegria.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

TEXTO COMPLETO: Confira a mensagem que o Papa não pôde pronunciar na Catedral de Quito

Depois de uma exaustiva jornada na qual viajou de ida e volta à Guayaquil, o Papa Francisco enfrentou uma grande diferença de clima e altitudes, e por isso decidiu não pronunciar o discurso que tinha preparado para sua visita à Catedral de Quito. O Papa apenas dirigiu uma breve alocução aos presentes e rezou com eles a Ave Maria. Entretanto, o texto foi disponibilizado à imprensa em idioma espanhol.

Confira o texto completo da saudação que o Santo Padre preparou para sua visita à Catedral de Quito:

“Queridos irmãos: Venho a Quito como peregrino, para compartilhar com vocês a alegria de evangelizar. Saí do Vaticano saudando a imagem de Santa Mariana de Jesus que, no exterior da abside da Basílica de São Pedro, vela pelo caminho que o Papa percorre tantas vezes.

Também encomendei a esta Santa o fruto desta viagem, pedindo-lhe que todos nós pudéssemos aprender através do seu exemplo. Seu sacrifício e sua heroica virtude são representadas por uma açucena. Entretanto, na imagem que está em São Pedro, ela carrega um buquê de flores, porque ela oferece ao Senhor, desde o coração da Igreja, todos vocês e todo o Equador.

Os Santos nos convidam imitá-los, querem que sigamos seus passos, como exemplo as equatorianas Santa Narcisa de Jesus e a Beata Mercedes de Jesus Molina, enaltecem aqueles que sofrem ou sofreram a orfandade, quantos tiveram que cuidar de irmãos ainda pequenos e aqueles que se empenham diariamente no cuidado dos enfermos ou idosos; como também o fez Mariana, imitada por Narcisa e Mercedes.

Isso não é difícil, se Deus estiver conosco... Elas não fizeram grandes obras aos olhos do mundo. Somente amaram muito no dia a dia, e chegaram até tocar o sofrimento de Cristo através do povo (cf. Evangelii gaudium 24).

Elas não o fizeram sozinhas, fizeram «junto a» outros; o transporte, a escultura e construção desta catedral foram feitos desta maneira, dos povos originários, a minga; esse trabalho de todos à serviço da comunidade, anônimo, desinteressado e sem buscar aplausos: Queira Deus que assim como as pedras desta catedral ajudemos os outros em suas necessidades, assim, ajudemos também a edificar ou reformar a vida de tantos irmãos que não têm forças para construí-las ou foram derrubados.

Hoje estou aqui com vocês, que me dão de presente o júbilo dos seus corações: «Como são belos sobre as montanhas os pés do mensageiro que anuncia a as boas novas» (Isaías 52,7).


É esta a beleza que estamos chamados a difundir, como bom perfume de Cristo: Nossa oração, nossas boas obras, nosso sacrifício pelos mais necessitados. Essa é a alegria de evangelizar e «se compreenderdes estas coisas, sereis felizes, se as praticardes» (João 13,17). 

Que Deus vos abençoe”.

Terça, 07/07/2015 - Fonte: ACI digital / Postado por: Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...