Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/02/2018

Queridos filhos !

Vocês a quem o MEU FILHO ama, vocês a quem EU amo imensamente com o MEU AMOR MATERNO, não permitam que o egoísmo e o amar muito a si mesmo reinem no mundo. Não permitam que o amor e a bondade fiquem escondidos. Vocês que são amados, vocês que conheceram o AMOR do MEU FILHO, lembrem-se que ser amado significa amar. Filhos MEUS, tenham fé: quando vocês tem fé, vocês são felizes e difundem a paz. As suas almas exultam de alegria. Nestas almas está o MEU FILHO: quando se doam pela fé, quando se doam pelo amor, quando fazem o bem ao próximo, o MEU FILHO sorri em suas almas. Apóstolos do MEU AMOR, ME dirijo a vocês como MÃE, os reúno em torno de MIM porque desejo conduzí-los no caminho do AMOR e da FÉ, no caminho que leva até a LUZ DO MUNDO. EU estou aqui pelo AMOR e pela FÈ; porque desejo abençoá-los, porque EU desejo, com a MINHA BENÇÂO MATERNA, dar a vocês força e esperança no seu caminho. Porque a estrada que conduz ao MEU FILHO não é fácil, é cheia de renúncias, de dar-se, do sacrifício, do perdão e muito, muito amor mas este caminho conduz à paz e à alegria. Filhos MEUS, não acreditem nas vozes falsas que falam de coisas falsas e de luzes falsas: vocês, filhos MEUS, voltem para a SAGRADA ESCRITURA. Com imenso amor EU os vejo e, PELA GRAÇA DE DEUS, EU ME MANIFESTO A VOCÊS. Filhos Meus, caminham COMIGO. Que as almas de vocês exultem de alegria.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Perguntaram-me se creio em Ti

Em meio às sombras e à ferida
perguntaram-me se creio em Ti.
E digo que tenho tudo quando estou contigo:
o sol, a luz, a paz, o bem, a vida.

Sem Ti, o sol é luz descolorida.
Sem Ti, a paz é cruel castigo.
Sem Ti, não há bem, nem coração amigo.
Sem Ti, a vida é morte repetida.

Contigo o sol é luz enamorada
e contigo a paz é paz florescida.
Contigo o bem é casa repousada
e contigo a vida é sangue iluminado.

E se Tu me faltas, não tenho nada:
nem sol, nem luz, nem paz, nem bem, nem vida.



 (Poema do Pe. José Luis Martín Descalzo, escrito na véspera da sua morte, antes de completar 61 anos, e após 10 anos submetido a hemodiálise)


Domingo, 12/04/2015 - Revista Ecclesia / Aleteia / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...