Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/02/2019

“Queridos filhos,

O AMOR e a BONDADE do PAI CELESTIAL os dá revelações que fazem com que a fé em vocês cresça e se compreenda, e os traga paz, segurança e esperança.

Assim também eu, filhos MEUS, por meio do AMOR MISERICORDIOSO do PAI CELESTIAL sempre e novamente os mostro a estrada em direção ao MEU FILHO, em direção à SALVAÇÃO ETERNA. Mas, infelizmente, muitos dos MEUS filhos não querem me escutar, e muitos dos MEUS filhos duvidam.

Mas EU, EU sempre e em todos os tempos, louvei o SENHOR por tudo aquilo que ELE fez em MIM e por meio de MIM. MEU FILHO se dá a vocês, divide o pão com vocês, os dá palavras de VIDA ETERNA, a fim que EU as leve a todos. Vocês, filhos MEUS, apóstolos do MEU AMOR, do que vocês tem medo quando MEU FILHO está com vocês ?

Ofereçam-LHE as suas almas, a fim de que ELE possa morar nelas, e possa fazer de vocês instrumentos da FÉ e instrumentos do AMOR.

Filhos MEUS, vivam o EVANGELHO, vivam o AMOR MISERICORDIOSO ao próximo, e, acima de tudo, vivam o AMOR ao PAI CELESTIAL. Filhos MEUS, vocês não estão juntos por acaso, o PAI CELESTIAL não une ninguém por acaso. O MEU FILHO fala às suas ALMAS e eu faço aos seus CORAÇÕES.

Como MÃE, EU digo a vocês: caminhem COMIGO, amem-se uns aos outros, testemunhem. Não tenham medo, com o seu exemplo, de defender a VIDA, a PALAVRA DE DEUS que é ETERNA e que não muda nunca. Filhos MEUS, quem trabalha na LUZ DO AMOR MISERICORDIOSO e na VERDADE é sempre ajudado pelo CÉU e nunca está sozinho.

Apóstolos do MEU AMOR, que vocês sejam reconhecidos, sempre, entre todos os outros, pelo seu escondimento, pelo seu amor e pela sua serenidade. EU estou com vocês. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Por que uma pessoa mata? Por que uma pessoa perdoa? Por que uma pessoa come?

Por que dormimos? Por que comemos? Por que trememos de frio?

Por que raspamos a lateral do carro no portão eletrônico? Por que esquecemos de trancar a porta? Por que xingamos o árbitro?

Por que votamos para o senado? Por que defendemos uma ideia? Por que beijamos? Por que desistimos? Por que perseveramos?

Plausivelmente, não é uma única e mesma causa o que nos leva a tudo isso.

O filósofo Aristóteles (384-322 a.C.) nos propõe considerações proveitosas sobre o que nos faz agir. É muito válido conhecer as suas reflexões sobre as "sete causas das ações humanas". Diz ele:

Todas as ações do homem derivam de causas exteriores ou de causas que lhe são peculiares.

Entre as que provêm de causas exteriores ao homem, umas são efeito do acaso, outras da necessidade; por sua vez, as ações que se fazem por necessidade provêm da coação ou da natureza. Por conseguinte, todas as ações dos homens provenientes de causas exteriores dependem umas do acaso, outras da natureza, outras da coação. As ações que derivam da coação ocorrem contrárias ao desejo ou à razão do homem, ainda que se deem através dele mesmo.

Todas as ações provenientes de causas que nos são próprias, ou seja, das quais nós somos os autores diretos, são devidas em parte a um hábito e em parte a uma tendência que pode ser premeditada ou irrefletida. A vontade é uma tendência ao bem, pois todos querem aquilo que consideram ser um bem; quanto às tendências irrefletidas, elas são a ira e o desejo.

Todas as ações humanas, portanto, se reduzem necessariamente às sete causas seguintes:

Causas exteriores ao homem:

- acaso
- natureza
- coação

Causas interiores ao homem:

Refletidas:
- hábito
- decisão da vontade
Irrefletidas:
- ira
- desejo


E então, por que você beija? Por que você xinga? Por que você reza?


Cf. Aristóteles, A Arte Retórica, Livro I, Cap. X, Item II: "As ações humanas e suas causas".




Quinta, 23/04/2015 - Aleteia / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...