Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2018

Queridos filhos,

As Minhas palavras são simples, mas repletas de amor materno e de preocupação. Filhos MEUS, sobre vocês se alargam sempre mais as sombras das trevas e do engano, Eu os chamo em direção a luz e a verdade, Eu os chamo na direção de Meu Filho. Somente Ele pode converter o desespero e a dor em paz e serenidade, somente ELE pode dar esperança nas dores mais profundas. O MEU FILHO é a VIDA do mundo, e quanto mais O conhecerem, mais se aproximarão DELE e mais O amarão porque o MEU FILHO é AMOR e o AMOR muda tudo.

ELE torna maravilhoso também aquilo que sem amor pareça para vocês insignificante. Por isso novamente os digo que vocês devem amar muito se desejarem crescer espiritualmente. EU sei, apóstolos do MEU AMOR, que não sempre fácil, porém, filhos MEUS, também as estradas dolorosas são caminhos que levam ao crescimento espiritual, à fé e ao MEU FILHO.

Filhos MEUS, rezem, pensem em MEU FILHO durante todos os momentos do dia, elevem as suas almas até ELE e EU recolherei as suas orações como flores do jardim mais belo e as darei de presente ao MEU FILHO.

Sejam realmente apóstolos do MEU AMOR, deem a todos o AMOR de MEU FILHO, sejam jardins com as flores mais belas.

Com a oração ajudem os seu sacerdotes para que possam ser pais espirituais cheios de amor para todos os homens.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Após o Angelus, Papa pede orações por sua viagem à América Latina

A Solenidade de São Pedro e São Paulo é vivida pela Igreja universal, mas com particular alegria pela Igreja de Roma, “porque no testemunho desses apóstolos, selado com sangue, ela tem seus fundamentos”. Foi o que observou o Papa Francisco no Ângelus, nesta segunda-feira, na Praça São Pedro. Ao fim da oração, o Pontífice pediu que todos rezem por sua viagem ao Equador, Bolívia e Paraguai no próximo mês.

“Roma tem um afeto especial e reconhecimento por estes homens de Deus que vieram de uma terra distante para anunciar o Evangelho de Cristo ao qual se dedicaram totalmente”, disse. O Pontífice notou ainda que é um “orgulho espiritual” em Roma “a herança gloriosa desses dois Apóstolos”, os quais deixam um chamado a viver as virtudes cristãs. “De maneira particular a fé e a caridade: a fé em Jesus como Messias e Filho de Deus, que Pedro professou por primeiro e Paulo anunciou aos gentios, e a caridade que esta Igreja é chamada a servir com horizonte universal”.

O Santo Padre lembrou também da Virgem Maria, “imagem da Igreja, esposa de Cristo vivo”, em sua alocução. Francisco falou sobre a relação entre Maria, Pedro e Paulo. “Pedro conheceu pessoalmente a Mãe de Deus e na conversa com ela, especialmente nos dias que precederam o Pentecostes, ele aprofundou o conhecimento do mistério de Cristo. Paulo, ao anunciar o cumprimento do desígnio salvífico na plenitude dos tempos, recordou a mulher da qual o Filho de Deus nasceu”.

O Bispo de Roma ressaltou que em Pedro e Paulo estão as raízes da profunda e secular devoção dos romanos “para com a Virgem, invocada especialmente como Salus Populi Romani”.

Ele sublinhou: “Maria, Pedro e Paulo são os nossos companheiros de viagem na busca de Deus. São os nossos guias no caminho da fé e santidade. Invoquemos a sua ajuda para que o nosso coração possa sempre estar aberto às sugestões do Espírito Santo e ao encontro com os irmãos”.

Papa Francisco falou aos fiéis também sobre a Celebração Eucarística que presidiu pela manhã, na Basílica Vaticana, quando abençoou e entregou o pálio a 46 Arcebispos metropolitanos. Ele manifestou o desejo de que o pálio, “além de aumentar os laços de comunhão com a Sé de Pedro, seja um estímulo para um serviço cada vez mais generoso às pessoas confiadas ao seu zelo pastoral”.

O Santo Padre recordou ainda a presença da delegação do Patriarcado Ortodoxo de Constantinopla, que foi a Roma participar da Solenidade de São Pedro e São Paulo. “Esta presença é sinal dos laços fraternos existentes entre as nossas Igrejas. Rezemos para que se reforce entre nós o caminho da unidade”, disse. 

Em seguida, sublinhou que a oração de hoje é especialmente para a cidade de Roma, “para o seu bem-estar espiritual e material: que a graça divina sustente todo o povo romano para que viva plenamente a fé cristã, testemunhada com o ardor intrépido dos Santos Pedro e Paulo”.

Após o Angelus, o Papa saudou com afeto os fiéis de Roma e as famílias, Paróquias, associações provenientes da Itália e de várias partes do mundo. Cumprimentou também os estudantes das escolas católicas dos Estados Unidos e da Escócia, e fez votos para a tradicional queima de fogos que se realizará esta noite no Castel Sant'Angelo. A soma arrecadada ajudará uma iniciativa de caridade na 
Terra Santa e no Oriente Médio.


Por fim, pediu orações para a sua próxima viagem ao Equador, Bolívia e Paraguai, que realizará de 5 a 13 de julho. “Peço a todos vocês que me acompanhem em oração, para que o Senhor abençoe esta minha viagem ao continente latino-americano para mim tão caro, como podem imaginar”, declarou. Ao povo dos três países, expressou a sua alegria por poder ir a suas casas e reiterou o pedido de oração, “para que Nossa Senhora nos dê a graça de nos acompanhar com sua materna proteção”.


Segunda, 29/06/2015 - Fonte: ACI digital / Postado por: Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...