Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/12/2017

“Queridos filhos, Me dirijo a vocês como sua Mãe, a Mãe dos justos, a Mãe daqueles que amam e sofrem, a Mãe dos santos.

Filhos Meus, também vocês podem ser santos: depende de vocês. Santos são aqueles que amam imensamente o Pai Celestial, aqueles que O amam acima de tudo.

Por isso, filhos Meus, procurem ser sempre melhores. Se procuraram ser bons, podem ser santos, também se não pensam isto de vocês. Se vocês pensam ser bons, não são humildes e a soberba os distancia da santidade.

Neste mundo inquieto, cheio de ameaças, as suas mãos, apóstolos do Meu amor, devem estar estendidas em oração e em misericórdia. Para mim, filhos Meus, presenteiem o Rosário, as rosas que tanto amo!

As Minhas rosas são as suas orações feitas com o coração e não somente recitadas com os lábios. As minhas rosas são as suas obras de oração, de fé e de amor.

Quando era pequeno, Meu Filho me dizia que os Meus filhos seriam numerosos e que me trariam muitas rosas.

Eu não compreendia, agora sei que vocês são aqueles filhos, que trazem rosas quando amam o Meu Filho acima de tudo, quando rezam com o coração, que ajudam os mais pobres. Estas são as Minhas rosas!

Esta é a fé, que faz que tudo na vida se faça por amor; que não conhece a soberba; que perdoa sempre prontamente, sem nunca julgar e procurando sempre compreender o próprio irmão.

Por isso, apóstolos do Meu amor, rezem por aqueles que não sabem amar, por aqueles que não os amam, por aqueles que os fizeram mal, por aqueles que não conheceram o Amor de Meu Filho. Filhos Meus, os peço isto para que lembrem que rezar significa amar e perdoar. Obrigada !”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Papa Francisco reitera rechaço à corrupção no mundo e na Igreja: Pecadores sim, corruptos nunca!

O Papa Francisco advertiu esta segunda-feira durante o voo de retorno a Roma, que a corrupção é um problema mundial e que deve ser rechaçado; e indicou que quando esta ocorre nas instituições eclesiásticas, converte-se em uma ferida dentro da Igreja, pois um católico pode ser um pecador deixar-se converter em um corrupto é inaceitável.  A seguir a pergunta feita ao Santo Padre e a sua resposta:

“O que pode fazer Sua Santidade para lutar contra a corrupção não só no governo, mas também na Igreja?”

“A corrupção no mundo hoje está à solta e a atitude corrupta encontra facilmente um ninho nas instituições, porque uma instituição que tem muitos ramos aqui e lá, tantos chefes e vice-chefes, digamos, é muito fácil cair ou prover um ninho para a corrupção e cada instituição pode cair nisto.

A corrupção diminui as pessoas. Essa pessoa corrupta que faz acordos corruptos ou governa corruptamente ou se associa com outros para negócios corruptos, rouba as pessoas. As vítimas são aqueles, aqueles que você disse que estavam atrás do hotel luxuoso, não? Eles são as vítimas da corrupção.

A corrupção não se fecha em si mesma, ela cresce como um arbusto. Entendem? Hoje em dia a corrupção é um problema mundial. Uma vez, aproximadamente em 2001, perguntei ao chefe de gabinete do presidente de então, cujo governo pensávamos não ser tão corrupto, e na verdade não era tão corrupto, o governo, e lhe disse: ‘diga-me, a ajuda que você envia ao interior do país, seja em efetivo ou comida ou roupa... Enfim todas estas coisas. Quanto dela chega ao destino?’ Imediatamente este homem, que era um verdadeiro homem, um cidadão limpo (me disse): `35 por cento’. Isso foi o que me disse. Em 2001, no meu país.

E agora, a corrupção nas instituições eclesiásticas. Quando falo da Igreja eu gosto de falar dos fiéis, dos batizados, da Igreja inteira, não? Nesse caso é melhor falar de pecadores.

Todos somos pecadores, não é verdade? Mas quando falamos de corrupção, falamos de pessoas corruptas ou de instituições na Igreja que caem na corrupção. E há casos, sim, existem. Lembro uma vez, em 1994, logo após ser nomeado Bispo do vicariato de Flores, em Buenos Aires, dois empregados ou funcionários de um ministério a me dizer ‘você tem muitas necessidades aqui com tantos pobres nas vilas misérias’. ‘Oh sim’, eu lhes disse. ‘Pois nós podemos ajudá-lo. Temos, se o sr. quiser, uma ajuda de 400.000 pesos’. Nesse tempo, o de câmbio do dólar era de um a um. Ou seja, falamos de 400.000 dólares. ‘Você pode ajudar com este valor?’. ‘Sim, sim’. Eu os escutei porque, quando a esmola é tão grande, também o santo duvida. Mas eles continuaram: ‘Para fazê-lo, nós fazemos o depósito e depois você nos dá a metade’. Nesse momento pensei no que deveria fazer: insultá-los e dar-lhes um chute onde o sol não bate na pele ou me faço de bobo.

Eu me fiz de bobo e disse: Bom, nós no vicariato não temos uma conta, você tem que fazer o depósito no local do escritório da arquidiocese com o recibo. E isso foi tudo. ‘Oh, não sabíamos’, disseram. E foram embora. Mas, mais tarde pensei, se estes dois vieram diretamente sem pedir uma pista –é um mau pensamento- mas, é porque alguém já disse sim. Mas é um mau pensamento, não?


A corrupção é fácil de ser feita. Vamos recordar o seguinte: Pecadores sim, corruptos não, corruptos nunca. Devemos pedir perdão por aqueles católicos, aqueles cristãos que escandalizam com sua corrupção. É uma ferida na Igreja. Mas há muitos santos, tantos santos. E santos pecadores, mas não corruptos. Vamos olhar para o outro lado também, a Igreja é Santa. Há santos aqui e acolá. Obrigado por terem a coragem de perguntar sobre este tema.


Terça, 20/01/2015 - ACI / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...