Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/02/2019

“Queridos filhos,

O AMOR e a BONDADE do PAI CELESTIAL os dá revelações que fazem com que a fé em vocês cresça e se compreenda, e os traga paz, segurança e esperança.

Assim também eu, filhos MEUS, por meio do AMOR MISERICORDIOSO do PAI CELESTIAL sempre e novamente os mostro a estrada em direção ao MEU FILHO, em direção à SALVAÇÃO ETERNA. Mas, infelizmente, muitos dos MEUS filhos não querem me escutar, e muitos dos MEUS filhos duvidam.

Mas EU, EU sempre e em todos os tempos, louvei o SENHOR por tudo aquilo que ELE fez em MIM e por meio de MIM. MEU FILHO se dá a vocês, divide o pão com vocês, os dá palavras de VIDA ETERNA, a fim que EU as leve a todos. Vocês, filhos MEUS, apóstolos do MEU AMOR, do que vocês tem medo quando MEU FILHO está com vocês ?

Ofereçam-LHE as suas almas, a fim de que ELE possa morar nelas, e possa fazer de vocês instrumentos da FÉ e instrumentos do AMOR.

Filhos MEUS, vivam o EVANGELHO, vivam o AMOR MISERICORDIOSO ao próximo, e, acima de tudo, vivam o AMOR ao PAI CELESTIAL. Filhos MEUS, vocês não estão juntos por acaso, o PAI CELESTIAL não une ninguém por acaso. O MEU FILHO fala às suas ALMAS e eu faço aos seus CORAÇÕES.

Como MÃE, EU digo a vocês: caminhem COMIGO, amem-se uns aos outros, testemunhem. Não tenham medo, com o seu exemplo, de defender a VIDA, a PALAVRA DE DEUS que é ETERNA e que não muda nunca. Filhos MEUS, quem trabalha na LUZ DO AMOR MISERICORDIOSO e na VERDADE é sempre ajudado pelo CÉU e nunca está sozinho.

Apóstolos do MEU AMOR, que vocês sejam reconhecidos, sempre, entre todos os outros, pelo seu escondimento, pelo seu amor e pela sua serenidade. EU estou com vocês. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Papa adverte: indiferença e egoísmo estão sempre à espreita

Na manhã desta segunda-feira (16/02), o Papa Francisco recebeu os membros da “Pro Petri Sede”, uma associação da Bélgica, Luxemburgo e Países Baixos, que oferece ajudas econômicas para as necessidades da Santa Sé.

A audiência foi a ocasião para o Papa falar da solidariedade e da caridade. “O número crescente de pessoas marginalizadas e que vivem em grande precariedade nos interpela e exige um ímpeto de solidariedade para dar a elas o amparo material e espiritual de que necessitam”, afirmou Francisco, acrescentando que, ao mesmo tempo, “temos muito a receber dos pobres”.

“Em meio às suas dificuldades, eles são com frequência testemunhas do essencial, dos valores familiares; são capazes de compartilhar com quem é mais pobre do que eles e são capazes de exultar, como pude constatar inclusive na minha recente viagem apostólica à Ásia.”

O Pontífice recordou que a indiferença e o egoísmo estão sempre à espreita. Por isso, a atenção aos pobres nos enriquece, colocando-nos no caminho da humildade e da verdade. Além disso, a presença deles evoca a nossa humanidade comum, a fragilidade da vida, a dependência de Deus e dos irmãos.

Por fim, Francisco agradeceu aos membros da Associação pelo trabalho que prestam aos mais necessitados em várias partes do mundo, convidando-os a rezarem com insistência pela paz, “para que os responsáveis políticos encontrem caminhos de diálogo e de reconciliação”. 


Segunda, 16/02/2015 - RV / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...