Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/12/2017

“Queridos filhos, Me dirijo a vocês como sua Mãe, a Mãe dos justos, a Mãe daqueles que amam e sofrem, a Mãe dos santos.

Filhos Meus, também vocês podem ser santos: depende de vocês. Santos são aqueles que amam imensamente o Pai Celestial, aqueles que O amam acima de tudo.

Por isso, filhos Meus, procurem ser sempre melhores. Se procuraram ser bons, podem ser santos, também se não pensam isto de vocês. Se vocês pensam ser bons, não são humildes e a soberba os distancia da santidade.

Neste mundo inquieto, cheio de ameaças, as suas mãos, apóstolos do Meu amor, devem estar estendidas em oração e em misericórdia. Para mim, filhos Meus, presenteiem o Rosário, as rosas que tanto amo!

As Minhas rosas são as suas orações feitas com o coração e não somente recitadas com os lábios. As minhas rosas são as suas obras de oração, de fé e de amor.

Quando era pequeno, Meu Filho me dizia que os Meus filhos seriam numerosos e que me trariam muitas rosas.

Eu não compreendia, agora sei que vocês são aqueles filhos, que trazem rosas quando amam o Meu Filho acima de tudo, quando rezam com o coração, que ajudam os mais pobres. Estas são as Minhas rosas!

Esta é a fé, que faz que tudo na vida se faça por amor; que não conhece a soberba; que perdoa sempre prontamente, sem nunca julgar e procurando sempre compreender o próprio irmão.

Por isso, apóstolos do Meu amor, rezem por aqueles que não sabem amar, por aqueles que não os amam, por aqueles que os fizeram mal, por aqueles que não conheceram o Amor de Meu Filho. Filhos Meus, os peço isto para que lembrem que rezar significa amar e perdoar. Obrigada !”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

São Sebastião, defensor da verdade no amor apaixonado a Deus

Prestes a comemorar os 450 anos da cidade do Rio de Janeiro, a Arquidiocese do Rio tem nesta terça-feira, dia 20 de janeiro, a grande celebração de seu padroeiro São Sebastião. Confira neste artigo do arcebispo Cardeal Dom Orani João Tempesta um pouco da história desse mártir da Igreja e a programação deste dia, quando acontecerá também a criação do Santuário Arquidiocesano e a apresentação dos restos mortais do jovem médico Guido Schaffer, que serão transladados para a Paróquia Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, Zona Sul do Rio.

Sebastião nasceu em Narbonne; os pais eram oriundos de Milão, na Itália, do século terceiro. São Sebastião, desde cedo, foi muito generoso e dado ao serviço. Recebeu a graça do santo batismo e zelou por ele em relação à sua vida e à dos irmãos. São Sebastião tornou-se defensor da Igreja como soldado, como capitão e também como apóstolo dos confessores, daqueles que eram presos. Também foi apóstolo dos mártires, os que confessavam Jesus em todas as situações, renunciando à própria vida.

São Sebastião, defensor da verdade no amor apaixonado a Deus. Depois de denunciado como cristão, o Imperador mandou prendê-lo num tronco e muitas flechadas sobre ele foram lançadas até o ponto de pensarem que estava morto. Mas uma mulher, Irene, o conhecia, aproximou-se dele e percebeu que ele estava ainda vivo por graça. Ela cuidou das feridas dele. Ao recobrar sua saúde depois de um tempo, apresentou-se novamente para o Imperador, pois queria o seu bem e o bem de todo o Império. Evangelizou, testemunhou, mas dessa vez foi duramente martirizado.

A cidade maravilhosa recebeu São Sebastião como padroeiro no dia de sua fundação. Agora que comemoramos 450 anos dessa cidade, queremos que suas raízes cristãs nos ajudem a viver ainda melhor e em paz.

Com o tema "São Sebastião: Testemunha da Esperança", teve início no dia 7 de janeiro a Trezena de São Sebastião. Foram treze dias de peregrinação, com visitas em mais de 90 lugares, entre comunidades dedicadas a São Sebastião, obras sociais e instituições públicas, de saúde e comunicação.

A Trezena deste ano é marcada pelo aniversário de 450 anos da “Cidade Maravilhosa”. Nosso padroeiro é testemunha da esperança e nos inspira a construirmos a paz em nossa cidade.

Assim como nos outros anos, a imagem missionária de São Sebastião percorreu ruas, avenidas, igrejas, capelas, hospitais, casas de idosos, presídios, abrigos de menores, locais de segurança, locais de governo e tantos outros espaços que nos recordam a nossa missão de paz e fraternidade.

A Festa dedicada ao Padroeiro, neste dia 20 de janeiro, começa com a Celebração Eucarística das 10h, na Paróquia São Sebastião, na Tijuca. Nesse dia, haverá ainda a criação do Santuário Arquidiocesano, bem como a apresentação dos restos mortais do jovem médico Guido Schaffer, que serão transladados para a Paróquia Nossa Senhora da Paz, em Ipanema. A partir das 16h, acontecerá a procissão partindo da Paróquia São Sebastião, na Tijuca, com destino à Catedral, onde será feito o Auto de São Sebastião e outras apresentações culturais. Às 18h, acontece a Missa Solene de encerramento, com o envio dos seminaristas arquidiocesanos para as missões na grande cidade.

Peço que acompanhemos com fé e esperança os festejos do Nosso Glorioso São Sebastião. Que ele interceda e olhe por toda a nossa cidade maravilhosa.


*O Cardeal Dom Orani João Tempesta é Arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro.


Terça, 20/01/2015 - ACI / Cardeal Dom Orani João Tempesta 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...