Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/04/2019

“Queridos filhos, como MÃE que conhece os SEUS filhos, sei vocês desejam o MEU FILHO. EU sei que vocês desejam a VERDADE, a PAZ, aquilo que é puro e não é falso.

Por isto EU, como MÃE, através do AMOR DE DEUS, me dirijo a vocês e os convido, a fim de que, rezando com o coração puro e aberto, conheçam por vocês mesmos o MEU FILHO, o SEU AMOR, o SEU CORAÇÃO MISERICORDIOSO.

O MEU FILHO via a beleza em todas as coisas.

ELE procura o BEM, até mesmo naquilo que é pequeno e escondido, em todas as almas, para perdoar o mal.

Por isto, filhos MEUS, apóstolos do MEU AMOR, os convido a adorá-LO, a agradecê-LO continuamente e a serem dignos para ELE. Porque ELE disse para vocês PALAVRAS DIVINAS, as PALAVRAS DE DEUS, as PALAVRAS que são para todos e para sempre.

Por isto, filhos MEUS, vivam a serenidade, a alegria e o amor recíproco.

Isto é o que é necessário para vocês no mundo de hoje: assim serão apóstolos do MEU AMOR, assim vocês testemunharão o MEU FILHO de maneira justa.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Ato pela liberdade religiosa em Olinda e Recife propõe vigília pelos cristãos perseguidos

A Comunidade Católica dos Viventes, em apoio aos cristãos perseguidos, realizou neste sábado, 28, o ato #EuMeImporto, no parque da Jaqueira, em Recife (PE). O objetivo foi chamar a atenção para o direito à liberdade religiosa.

Segundo o último relatório da Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre, a cada cinco minutos um cristão é vítima de violência por causa de sua fé, o que equivale a 160 mil cristãos mortos em decorrência da intolerância religiosa.

O arcebispo de Olinda e Recife (PE), dom Fernando Saburido, participou do evento. “Esse é um gesto de solidariedade para com os irmãos perseguidos no Oriente. Estou aqui para convidar a todos, para que se unam a nós e juntos possamos rezar nessa intenção, e colaboremos concretamente com nossos irmãos”, convocou o religioso.

 Ato pela liberdade religiosa

A iniciativa surgiu da inquietação após a divulgação, em fevereiro deste ano, do assassinato de 21 egípcios decapitados pelos jihadistas do Estado Islâmico (EI) na Líbia, “pelo simples fato de serem cristãos”, como disse o papa Francisco. A ideia é proporcionar uma tarde de vigília inter-religiosa na qual os cristãos, e também pessoas com outras convicções religiosas ou mesmo sem uma convicção religiosa, poderão se informar melhor sobre o assunto e, juntas, dar uma resposta a esse clima de ódio que se alastrou principalmente no Oriente.

Desde o ano passado, devido às ações do grupo terrorista EI, as denúncias de violações contra a vida dos cristãos tomaram repercussão ainda maior, com as execuções filmadas e disseminadas pela internet, com métodos bárbaros e cruéis.

Além disso, tem crescido significativamente a quantidade de cristãos que precisam se refugiar em outros países. Para se ter uma ideia do enorme problema, desde 1945, dez milhões de cristãos emigraram por causa de perseguições, o que representa uma dificuldade para aqueles que saem de suas casas e também um desafio para as nações que os recebem.

Com informações da Pascom da arquidiocese de Olinda e Recife

Segunda, 30/03/2015 - CNBB / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...