Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

A pedido do Papa Francisco, corpo do Padre Pio estará no Vaticano durante Jubileu da Misericórdia

“O corpo incorrupto de São Pio de Pietrelcina, o santo capuchinho dos estigmas, será exposto e venerado pelos fiéis na Basílica de São Pedro durante o Jubileu da Misericórdia, entre os dias 8 e 14 de fevereiro de 2016, a pedido do Papa Francisco”, informou o Convento Santuário de São Pio de Pietrelcina.

Através de uma nota difundida na sua página, o Convento informou que o Presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, Dom Rino Fisichella, enviou uma carta ao Arcebispo de Manfredonia-Vieste-San Giovanni Rotondo (Itália), Dom Michele Castoro, para transmitir o desejo do Pontífice.

“O Santo Padre expressou o grande desejo de que os restos de São Pio de Pietrelcina sejam expostos na Basílica de São Pedro na Quarta-feira de Cinzas do próximo Ano Santo Extraordinário, dia no qual serão enviados do mundo inteiro os missionários da misericórdia, a quem se confere o mandato especial de pregar e confessar, para que sejam testemunhos vivos de como o Pai acolhe todos aqueles que estão buscando seu perdão”.

Nesse sentido, a carta afirma que “a presença dos restos de São Pio será um sinal precioso para todos os missionários e sacerdotes, os quais encontrarão força e sustento para a própria missão em seu exemplo admirável de confessor incansável, acolhedor e paciente, autêntico testemunho da Misericórdia do Pai”.

Do mesmo modo, informou-se que no sábado, 13 de fevereiro, o Papa Francisco receberá em audiência privada os filhos espirituais de São Pio de Pietrelcina, provenientes do mundo inteiro.

São Pio da Pietrelcina

O santo capuchinho nasceu em Pietrelcina, província de Benevento (Itália), no dia 25 de maio de 1887, em uma família humilde. Foi batizado, fez a Primeira Comunhão e Crisma na Igreja Santa Maria dos Anjos. Nesta mesma Igreja foi onde aos cinco anos lhe apareceu o Sagrado Coração de Jesus. Posteriormente, começou a ter aparições da Virgem Maria que durariam pelo resto da sua vida.

Ingressou na Ordem dos Frades Menores Capuchinhos em Morcone, em janeiro de 1903. Nas vésperas de entrar no seminário, Francisco teve uma visão de Jesus com a sua mãe Santíssima. Nesta visão, Jesus pôs sua mão nos ombros de Francisco, dando-lhe coragem e fortaleza para seguir adiante. Já a Virgem Maria, neste mesmo momento, lhe falou suavemente, maternalmente, penetrando no mais profundo da sua alma.

Foi ordenado sacerdote no dia 10 de agosto de 1910, na Catedral de Benevento, e em fevereiro deste mesmo ano se estabeleceu em San Giovanni Rotondo, onde permaneceu até a sua morte, no dia 23 de setembro de 1968.

Pouco depois de sua ordenação, voltou a ter febres e outros males que sempre o incomodaram durante os seus estudos preparatórios. Então foi enviado a sua cidade natal para que cuide da sua saúde. Após 8 anos de sacerdote, no dia 20 de setembro de 1918, recebeu os estigmas de Nosso Senhor Jesus Cristo em sus mãos, pés e no lado esquerdo, convertendo-se no primeiro sacerdote estigmatizado.

Mais tarde, no ano de 1940, arquitetou um projeto de um hospital que se denominou "Casa do Alívio do sofrimento" - o mais importante do sul da Itália -, cuja construção terminou em 1956.

No dia 20 de setembro de 1968 o Padre Pio completou 50 anos de haver recebido pela primeira vez os estigmas de Jesus Cristo. Neste dia celebrou a missa na hora de sempre. Faleceu dois dias depois, murmurando durante várias horas "Jesus, Maria!". Depois da sua morte desapareceram os seus estigmas.


Calculam que mais de cem mil pessoas participaram do funeral. No dia 16 de junho de 2002 foi canonizado por São João Paulo II na Praça de São Pedro.


Sexta, 17/07/2015 - ACI digital / Postado por: Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...