Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Papa Francisco preside missa no Parque Bicentenário

Em seu terceiro dia de viagem ao Equador, Francisco reuniu-se pela manhã com cerca de 40 bispos do país. Em seguida, às 10h, horário local, celebrou missa no Parque Bicentenário, em Quito, na intenção da evangelização.

Entre os compromissos para esta terça-feira estão previstos um almoço na Nunciatura Apostólica; visita à Pontifícia Universidade Católica do Equador e à igreja dedicada a São Francisco, o edifício religioso mais antigo da América-latina. O papa também irá à Igreja da Companhia de Jesus, administrada pelos jesuítas, congregação da qual faz parte. 

Na igreja de São Francisco, localizada no centro histórico da capital equatoriana, Francisco receberá num gesto simbólico as chaves da cidade e, em seguida, discursará à sociedade civil.  


Almoço entre jesuítas

Ontem, 6, o papa saiu de Quito, capital, para conhecer a cidade mais populosa do Equador, Guayaquil. Lá, após celebrar missa para cerca de um milhão de fiéis, no Parque de Los Samanes, Francisco almoçou no Colégio Javier, da Companhia de Jesus, com cerca de 20 jesuítas provenientes das comunidades engajadas no serviço social.

Entre os presentes no almoço estava o padre Francisco Cortes, conhecido por padre Paquito, de 91 anos, que foi mestre de noviços do Colégio Javier enquanto Berboglio, ainda padre, era provincial dos jesuítas argentinos. Por anos o papa enviou seus estudantes argentinos para viver uma experiência formativa sob a supervisão do padre Paquito, de quem apreciava os métodos e resultados. O pontífice encontrou-se com ele em particular e quis que estivesse ao seu lado à mesa, em recordação à amizade de longa data.

Segundo o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, padre Frederico Lombardi, “o almoço foi muito agradável e realizou-se num ambiente familiar, com uma conversa simples na qual se recordava a vida jesuíta, os conhecimentos comuns, as atividades do colégio e outros jesuítas que estavam presentes”.

Encontro com presidente

Ao retornar a Quito no final desta segunda-feira, Francisco dirigiu-se ao palácio presidencial "Carondolet", sede da residência oficial do Presidente da República do Equador, para uma visita de cortesia. Da varanda, o pontífice e o presidente, Rafael Correa, saudaram a multidão e expoentes da sociedade civil, além dos representantes de várias etnias do país. 

Em audiência, os dois abordaram a difícil situação que o Equador atravessa, com protestos populares que tentam impedir as reformas sociais. As expectativas da Igreja, que deseja ter seu papel reconhecido a serviço do povo, e os valores da vida e da família também foram tratados no encontro. 

Com informações do News.va e fotografias da Rádio Vaticano

Terça, 07/07/2015 - Fonte: CNBB / Postado por: Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...