Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/05/2018

Queridos filhos, tudo o que MEU FILHO, que é a Luz do AMOR, tem feito e faz, ELE tem feito por amor. Também vocês, meus filhos, quando vocês vivem no amor e amam seus próximos, vocês estão fazendo a vontade do MEU FILHO. Apóstolos do Meu Amor, tornem-se pequenos, abram seus corações puros ao MEU FILHO para que ELE possa operar através de vocês. Com a ajuda da fé, sejam preenchidos com amor. Mas, meus filhos, não esqueçam que a EUCARISTIA é o coração da fé. Isto é MEU FILHO que os alimenta com SEU CORPO e fortalece vocês com o SEU SANGUE. Isto é um milagre de amor: MEU FILHO, que sempre vem novamente, vivo, trazer de volta a vida para as almas. Meus filhos, Meu desejo maternal é para vocês sempre O amarem mais, porque ELE está chamando vocês com SEU AMOR. ELE está-lhes dando amor para que vocês possam espalhá-lo para todos aqueles ao redor de vocês. Como uma mãe, através do SEU AMOR, EU estou com vocês para falar palavras de amor e esperança para vocês – para falar para vocês as palavras eternas que são vitoriosas no tempo e da morte – para chamá-los para serem ao Meus Apóstolos de Amor. Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

NINGUÉM VAI A JESUS SE NÃO FOR ATRAÍDO PELO PAI

O capítulo 6 do evangelho de João começa dizendo que "grande multidão seguia Jesus, porque via os sinais que ele operava sobre os enfermos" (Jo 6,2). A frase de Jesus é muito importante para aqueles que pensam que, para serem da Igreja, basta estarem na igreja, quando, na verdade, para Cristo não importa a quantidade de seguidores que uma igreja possa ter: inclusive recordo recentes matérias de jornais que indicavam a redução do número de católicos e o aumento de ateus e protestantes das diversas denominações no Brasil. No entanto, após Jesus dizer que "ninguém pode vir a mim se meu Pai não o atrair" (Jo 6,65), aconteceu que, "desde então, muitos dos seus discípulos tornaram para trás e já não andavam com ele" (Jo 6,66). E o que Jesus fez? Se retratou? Não! Ao contrário, voltou-se para os doze e disse: "Quereis vós também retirar-vos?" (Jo 6,67).

Esta pergunta é para nós hoje.

O mundo tem passado por muitas transformações e a religião também. Muitos pensam que, para fazer parte da Igreja, precisam "aceitar Jesus" e pronto: já estão salvos, eleitos e santos – mais do que os outros! Engano. Repito a frase de Jesus: "Ninguém pode vir a mim se meu Pai não o atrair" (Jo 6,65). O número de cristãos no Brasil, embora lentamente, está em decadência. É verdade que nossas comunidades religiosas por vezes fazem coisas que afastam as pessoas de Jesus. Mas Jesus pergunta a nós que ainda estamos: "Quereis vós também retirar-vos?" (Jo 6,67). E a pergunta de Jesus é muito importante, pois a quantidade de pessoas que se dizem cristãs e não são cristãs é imensa! Nossa Igreja precisa de mais cristãos que saiam do seu comodismo e decidam evangelizar! E evangelizar é ir até o povo em vez de ficar na igreja esperando o povo vir, como faziam os mestres da lei.

"Através de alguma fresta, entrou a fumaça de Satanás no templo de Deus". A frase citada é do papa Paulo VI. Ela nos diz como satanás se infiltra na Igreja: através dos membros que, na verdade, não são membros: são joio no meio do trigo. Trigo e joio, muito parecidos! Trigo plantado pelo agricultor, joio pelo inimigo. Que fazer, então? Arrancar o joio? Não. Pode acontecer que, sem querer, se arranque o trigo. Aguardemos os frutos e saberemos o que é trigo e o que é joio, pois é pelos frutos que se sabe se uma árvore é boa ou ruim, da mesma forma que, pelas ações, sabemos quando uma pessoa é boa ou ruim. "Ninguém pode vir a mim se meu Pai não o atrair" (Jo 6,65). Esta frase relembra outra passagem de Jesus, que diz: "Não fostes vós que me escolhestes, mas eu que vos escolhi" (Jo 15,16a). Pois bem, irmãos, temos em nossa comunidade muitos membros que não são Igreja e que se comportam como inimigos da Cruz de Cristo. São a "fumaça de satanás" na comunidade cristã.

O evangelho nos fala da correção fraterna que devemos fazer a estes irmãos: "em particular, com uma ou duas testemunhas e com a comunidade"; e se, mesmo assim, o irmão corrigido não ouvir, "trata-o como pecador público" (cf. Mt 18,17b). Se alguém acha que é membro da Igreja por opção, engana-se! Jesus é bem claro: "Ninguém pode vir a mim se meu Pai não o atrair" (Jo 6,65). O resto é conversa fiada. Fica o alerta para todos os cristãos e a pergunta de Jesus: "Quereis vós também retirar-vos?" (Jo 6,67).



Quinta, 09/07/2015 - Fonte: Aleteia, Gilberto Brito Passos / Postado por: Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...