Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2017

Queridos filhos !

Quem melhor do que EU poderia falar para vocês do Amor e da existência do MEU FILHO ?

Vivi com ELE, EU sofri com ele, vivendo a vida terrena, EU provei da dor porque era MÃE.

MEU FILHO amou com pensamentos e obras o PAI CELESTIAL, o DEUS VERDADEIRO, e como ME dizia veio para redimi-los. EU escondi a minha dor com o amor. Vocês, filhos MEUS, tem numerosas perguntas, não compreendem a dor, não compreendem que através do Amor de Deus devem aceitar a dor e suportá-la. Todas as pessoas provam-na em maior ou menor medida, mas com a paz na alma e em estado de graça a esperança existe.

Este é o MEU FILHO, DEUS, nascido de DEUS. As SUAS PALAVRAS são sementes de Vida Eterna e semeadas nas boas almas produzem muitos frutos.

MEU FILHO suportou a dor porque tomou para si os pecados de vocês.

Por isso vocês, filhos MEUS, Apóstolos do MEU Amor, vocês que sofrem, saibam que as suas dores se tornarão luz e glória.

Filhos MEUS, enquanto vocês suportam a dor o CÉU entra em vocês, e em todos em torno de vocês é dado um pouco de Céu e muita esperança !

Obrigada !

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Santa Narcisa de Jesús: Conheça a história da santa equatoriana cujo corpo se encontra incorrupto

Durante sua viagem ao Equador, o Papa Francisco visitará, no dia 6 de julho, a Diocese de Guayaquil, local de origem de Santa Narcisa de Jesús. Conheça aqui a história de vida e santidade dessa equatoriana.

Narcisa de Jesús Martillo Morán nasceu em 29 de outubro de 1832, em um povoado chamado Nobol da Diocese de Guayaquil, no Equador. Seus pais, Pedro Martillo e Josefina Morán, eram agricultores. Ela foi a sexta de nove filhos e perdeu a mãe ainda pequena. Teve, então que se encarregar da educação dos irmãos mais novos.

Levava uma vida marcada pela caridade, alegria e grande amor pela oração. Dava também muita importância para a direção e aconselhamento espiritual.

Quando tinha 18 anos, seu pai faleceu e ela se mudou para Guayaquil. Passou, então, a dedicar-se ao ofício de costureira e trabalhou com Luís Tola, que depois tornou-se Bispo de Portoviejo.

Dedicou muito tempo ao apostolado, especialmente dirigido às crianças, a quem ensinava o catecismo. Atuou ainda junto aos jovens abandonadas e refugiadas na Casa de Acolhimento e visitava doentes e moribundos.

Narcisa de Jesús se mudou em 1868 para Lima, no Peru, onde viveu no Convento do Patrocínio, como hóspede ou como pensionista.  Ganhava seu sustento com seu trabalho.

Em setembro de 1869, ficou enferma. Nos últimos momentos de sua vida, sentia intensas dores em razão da doença. Mas, suportava tais dores heroicamente, abandonando-se à vontade de Deus e oferecendo-se como vítima pela conversão dos pecadores. Faleceu em 8 de dezembro, após ter comungado.

Depois de sua morte soube-se que ela fez votos particulares de virgindade perpétua, pobreza, obediência, clausura, vida eremítica, jejum a pão e água, comunhão cotidiana, confissão, mortificação e oração.

Foi beatificada pelo papa João Paulo II, em 25 de outubro de 1992. Sua canonização ocorreu em 12 de outubro de 2008, pelo papa Bento XVI. Sua memória é celebrada no dia de seu falecimento, 8 de dezembro.


O corpo de Santa Narcisa de Jesús está incorrupto. Pode ser visitado no Santuário dedicado a ela, em Nobol.


Quarta, 01/07/2015 - Fonte: ACI digital / Postado por: Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...