Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2017

Queridos filhos !

Quem melhor do que EU poderia falar para vocês do Amor e da existência do MEU FILHO ?

Vivi com ELE, EU sofri com ele, vivendo a vida terrena, EU provei da dor porque era MÃE.

MEU FILHO amou com pensamentos e obras o PAI CELESTIAL, o DEUS VERDADEIRO, e como ME dizia veio para redimi-los. EU escondi a minha dor com o amor. Vocês, filhos MEUS, tem numerosas perguntas, não compreendem a dor, não compreendem que através do Amor de Deus devem aceitar a dor e suportá-la. Todas as pessoas provam-na em maior ou menor medida, mas com a paz na alma e em estado de graça a esperança existe.

Este é o MEU FILHO, DEUS, nascido de DEUS. As SUAS PALAVRAS são sementes de Vida Eterna e semeadas nas boas almas produzem muitos frutos.

MEU FILHO suportou a dor porque tomou para si os pecados de vocês.

Por isso vocês, filhos MEUS, Apóstolos do MEU Amor, vocês que sofrem, saibam que as suas dores se tornarão luz e glória.

Filhos MEUS, enquanto vocês suportam a dor o CÉU entra em vocês, e em todos em torno de vocês é dado um pouco de Céu e muita esperança !

Obrigada !

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Cardeal Braz de Aviz fala a 1200 formadores religiosos sobre o perigo da perda da identidade do consagrado

“Sintamos hoje o chamado dos novos contextos geográficos e das culturas que se manifestam de maneira intensa”, assinalou o Cardeal brasileiro João Braz de Aviz, Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e das Sociedades de Vida Apostólica, ao começo do Congresso Internacional de Formadores e Formadoras para a Vida Consagrada, que se celebra em Roma de 7 a 11 de abril, com a participação de 1.200 religiosas e religiosos de todo o mundo.
 
O Cardeal de Aviz deu um discurso em 8 de abril baseado na Carta Apostólica do Papa Francisco para o Ano da Vida Consagrada para animar os religiosos a seguirem três conselhos do Santo Padre: “Olhar o passado com gratidão, viver o presente com paixão, e abraçar o futuro com esperança”.
 
“Efetivamente os contextos mudaram e estamos perdendo nossa própria identidade. Somos chamados a um novo e mais profundo compromisso”, afirmou, e convidou os formadores do Ordo Virginum, dos Institutos Seculares, das Sociedades de Vida Apostólica e dos Institutos de Vida Consagrada, a trabalharem para reafirmar a identidade da vida consagrada na Igreja e o mundo.
 
Seguindo o chamado do Papa Francisco, o Cardeal brasileiro explicou que “em uma sociedade do desencontro, da difícil convivência entre distintas culturas, do aproveitar-se dos mais débeis, das desigualdades, estamos chamados a oferecer um modelo concreto de comunidade que através do reconhecimento da dignidade de cada pessoa e da partilha do dom de cada um, permita viver relações fraternas”.
 
O Congresso começou no dia 7 de abril com uma vigília de oração na paróquia de São Gregório VII, para pedir pelos frutos deste encontro, e terminará no dia 11 de abril com uma Missa na Basílica de São Pedro às 9h30 que será presidida pelo Cardeal Braz de Aviz.
 

O Ano da Vida Consagrada começou no dia 29 de novembro de 2014 e terminará em 21 de novembro de 2015, no contexto dos cinquenta anos da “Perfectae caritatis”, o decreto do Concílio Ecumênico Vaticano II sobre a adequada renovação da vida religiosa.


Quinta, 09/04/2015 - ACI, Marta Jiménez / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...