Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/12/2017

“Queridos filhos, Me dirijo a vocês como sua Mãe, a Mãe dos justos, a Mãe daqueles que amam e sofrem, a Mãe dos santos.

Filhos Meus, também vocês podem ser santos: depende de vocês. Santos são aqueles que amam imensamente o Pai Celestial, aqueles que O amam acima de tudo.

Por isso, filhos Meus, procurem ser sempre melhores. Se procuraram ser bons, podem ser santos, também se não pensam isto de vocês. Se vocês pensam ser bons, não são humildes e a soberba os distancia da santidade.

Neste mundo inquieto, cheio de ameaças, as suas mãos, apóstolos do Meu amor, devem estar estendidas em oração e em misericórdia. Para mim, filhos Meus, presenteiem o Rosário, as rosas que tanto amo!

As Minhas rosas são as suas orações feitas com o coração e não somente recitadas com os lábios. As minhas rosas são as suas obras de oração, de fé e de amor.

Quando era pequeno, Meu Filho me dizia que os Meus filhos seriam numerosos e que me trariam muitas rosas.

Eu não compreendia, agora sei que vocês são aqueles filhos, que trazem rosas quando amam o Meu Filho acima de tudo, quando rezam com o coração, que ajudam os mais pobres. Estas são as Minhas rosas!

Esta é a fé, que faz que tudo na vida se faça por amor; que não conhece a soberba; que perdoa sempre prontamente, sem nunca julgar e procurando sempre compreender o próprio irmão.

Por isso, apóstolos do Meu amor, rezem por aqueles que não sabem amar, por aqueles que não os amam, por aqueles que os fizeram mal, por aqueles que não conheceram o Amor de Meu Filho. Filhos Meus, os peço isto para que lembrem que rezar significa amar e perdoar. Obrigada !”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Nunca é muito tarde: Uma mensagem do Papa na Quaresma para os católicos afastados da Igreja

Os católicos não praticantes e aqueles que por diversas razões estão afastados da Igreja têm um convite especial do Papa Francisco para “voltar para casa” neste tempo de Quaresma, um momento especial para a conversão e a reconciliação.

“Com muita frequência as pessoas têm medo de voltar para a Igreja ou para o sacramento da Confissão porque sentem que, como estiveram fora por muito tempo, não podem mais voltar”, afirma o Pe. Geno Sylva, encarregado da seção em inglês do Pontifício Conselho para a Nova Evangelização.

“Esta iniciativa fará com que as pessoas saibam que nunca é muito tarde e que sempre há a possibilidade de voltar”, disse o sacerdote em Roma.

“24 horas para o Senhor” é um evento anual que se realiza na quarta sexta-feira e sábado de Quaresma, que começou no ano passado, sob o auspício do dicastério e animado pelo Papa Francisco que surpreendeu todos ao ser ele o primeiro em confessar-se na Basílica de São Pedro em 2014.

Este ano o evento será realizado nos dias 13 e 14 de março sob o lema “Deus rico em misericórdia”, um tema que “é muito importante para o nosso Santo Padre”, afirma o Pe. Sylva

O evento, que espera que seja realizado no mundo todo, fará que todas as Igrejas de Roma permaneçam abertas para que os fiéis tenham a possibilidade de confessar-se e de participar da Adoração Eucarística com material preparado especificamente para a ocasião.

O sacerdote recordou que no ano passado teve a oportunidade de confessar na Igreja de Santa Inês da Agonia: “foi incrivelmente emocionante e inspirador ver tanta gente que voltava para o sacramento depois de décadas. Quando lhes perguntava a razão, muitos me disseram que era porque o Papa os havia convidado e efetivamente assim foi. Havia convidado no Ângelus do domingo anterior”.



Segunda, 02/03/2015 - ACI/EWTN Noticias, Ann Schneible / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...