Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/12/2017

“Queridos filhos, Me dirijo a vocês como sua Mãe, a Mãe dos justos, a Mãe daqueles que amam e sofrem, a Mãe dos santos.

Filhos Meus, também vocês podem ser santos: depende de vocês. Santos são aqueles que amam imensamente o Pai Celestial, aqueles que O amam acima de tudo.

Por isso, filhos Meus, procurem ser sempre melhores. Se procuraram ser bons, podem ser santos, também se não pensam isto de vocês. Se vocês pensam ser bons, não são humildes e a soberba os distancia da santidade.

Neste mundo inquieto, cheio de ameaças, as suas mãos, apóstolos do Meu amor, devem estar estendidas em oração e em misericórdia. Para mim, filhos Meus, presenteiem o Rosário, as rosas que tanto amo!

As Minhas rosas são as suas orações feitas com o coração e não somente recitadas com os lábios. As minhas rosas são as suas obras de oração, de fé e de amor.

Quando era pequeno, Meu Filho me dizia que os Meus filhos seriam numerosos e que me trariam muitas rosas.

Eu não compreendia, agora sei que vocês são aqueles filhos, que trazem rosas quando amam o Meu Filho acima de tudo, quando rezam com o coração, que ajudam os mais pobres. Estas são as Minhas rosas!

Esta é a fé, que faz que tudo na vida se faça por amor; que não conhece a soberba; que perdoa sempre prontamente, sem nunca julgar e procurando sempre compreender o próprio irmão.

Por isso, apóstolos do Meu amor, rezem por aqueles que não sabem amar, por aqueles que não os amam, por aqueles que os fizeram mal, por aqueles que não conheceram o Amor de Meu Filho. Filhos Meus, os peço isto para que lembrem que rezar significa amar e perdoar. Obrigada !”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Dia Internacional da Mulher: lutas, desafios e conquistas

Ao longo dos séculos, as mulheres nunca tiveram uma vida fácil. Observando a história, cada conquista obtida pelas mulheres foi fruto de muita luta, muito sacrifício, às vezes até da própria vida. Nada mais distante da realidade do que afirmar que a mulher é o "sexo frágil", pois para o protagonismo feminino, e avanços em termos de conquistas práticas, foi necessário muita força e persistência. Para relembrar essa história e renovar a cada ano esse espírito de luta foi criado o Dia Internacional da Mulher.
No Brasil, as mulheres enfrentaram, e ainda enfrentam, muitas dificuldades para fazer valer seus direitos, mas nem por isso ficam alienadas ou conformadas com a situação. Em uma sociedade em que é preciso conquistar cada espaço, as mulheres já demostraram o quanto já caminharam para fazer valer suas escolhas, para fazer ouvir a sua voz.
Mas o futuro promete mais! As atuais gerações já aprenderam desse legado, e com o passado nas mãos, a consciência do presente e a determinação para o futuro, as mulheres demonstram que estão dispostas a seguir adiante em sua luta por mais igualdade, dignidade e respeito.

“A mulher tem um papel muito importante na transformação da sociedade”, reflete Noemia.

Nesta semana, a Pastoral da Criança chama a atenção para o papel da mulher no mundo de hoje. A instituição conta com o trabalho voluntário de centenas de mulheres. Por isso, vale ressaltar a importância da delicadeza, da solidariedade, da comunicação, da força, da dedicação e do amor da mulher. A entrevista a seguir, com a enfermeira Noemia Colossi Brustolin, que trabalha em Curitiba (PR) e já atuou como coordenadora da Pastoral da Criança na Arquidiocese de Curitiba, aborda as conquistas que as mulheres tiveram no campo do trabalho, na luta por direitos iguais e também a criação dos filhos e o serviço na comunidade.

Como está a situação da mulher hoje em dia?

No Brasil, nós temos várias leis que protegem a mulher. Inclusive a lei Maria da Penha, que é divulgada em todo o país. Acredito que o Brasil cresceu bastante, ou melhorou bastante a condição de saúde da mulher com relação ao pré-natal e nas várias etapas da sua vida. Com relação à instrução, de uns anos pra cá, a mulher tem procurado melhorar a condição de escolaridade. Com isso, vai conseguindo melhor qualificação para o mercado de trabalho e tem conseguido cargos de maior destaque na sociedade.

A mulher conquistou muitos espaços, teve muitos avanços. Mas, infelizmente, ainda há muita violência contra a mulher. O que fazer para que todas as mulheres sejam tratadas com respeito e dignidade?

Aqui nós podemos ressaltar a lei Maria da Penha. Ela foi muito divulgada a partir de uma violência com uma mulher. Desta forma, a mulher teve mais força para denunciar, para não se sentir excluída da sociedade. Existem muitas violências ainda e eu acho que o mais importante é fazer a denúncia. A pessoa que é violentada precisa denunciar, ela precisa procurar apoio psicológico, procurar o serviço de saúde de seu município, delegacias da mulher. Hoje pode ser um tapa, amanhã pode ser a sua vida.

Qual é o papel da mulher na transformação da sociedade?

A mulher tem um papel muito importante na transformação da sociedade. Primeiro, porque ela tem um coração, uma sensibilidade diferente do homem, ela se comove mais com todas as situações que se apresentam. Quem é que consegue mexer com o coração dos homens? São as mulheres. Então, por isso elas têm um papel importantíssimo na transformação da sociedade e eu acredito que se cada mulher tomasse conhecimento do papel que tem, do poder que ela tem na sociedade, a nossa sociedade seria diferente. Quando ela gera um filho, como ela cuida desse filho, o que ela conversa com essa criança, a educação dessa criança até a fase adulta… Tudo isso tem um poder enorme de transformação da sociedade, de transformação dos seres humanos que vão compor essa sociedade. E como mulher na política e no mercado de trabalho, ela também pode fazer a diferença.


Sexta,06/03/2015 - CNBB NE2 / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...