Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/08/2018

“Queridos filhos,

Com amor materno os convido a abrirem os seus corações à paz, a abrirem os seus corações ao MEU FILHO, a cantar em seus corações o amor ao MEU FILHO, porque somente através deste amor chega a paz da alma.

Filhos MEUS, EU sei que vocês tem a bondade, sei que vocês tem o amor, o amor misericordioso. Mas, muitos dos MEUS filhos ainda tem os corações fechados, pensam que podem agir sem colocar os seus pensamentos ao PAI CELESTIAL que ilumina, diante do MEU FILHO que está sempre e novamente com vocês na EUCARISTIA e que deseja ouvi-los.

Filhos Meus, porque não falam para eles ? A vida de cada um de vocês é importante e preciosa porque é um dom do PAI CELESTIAL para a ETERNIDADE, por isso nunca se esqueçam de agradecê-LO e falar com ELE.

Eu sei, filhos MEUS, que para vocês é desconhecido aquilo que virá depois, porém quando chegar o “depois” de vocês, terão todas as respostas. O MEU amor materno deseja que vocês estejam prontos.

Filhos MEUS, com a vida de vocês coloquem sentimentos bons nos corações das pessoas que vocês encontrarem, sentimentos de paz, de bondade, de amor e de perdão. Através da oração escutem o que lhes diz o MEU FILHO e assim o façam.

Novamente os convido a rezarem pelos seus sacerdotes, por aqueles a quem o MEU FILHO chamou; lembrem-se que eles tem necessidade de orações e de amor.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Posso rezar para que o meu time vença um campeonato?

Sempre que começa um campeonato, ouço frases como: “Rezo um terço todo dia para que o meu time ganhe”, “Decidi não comer carne durante o campeonato, oferecendo pelo time”, “Precisamos fazer uma corrente de oração para ganhar”...

São muitas as orações (e até “simpatias”) que as pessoas fazem na esperança de que seu time vença uma competição. Mas um menino de 9 anos me fez uma pergunta que resume toda esta questão: “Posso rezar para que o meu time ganhe? Se Deus pode tudo, Ele pode fazer o meu time ganhar o campeonato?”.

Para responder, é necessário primeiramente definir o que é a oração. O Catecismo (n. 2559) nos ensina que “a oração é a elevação da alma a Deus ou a petição a Deus de bens convenientes”.

Poderíamos dizer também que é um encontro com o Senhor, no qual escutamos, louvamos, pedimos, compartilhamos com Ele nossas coisas, como com um amigo. Compreendendo isso, poderemos responder às pequenas perguntas que nos ajudarão a entender o pano de fundo da questão.

Será que existem realidades alheias a Deus, como, por exemplo, os esportes? Deus é o criador de tudo o que existe e, por isso mesmo, não existe realidade alguma alheia a Ele. No caso das atividades humanas, não há nada que seja indiferente para Deus, porque Ele se interessa por todos nós e por tudo o que fazemos.

Por isso mesmo, Deus se interessa não somente pelos esportes, mas também pelo lazer, pela economia, pela vida em família, pela diversão, pelo cinema, pelos passeios etc.

Se o esporte não é alheio a Deus, Ele pode querer que um time ganhe e outro não? Dentro do plano de amor de Deus, nada é indiferente. Mas também é preciso entender que os esportes são atividades humanas, realizadas por pessoas livres. Por isso, ainda Deus considere muitas coisas em seu plano de amor, Ele age por meio de pessoas livres, que podem seguir seus planos ou não.

Isso quer dizer então que as vitórias no futebol não dependem de Deus? O técnico Johan Cruyff dizia que não acreditava nisso, porque, segundo Ele, “os 22 jogadores fazem o sinal da cruz ao entrar no campo; se isso funcionasse, sempre daria empate”. Deus deu diferentes dons a cada pessoa, e depende de nós utilizá-los da melhor maneira.

À luz disso, chama a atenção a opinião de Carlo Ancelotti, técnico católico, que costumava afirmar que nunca rezava antes de uma partida, pois “Deus tem coisas mais importantes para fazer. Isso aqui é um jogo e depende de nós; se treinamos bem, com certeza tudo sairá conforme o previsto. Mas vamos deixar que Deus atenda outras prioridades. Eu acredito nele e rezo diariamente pelas coisas que acontecem ao meu redor, mas não pelo futebol”.

O teólogo do esporte Tomás Bolaños recomendava que rezássemos por cada jogador, para que fosse uma pessoa melhor, para que o Senhor o ajudasse a conservar sua saúde, para que o ajudasse a evitar lesões, para que o inspirasse a esforçar-se sempre ao máximo. Mas dizia que, para a vitória, era preciso treinar e jogar bem.

Então, respondendo à pergunta inicial, posso rezar para que meu time ganhe? Cada um é livre para rezar o que quiser a Deus. Mas é preciso recordar que Deus quer, acima de tudo, nosso bem eterno, nossa própria santidade, e Ele atenderá nossas súplicas visando nossa salvação pessoal e comunitária.

Se você acha que seu time vai ganhar porque tem uma pessoa a mais rezando por ele, com certeza conhece muito pouco sobre a ação de Deus. E praticamente nada sobre futebol. 



Terça, 23/06/2015 - Fonte: Alleteia, Centro de Estudos Católicos / Postado por: Paulo Alves 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...