Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/02/2018

Queridos filhos !

Vocês a quem o MEU FILHO ama, vocês a quem EU amo imensamente com o MEU AMOR MATERNO, não permitam que o egoísmo e o amar muito a si mesmo reinem no mundo. Não permitam que o amor e a bondade fiquem escondidos. Vocês que são amados, vocês que conheceram o AMOR do MEU FILHO, lembrem-se que ser amado significa amar. Filhos MEUS, tenham fé: quando vocês tem fé, vocês são felizes e difundem a paz. As suas almas exultam de alegria. Nestas almas está o MEU FILHO: quando se doam pela fé, quando se doam pelo amor, quando fazem o bem ao próximo, o MEU FILHO sorri em suas almas. Apóstolos do MEU AMOR, ME dirijo a vocês como MÃE, os reúno em torno de MIM porque desejo conduzí-los no caminho do AMOR e da FÉ, no caminho que leva até a LUZ DO MUNDO. EU estou aqui pelo AMOR e pela FÈ; porque desejo abençoá-los, porque EU desejo, com a MINHA BENÇÂO MATERNA, dar a vocês força e esperança no seu caminho. Porque a estrada que conduz ao MEU FILHO não é fácil, é cheia de renúncias, de dar-se, do sacrifício, do perdão e muito, muito amor mas este caminho conduz à paz e à alegria. Filhos MEUS, não acreditem nas vozes falsas que falam de coisas falsas e de luzes falsas: vocês, filhos MEUS, voltem para a SAGRADA ESCRITURA. Com imenso amor EU os vejo e, PELA GRAÇA DE DEUS, EU ME MANIFESTO A VOCÊS. Filhos Meus, caminham COMIGO. Que as almas de vocês exultem de alegria.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Conheça o velho amigo que o Papa Francisco visitará em Guayaquil

“De onde me vem esta honra de vir a mim o Vigário de Cristo”, disse o Pe. Paquito ao ser consultado sobre como receberia o Papa Francisco quando o visitasse em Guayaquil (Equador). O sacerdote jesuíta, dentro de poucos dias completará 91 anos, está muito entusiasmado de encontrar-se com seu velho amigo.

O Pe. Francisco Cortês, mais conhecido como Pe. Paquito, nasceu em Málaga (Espanha), no dia 10 de julho de 1924 e chegou ao Equador em 1963, servindo desde então no Colégio Javier, em Guayaquil.

Segundo o jornal equatoriano ‘El Universo’, no princípio da década de 80, o sacerdote conheceu o Pe. Bergoglio, quando era provincial dos jesuítas argentinos e realizou uma visita ao Equador, pois estava procurando um lugar para enviar seus noviços.

Anos depois, reuniram-se novamente e logo o Pe. Paquito viajou à Argentina para a ordenação sacerdotal de alguns jesuítas que ele acompanhava no Equador.

Em 2014, segundo o jornal ‘The Wall Street’, o Papa Francisco teve um encontro inesperado em Roma com a doutora do Pe. Paquito, Maria Panchana, e lhe perguntou: “Como está Paquito? Manda-lhe minhas saudações e diga-lhe que logo o visitarei”, recordou a Dra. Panchana.

Em fevereiro deste ano, César Pérez, editor do jornal ‘El Universo de Guayaquil’, apresentou ao Santo Padre, no Vaticano, um vídeo de celular, no qual o Pe. Paquito saudava seu velho amigo. O Papa Francisco manifestou que queria visitar Paquito, foi quando o jornalista lhe respondeu: “Então terá que ir à Guayaquil”.

O sacerdote jesuíta, Pe. Francisco Cortês, sofre do coração e permanentemente está em contato com os médicos.

"Dizem que quer falar comigo, não sei do que será… Logo que foi nomeado Papa me mandou mais de cinco recados de que me saudassem pessoalmente. Não ao Pe. Francisco Cortês, mas ao Pe. Paquito", afirmou o sacerdote à agência AFPE.

"Para mim, este é um ato de humildade deste homem, lembrar-se de uma pessoa sem nenhum mérito e nada especial, insistiu em querer visitar-me ", acrescentou Pe. Paquito.


O encontro está previsto para esta terça-feira, 6, no Colégio Javier, lugar no qual o Papa Francisco almoçará com seus irmãos jesuítas.


Segunda, 06/07/2015 - Fonte: ACI digital, Abel Camasca / Postado por: Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...