Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/04/2019

“Queridos filhos, como MÃE que conhece os SEUS filhos, sei vocês desejam o MEU FILHO. EU sei que vocês desejam a VERDADE, a PAZ, aquilo que é puro e não é falso.

Por isto EU, como MÃE, através do AMOR DE DEUS, me dirijo a vocês e os convido, a fim de que, rezando com o coração puro e aberto, conheçam por vocês mesmos o MEU FILHO, o SEU AMOR, o SEU CORAÇÃO MISERICORDIOSO.

O MEU FILHO via a beleza em todas as coisas.

ELE procura o BEM, até mesmo naquilo que é pequeno e escondido, em todas as almas, para perdoar o mal.

Por isto, filhos MEUS, apóstolos do MEU AMOR, os convido a adorá-LO, a agradecê-LO continuamente e a serem dignos para ELE. Porque ELE disse para vocês PALAVRAS DIVINAS, as PALAVRAS DE DEUS, as PALAVRAS que são para todos e para sempre.

Por isto, filhos MEUS, vivam a serenidade, a alegria e o amor recíproco.

Isto é o que é necessário para vocês no mundo de hoje: assim serão apóstolos do MEU AMOR, assim vocês testemunharão o MEU FILHO de maneira justa.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Menino que preferiu morrer a ter que matar: A história de “Ángel”, o pequeno herói da Guatemala

Com apenas doze anos, Ángel Ariel Escalante Pérez tomou uma decisão que acabou sendo, literalmente, de vida ou morte. Os membros de uma gangue ameaçaram o menino de morte, caso não matasse o motorista de um ônibus. Ángel negou-se a assassiná-lo, então foi jogado do alto de uma ponte, ficando gravemente ferido e depois de 15 dias de agonia, finalmente faleceu. Essa é a sua história.

No dia 18 de junho aproximadamente às 13 horas, um grupo de vizinhos do assentamento Jesus da Boa Esperança, localizado sob a ponte Belice, na zona 6 da Cidade de Guatemala, encontraram o menino gravemente ferido.

Membros de uma gangue o lançaram da ponte. Os paramédicos assinalaram aos meios locais: “ O menino contou que queriam que matasse um motorista e como se negou, o atiraram da ponte”.

O porta-voz dos Bombeiros Municipais, Javier Soto, comentou que os ramos das árvores e o matagal da área amorteceram a queda de Ángel e foi encontrado com as duas pernas fraturadas.

"A queda foi de aproximadamente uns 125 metros. Normalmente, as pessoas que caem ou se jogam desta ponte não sobrevivem", disse Soto.

Nas redes sociais está sendo difundida uma foto na qual o menino abraça o seu pai, logo depois do seu resgate.

Depois de permanecer durante 15 dias em cuidados intermediários, Ángel Ariel faleceu no Hospital Geral San Juan de Dios.

Ángel Ariel Escalante Pérez estava na sexta série do ensino fundamental na escola Carlos Benjamim Paíz Ayala, próximo ao lugar onde foi jogado. Gostava de desenhar, de escutar música e de futebol.

Logo depois do seu velório na Guatemala, foi levado a Managua (Nicarágua), lugar no qual foi enterrado, na mesma tumba que seu tio, assassinado em 2007.


Quarta, 15 / 07/2015 - Fonte: CNBB / Postado por: Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...